Escritoriodearte.com > Artistas > Renata Tassinari

Renata Tassinari

OBRAS DO ARTISTA

Este artista não possui obras em nosso acervo.

Você possui uma obra deste artista e quer vender?

Após logar no site, clique em 'Avaliações' e envie sua obra.

Leilão de Artes Online

BIOGRAFIA

Renata Tassinari (São Paulo SP 1958)

Pintora.

Estuda na Escola Brasil:, em 1974, e tem aulas com os artistas Carlos Fajardo (1941), Dudi Maia Rosa (1946), Frederico Nasser (1945), José Resende (1945) e Luiz Paulo Baravelli (1942). Entre 1977 e 1980 cursa artes plásticas na Fundação Armando Álvares Penteado - Faap, onde estuda com Donato Chiarella. No mesmo período é aluna de pintura e desenho no ateliê de Carlos Fajardo. Em 1979 estuda aquarela com o artista Dudi Maia Rosa. Nos anos 1980, paralelamente ao seu trabalho plástico, realiza estampas com motivos indígenas para a empresa Arte Nativa Aplicada. Participa das exposições Pintura e Tal e Destaques da Arte Contemporânea Brasileira, ambas realizadas no Museu de Arte Moderna de São Paulo - MAM/SP, em 1985.

Comentário Crítico

Renata Tassinari traz da pintura figurativa que realiza em meados dos anos 1980 a experiência com os contrastes de cor.1 No final dessa década sua pintura passa a ser estruturada por áreas geométricas de cores com ênfase nos contrastes: laranjas e azuis; laranjas, azuis e verdes; vermelhos, laranjas e azuis. Algumas cores ocupam áreas maiores que as outras e criam relações sob a forma de faixas, retângulos e quadrados. A artista atenta para a materialidade da pintura. Suas pinceladas são espessas, com textura propiciada pela encáustica quente.

No início dos anos 1990 Tassinari explora contrastes de tonalidades de uma mesma cor viva e o cinza, e revela as materialidades criadas pela tinta a óleo, pela cera e pelo esmalte sintético sobre papel colado em uma superfície de madeira. Entre 1995 e 1998 as cores de sua pintura tornam-se menos vivas na medida em que emprega a cera como elemento aglutinador da tinta, criando "uma fina membrana entre aquilo que seria a cor original e a que realmente vemos".2

A partir de 2001 as questões relativas ao contraste, à delimitação das áreas e da materialidade entram em processo de amadurecimento e resultam nas pinturas de 2005 e 2006 sobre superfície de material acrílico transparente. Uma parte dessa superfície é coberta por uma cor forte, em pinceladas verticais, e a outra deixa entrever o papel branco sob a placa de acrílico. O contraste entre as cores se dá na montagem da obra, aos pares, por combinações: cor; branco com cor; branco ou cor; cor com branco; branco. Um quadrado de madeira pode integrar a combinação e ressaltar os contrastes e texturas.

Notas
1 "É através do contorno que crio vazios ou volumes, séries e padrões ou ainda uma massa de gestos e tons", afirma Renata Tassinari nessa época. Ver catálogo da exposição Pintura e Tal, realizada no MAM/SP, em 1985. O depoimento de Tassinari é ilustrado pela obra Sem Título, 1985, acrílica sobre tela, 120 x 200 cm, que apresenta a figura de uma pêra em evidência. Nessa obra a artista utiliza as cores laranja, vermelho e azul sobre um fundo preto.
2 NAVES, Rodrigo. À imagem e dessemelhança. In: TASSINARI, Renata. Renata Tassinari. São Paulo: Galeria Millan, 1995. p. 7-11.

Exposições Individuais

1989 - São Paulo SP - Individual, no Centro Cultural São Paulo
1989 - São Paulo SP - Individual, na Galeria André Millan
1993 - São Paulo SP - Individual, na Galeria André Millan
1995 - São Paulo SP - Individual, na Galeria André Millan
1998 - São Paulo SP - Individual, na Valu Ória Galeria de Arte
2002 - São Paulo SP - Individual, na Galeria Baró Senna
2003 - São Paulo SP - Individual,no Centro universitário Maria Antônia
2004 - Vitória ES - Individual, na Galeria de Arte Espaço Universitário/UFES
2005 - São Paulo SP - Individual, na Galeria Virgílio

Exposições Coletivas

1979 - São Paulo SP - Coletiva, na Azulão Galeria
1985 - São Paulo SP - Destaques da Arte Contemporânea Brasileira, no MAM/SP
1985 - São Paulo SP - Pintura e Tal, no MAM/SP
1986 - Brasília DF - Coletiva, na Galeria Oscar Seráphico
1989 - Rio de Janeiro RJ - Projeto Macunaíma, na Funarte
1990 - São Paulo SP - Programa Anual de Exposições de Artes Plásticas, no Centro Cultural São Paulo - artista convidado
1990 - Ribeirão Preto SP - Coletiva, no Escritório de Arte
1992 - Rio de Janeiro RJ - 13 Artistas Paulistas, no MAM/RJ
1992 - São Paulo SP - Galeria Millan: mostra inaugural, na Galeria Millan
1994 - São Paulo SP - Coletiva, na Galeria Millan
1994 - São Paulo SP - Pequenos Formatos, na Valu Òria Galeria de Arte
1999 - Ribeirão Preto SP - Célia Euvaldo, Fabio Miguez, Laura Vinci, Renata Tassinari, no Museu de Arte de Ribeirão Preto Pedro Manuel-Gismondi
2000 - São Paulo SP - Programa Anual de Exposições de Artes Plásticas, no Centro Cultural São Paulo - artista convidado
2000 - São Paulo SP - Coletiva, na Galeria Baró Senna
2001 - Rio de Janeiro RJ - O Espírito de Nossa Época, no MAM/RJ
2001 - São Paulo SP - O Espírito de Nossa Época, no MAM/SP
2002 - São Paulo SP - Coletiva 2002, na Galeria Baró Senna
2002 - São Paulo SP - Coletiva AAA, na Galeria Baró Senna
2003 - São Paulo SP - Afonso Tostes, Arnaldo Antunes, José Spaniol, Leopoldo Ponce, Renata Tassinari, no Centro Universitário Maria Antonia
2004 - São Paulo SP - BR-2004, na Galeria Virgílio
2005 - São Paulo SP - BR 2005, na Galeria Virgílio
2006 - São Paulo SP - Brazilian Art Show, no Pavilhão Ciccilo Matarazzo Sobrinho

Fonte: Itaú Cultural

VEJA TAMBÉM

Ubirajara Ribeiro - Mulher olhando o meu Projeto
Mulher olhando o meu Projeto