Escritoriodearte.com > Artistas > Nelson Screnci

Nelson Screnci

OBRAS DO ARTISTA

Este artista não possui obras em nosso acervo.

Você possui uma obra deste artista e quer vender?

Após logar no site, clique em 'Avaliações' e envie sua obra.

Leilão de Artes Online

BIOGRAFIA

Nelson Screnci (São Paulo SP 1955)

Pintor, professor, pesquisador, desenhista.

Nelson Luiz Pereira Screnci licenciou-se em artes plásticas pela Fundação Armando Álvares Penteado - Faap, em 1982. Leciona educação artística e história da arte desde 1972, ministrando cursos no Museu de Arte Moderna de São Paulo - MAM/SP e no Museu Brasileiro da Escultura - MuBE. Em 1988, publica a pesquisa Arte Serial, Semelhanças e Simultaneidade - Estudos de composição visual. Uma vertente na pintura de Nelson Screnci é a apropriação e a releitura de obras consagradas pela história da arte, redefinindo-as numa estética pop e às vezes conceitual, como nota-se na telas O Encontro nos Espelhos, com citação ao pintor espanhol Diego Velázquez (1599 - 1660) e a Tarsila do Amaral (1886 - 1973), de 1996, e Saudades do Brasil, uma releitura de Guignard (1896 - 1962), de 1997. Em 1999, pinta o quadro Os Excluídos, uma releitura da obra Caipira Picando Fumo de Almeida Júnior (1850 - 1899), que é exposta, no ano seguinte, na mostra Almeida Júnior um Artista Revisitado, na Pinacoteca do Estado de São Paulo - Pesp. Em 2003, realiza a mostra individual Florestas das Cores na Galeria Arte Aplicada, São Paulo. Participa das exposições coletivas Mostra Vladimir Herzog 30 Anos, na Estação Pinacoteca, 2005, e Alma de Artista, no Sesc Pompéia, 2006. Suas obras integram acervos de museus e instituições nacionais e estrangeiras como: Acervo da Pinacoteca do Estado de São Paulo; Fundação Cásper Líbero, São Paulo; Fundação Alcan, Canadá; Musée du Petit Format, Bélgica; Museum of Internacional Contemporary Art, Noruega; Museum für Völkerkunde, Alemanha, entre outros.

Críticas

"Senhor do domínio do seu ofício, a pintura, é também um excelente desenhista. Em busca constante de rebuscamento técnico, está sempre observando tudo à sua volta, imprimindo um tom de humor e crítica ao seu trabalho. Desde a primeira exposição, vem mantendo a figuração numa linguagem que beira o hiper-realismo, mas, para diferenciá-lo desta tendência, uma forte tônica de interpretação pessoal vem se somar à fidelidade de representação do real. A presença da construção se faz notar através do uso da colagem e da sobreposição das cores que vêm se mantendo em tons soturnos. A fatura revela limpeza e uniformidade, e a composição é resolvida como um problema anterior à concepção da tela. (...) Tudo é fonte de recursos para o seu trabalho: documentos e pertences perdidos por cidadãos comuns no centro da cidade, objetos, papéis, edifícios, automóveis, fragmentos de outdoors, rasgados, fragmentos e decompostos para reconstituir, em harmonia com a cozinha da pintura, o universo das grandes metrópoles, num constante apelo à nossa memória urbana".
Vitoria Daniela Bousso
NELSON Screnci: rasgados e construídos: fragmentos urbanos. Apresentação de Vitoria Daniela Bousso. São Paulo: Paço das Artes, 1988.

"Cada vez que Screnci toma uma imagem, ele emprega o mesmo cuidado e minúcia de um monge com a sua iluminura. Não, porém, para reproduzi-la de modo idêntico, pois não hesita em incorporá-la em si próprio para que o amor se faça fecundação. Ele desdenha o idêntico, a nitidez, as cores de origem, criando efeitos visuais e cromáticos, admiráveis em si e nas relações estabelecidas com o conjunto. Ele compreende a pintura não enquanto desgastada picturalidade 'essencial', mas enquanto o campo de onde emergem imagens através de seus específicos meios de artista, que são contidos e controlados, habitados por uma espécie de prazer e de afeto silencioso. Nesse campo, as imagens afirmam-se e subtraem-se: as camadas de pigmentos, de tintas e de vernizes encarregam-se de ocultar a assim revelar como o faz a ordem, que a um só tempo torna evidente e relativo"
Jorge Coli
COLI, Jorge. Imagens e Pintura. in: SCRENCI, Nelson. Rever. Texto Jorge Coli, Renina Katz. São Paulo: Ruy Sant'anna Galeria, 1997, p. 2.

"À aparente diversidade temática de sua obra, que permeia sua poética nestes mais de vinte anos de trajetória, somam-se aspectos que encerram uma leitura mais abrangente que a contemplação aleatória possa talvez sugerir. Interessa-se pela paisagem, que pode emergir como a malha urbana da metrópole e os microcosmos que nela se encerram - pano de fundo de As mil e uma imagens, (...), onde parte da estrutura de composição e noção de circularidade de leitura proposta por Jorge Luiz Borges em suas Mil e uma Noites, para propor um jogo de olhar onde cada uma das pequenas imagens (precisamente mil ao todo) que compõem o painel adquirem a leitura de janela, cada qual guardando narrativas possíveis e diversas, completadas pela participação do espectador. A mesma paisagem pode também se manifestar como reverência tranqüila a mestres de nossa pintura, como explicitado em suas apaixonadas Guignardianas e em séries subjacentes. Neste surpreendente percurso, surgem ainda as apropriações pessoais que executa partindo da estética e mecanismo da pop e conceitual art, releituras que podem exprimir ora uma posição crítica em relação a aspectos da cultura de massa como a mecanismos internos do próprio circuito artístico."
Guy Amado
AMADO, Guy. [Nelson Screnci]. In.: GILBERTO Mariotti; Nelson Screnci. Apresentação Guy Amado. São Paulo: Paço das Artes, 2001. folha dobrada, il. color. (Temporada de projetos 2001- 2002).

Acervos

Acervo Banco Itaú S.A. - São Paulo SP
Acervo da Pinacoteca do Estado de São Paulo/Brasil - São Paulo SP
Acervo Sesc Pinheiros - São Paulo SP
Banco Sudameris - São Paulo SP
Fundação Cásper Líbero - São Paulo SP
Fundação Alcan - Canadá
Musée du Petit Format - Nismes (Bélgica)
Museo Ralli - Punta del Este (Uruguai)
Museum of Internacional Contemporary Art - Noruega
Museum für Völkerkunde - Frankfurt (Alemanha)
Paço das Artes - São Paulo SP

Exposições Individuais

1982 - São Paulo SP - Desenhos em Pastel, na Biblioteca Municipal Mário de Andrade
1987 - São Paulo SP - Formas e Fôrmas, na Galeria Sesc Paulista
1988 - São Paulo SP - Rasgados e Construídos, no Paço das Artes
1989 - São Paulo SP - AdverCidades, na Blue Life Galeria de Arte
1995 - São Paulo SP - Realidade Ilusória, na Ana Cláudia Roso Escritório de Arte
1997 - São Paulo SP - Rever, na Ruy Sant'Anna Galeria
1998 - São Paulo SP - Paisagens da Memória, na Galeria Múltipla de Arte
2001 - São Paulo SP - Eldorado, no Paço das Artes
2002 - São Paulo SP - Contraposições, na Galeria Múltipla de Arte
2003 - São Paulo SP - Florestas das Cores, na Arte Aplicada I - Galeria
2006 - São Paulo SP - Releituras, na Caixa Cultural

Exposições Coletivas

1976 - Ribeirão Pires SP - Encontro Cultural de Ribeirão Pires - premiado
1981 - Piracicaba SP - 8º Salão de Humor de Piracicaba, no Centro Cultural de Piracicaba
1982 - Santos SP - 9º Salão de Arte Jovem, na União Cultural Brasil Estados Unidos - Ucbeu - premiado
1982 - São Paulo SP - 1º Salão de Arte Contemporânea - premiado
1983 - Rio de Janeiro RJ - 6º Salão Nacional de Artes Plásticas, no MAM/RJ
1983 - São Paulo SP - 1º Prêmio Pirelli, no Masp
1983 - São Paulo SP - Avenida Paulista, na Galeria Sesc Paulista
1984 - Santos SP - 11º Salão de Arte Jovem, na Ucbeu
1984 - São Paulo SP - 47º Salão Paulista de Belas Artes, na Fundação Bienal
1985 - São Paulo SP - 2º Prêmio Pirelli Pintura Jovem, no Masp
1985 - Piracicaba SP - Salão de Arte Contemporânea de Piracicaba, na Casa das Artes Plásticas Miguel Dutra
1987 - São Paulo SP - A Trama do Gosto: um outro olhar sobre o cotidiano, na Fundação Bienal
1987 - São Paulo SP - Coletiva de Novos, no Espaço Cultural Cásper Líbero
1987 - São Paulo SP - Mostra Internacional de Arte Postal, no Clube de Criação
1989 - São Paulo SP - Prêmio Metropolitana: Fiat, no Espaço Cultural Metropolitana
1989 - Couvin (Bélgica) - 5ª Exposition Internationale Petit Format de Papier, na Cul-des-Sarts
1990 - São Paulo SP - 6º Salão Brasileiro de Arte, na Fundação Mokiti Okada M.O.A.
1990 - São Paulo SP - 8º Salão de Arte Contemporânea, na Fundação Bienal
1991 - Fredrikstad (Noruega) - International Print Exhibition 6, na Galleri Gamlebyen
1993 - Rio de Janeiro RJ - 13º Salão Nacional de Artes Plásticas, na Fundação Nacional de Arte - Funarte
1993 - Santos SP - 4ª Bienal Nacional de Santos, no Centro Cultural Patrícia Galvão
1995 - São Paulo SP - Brasilplast 95
1995 - São Paulo SP - Exposição do Acervo, na Adriana Akel Escritório de Arte
1995 - São Paulo SP - Arte na Ferrovia, na Estação Júlio Prestes
1995 - São Paulo SP - Brasil-Japão Arte, na Fundação Mokiti Okada M.O.A.
1995 - São Paulo SP - Filhos do Abaporu, na Galeria de Arte do Brasil
1995 - São Paulo SP - Realidade Ilusória, na Anna Cláudia Roso Escritório de Arte
1996 - Fredrikstad (Noruega) - International Print Exhibition 8, na Galleri Gamlebyen
1996 - São Paulo SP - Mostra do Acervo Sudameris, na Sudameris Galleria
1997 - São Paulo SP - 2ª Mostra do Acervo Sudameris, na Sudameris Galleria
1997 - São Paulo SP - Rever/Nelson Screnci, na Ruy Sant'anna Galeria
1997 - Vancouver (Canadá) - New International Artists, na Lewarne Galeries
1998 - São Paulo SP - A Biblioteca Ideal, na Livraria Cultura
1998 - São Paulo SP - Paisagens da Memória, na Múltipla de Arte Galeria
1999 - São Paulo SP - Coletiva de Abertura, na Paulo Prado Galeria de Arte
1999 - São Paulo SP - 31ª Exposição de Arte Contemporânea Brasileira, na Chapel School
2000 - Couvin (Bélgica) - Exposition Internationale Petit Format de Papier, na Cul-des-Sarts
2000 - São Paulo SP - A Figura Humana no Coleção Itaú, no Itaú Cultural
2000 - São Paulo SP - Almeida Júnior: um artista revisitado, na Pinacoteca do Estado
2000 - São Paulo SP - Brasil + 500 Mostra do Redescobrimento, na Fundação Bienal
2000 - São Paulo SP - Obra em Contexto: A Negra e o Caipira, na Galeria de Arte do Sesi
2000 - São Paulo SP - Dois Olhares sobre a Natureza, no Museu do Club Atlético Paulistano
2001 - Rio de Janeiro RJ - O Negro de Corpo e Alma, na Fundação Casa França-Brasil
2002 - São Paulo SP - São Paulo dos Modernistas - 22 Antes Depois, no Sesc Ipiranga
2002 - Viroinval (Bélgica) - Exposition Internationale Petit Format de Papier
2002 - São Paulo SP - APAP 2002, no Espaço Cultural DDI Mezanino
2002 - São Paulo SP - 1ª Mostra Caixas Assinadas, na Casa da Bola
2003 - San Sepolcro (Itália) - Exposition Piero della Francesca - Sessione
2003 - São Paulo SP - 2ª Mostra dos Ateliês, no MuBE
2004 - São Paulo SP - Exposição de Artistas Contemporâneos, no Esporte Clube Sírio
2004 - Viroinval (Bélgica) - Exposition Internationale Petit Format de Papier
2004 - São Paulo SP - 22ª Exposição de Artistas Contemporâneos, na Sociarte
2004 - Atibaia SP - 13º Encontro de Artes Plásticas de Atibaia, na Secretaria da Cultura de Atibaia
2004 - Atibaia SP - Pequenas Grandes Obras, na Pinacoteca Municipal de Atibaia
2004 - São Paulo SP - Arte & Artistas 2004 / Grupo Guanabara, no Masp. Galeria Prestes Maia
2005 - São Paulo SP - Pequenas Grandes Obras, no Cultural Blue Life
2005 - São Paulo SP - Mostra Vladimir Herzog 30 Anos, na Estação Pinacoteca
2005 - Santos SP - 3ª Mostra Darcy Penteado de Arte, no Museu do Café Brasileiro
2006 - São Paulo SP - Alma de Artista, no Sesc Pompéia
2006 - São Paulo SP - 14 Bis: 100 anos - A Evolução, no Museu da Energia de São Paulo
2007 - São Paulo SP - Itaú Contemporâneo: arte no Brasil 1981-2006, no Itaú Cultural
2007 - São Paulo SP - Pequenas Grandes Obras, no Sesc Santana
2008 - Belo Horizonte - Paisagens, na AM Galeria

Fonte: Itaú Cultural

VEJA TAMBÉM

Arcangelo Ianelli - Sem Título
Sem Título
Alexander Calder - Sem Título
Sem Título
Mauro Piva - Sem Título
Sem Título