Escritoriodearte.com > Artistas > Mabsa

Mabsa

OBRAS DO ARTISTA

Este artista não possui obras em nosso acervo.

Você possui uma obra deste artista e quer vender?

Após logar no site, clique em 'Avaliações' e envie sua obra.

Leilão de Artes Online

BIOGRAFIA

Mabsa (São Paulo SP 1917 - idem 2011)

Pintora, escultora, ilustradora e historiadora.

Maria Amélia Arruda Botelho de Souza Aranha faz seus primeiros estudos com os pintores italianos Antonio Rocco (1880-1944) e Caetano de Gennaro (1890-1959). Estuda com o iluminador português Lucas Teixeira e com Habuba Farah Riccetti. Escreve e ilustra publicações históricas e artísticas, entre as quais Lendas de Amor do Folclore Indígena, publicado pelo Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo em 1968. Em 1970, expõe em São Paulo em mostra no Museu de Arte Brasileira (MAB/Faap); em 1977, participa do 9e Concours International de la Palme D´Or des Beaux Arts, em Monte Carlo (Itália). Figura como artista brasileira no Annuaire de L´Art International de 1980 e 1981. Em 1985, recebe na Itália o Premio Mondialle della Cultura/Statua della Vittoria e o prêmio Centro Studi e Ricerche della Nazione.

Críticas

"A atual exposição de Maria Amélia Botelho de Souza Aranha permitirá ao público e à crítica paulistana tomar conhecimento da evolução gradual do simbolismo de Maria Amélia durante décadas, em que a sua criatividade e a sua intuição simbolista lhe revelaram muitos aspectos fundamentais da arte viva de hoje. (...) Maria Amélia inicia agora uma nova fase do seu caminho artístico em que descobre simultaneamente novos horizontes humanos, sociais e ecológicos, assim como psicológicos e metafísicos. Retoma sob um outro prisma o tema da miscigenação de raças, dando ênfase à denuncia do genocídio dos nossos índios. São também particularmente interessantes as telas em que aborda intuitivamente o tema da abertura do crânio, associada à dualidade dos hemisférios cerebrais e das faculdades de intuição e inteligência, que ela sente como um aspecto duma dualidade cósmica fundamental. Nesses trabalhos fascinantes, Maria Amélia encontra um novo senso de cor e de matéria pictórica (...)."
Mário Schenberg
MABSA. Pinturas. Apresentação Mario Schenberg. São Paulo: Galeria Cultura, 1981.

"Quando falamos em mundo mitológico, o fazemos porque o mito é um território do sagrado, enquanto a lenda prende-se ao profano. É do mundo sagrado que Mabsa cria mitologias: peixes arcaicos, nossa imaginação a cavalgar nossos desejos recônditos. O que Mabsa faz é pensar a Arte como poesia, concepção de mundo recriado por arquétipos e pela força de erigir o real a partir de seu Imaginário Singular, Teatro de seu Inconsciente".
Alberto Beuttenmüller
MABSA. MABSA: Maria Amélia Botelho de Souza Aranha. Apresentação Alberto Beuttenmüller. São Paulo: Galeria Portal, 2000.

Acervos

Museu Cerqueira César - São Carlos SP
Museu da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - São Paulo SP
Museu do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo - São Paulo SP
Museu Marquês de Três Rios - Mococa SP
Museu Padre Manuel da Nóbrega - São Manoel SP
Pinacoteca de Rio Claro - Rio Claro SP

Exposições Individuais

1950 - Itu SP - Mabsa: pintura, Igreja Matriz de Itu
1954 - São Paulo SP - Mabsa: pinturas, Galeria Itá
1954 - São Paulo SP - Mabsa: pinturas, Galeria Rio Branco
1957 - São Carlos SP - Mabsa: pintura, Museu de São Carlos 
1959 - São Carlos SP - Mabsa: iluminuras, Instituto de Educação Doutor Álvaro Guião
1959 - São Paulo SP - Mabsa: iluminuras, Instituto de Engenharia
1965 - Rio de Janeiro RJ - Mabsa: iluminuras, Fundação Biblioteca Nacional
1970 - São Paulo SP - Mabsa: iluminuras, Museu de Arte Brasileira
1973 - São Paulo SP - Vuelos de Pássaros, Uirapuru Galeria de Arte
1974 - São Paulo SP - Mabsa: iluminuras, Instituto Histórico e Geográfico
1976 - São Manuel SP - Mabsa: iluminuras, Museu Histórico e Pedagógico Padre Manoel da Nóbrega
1976 - São Paulo SP - Individual, Galeria de Arte Centro América 
1978 - São Paulo SP - Mabsa: pinturas, Galeria de Arte Ipanema
1981 - São Paulo SP - Mabsa: pinturas, Galeria Cultura
1982 - São Paulo SP - Mabsa: iluminuras, Espaço Cultural do Edifício Pedras Altas
1984 - São Paulo SP - Linhas, Luz e Longos, Itaugaleria
1986 - Londres (Reino Unido) - Mirrors of My Life, B.H Corner Gallery
1987 - São Paulo SP - Linha, Luz e Sombras, Itaugaleria
1990 - São Paulo SP - Percurso e obra de um artista: Mabsa, Espaço Cultural Yázigi
1991 - São Paulo SP - Por Mares d'Antes Nunca Navegados: canto 1, Espaço Cultural Yázigi
1992 - Recife PE - Por Mares d'Antes Nunca Navegados: canto 2, Galeria Stúdio A
1993 - Indaiatuba SP - Individual, Estúdio Pedras Aladas
1993 - Recife PE - Por Mares d'Antes Nunca Navegados: canto 3, Galeria Stúdio A
1994 - São Paulo SP - Os Pássaros Não Cantam..., 235 Escritório de Arte
1995 - Indaiatuba SP - Tito Nos lagos de Prata 
1997 - Nova York (Estados Unidos) - Mulheres da Casa de Nod, World Fine Art Gallery
1998 - São Paulo SP - Mulheres da Casa de Nod, Galeria de Arte Rarebit
1999 - Lisboa (Portugal) - As Mulheres da Casa de Nod, Palácio da Independência
2000 - São Paulo SP - Teatro do Inconsciente, Galeria de Arte Portal
2001 - São Paulo SP - Memórias de Um Vestido, Museu da Casa Brasileira
2009 - São Paulo SP - Espelhadavida, Slaviero e Guedes

Exposições Coletivas

1948 - São Paulo SP - 12º Salão do Sindicato dos Artistas Plásticos, Galeria Domus
1948 - São Paulo SP - 14º Salão Paulista de Belas Artes, Galeria Prestes Maia - menção honrosa
1949 - Rio de Janeiro RJ - 55º Salão Nacional de Belas Artes, Museu Nacional de Belas Artes
1949 - São Paulo SP - 13º Salão do Sindicato dos Artistas Plásticos
1949 - São Paulo SP - 15º Salão Paulista de Belas Artes, Galeria Prestes Maia
1950 - Rio de Janeiro RJ - 56º Salão Nacional de Belas Artes, Museu Nacional de Belas Artes
1951 - São Paulo SP - 16º Salão Paulista de Belas Artes, Galeria Prestes Maia
1952 - São Paulo SP - Salão do Rio Branco
1953 - São Paulo SP - 18º Salão Paulista de Belas Artes, Galeria Prestes Maia - medalha de bronze
1954 - São Paulo SP - Salão do IV Centenário de São Paulo, Galeria Prestes Maia
1955 - Rio de Janeiro RJ - 4º Salão Nacional de Arte Moderna 
1955 - Rio de Janeiro RJ - Salão Nacional de Belas Artes, Museu Nacional de Belas Artes
1959 - São Paulo SP - Coletiva, Instituto Histórico e Geográfico
1960 - São Paulo SP - Coletiva, Biblioteca Municipal de São Paulo
1965 - Rio de Janeiro RJ - Iluminuras Brasileiras, Fundação Biblioteca Nacional
1968 - Rio de Janeiro RJ - Salão de Maio, Espaço Cultural Automóvel Clube do Brasil
1970 - Jaboticabal SP - 9º Salão de Belas Artes de Jaboticabal
1970 - São Paulo SP - Coletiva, MAB/Faap
1970 - São Paulo SP - 35º Salão Paulista de Belas Artes
1971 - Piracicaba SP - 19º Salão de Belas Artes de Piracicaba
1972 - São Paulo SP - 37º Salão Paulista de Belas Artes - pequena medalha de prata
1974 - São Paulo SP - Coletiva, Instituto Histórico e Geográfico
1975 - Itapira SP - 1º Salão de Artes Plásticas de Itapira
1975 - Rio Claro SP - 1º Salão Oficial de Belas Artes de Rio Claro, Centro Cultural Roberto Palmari
1975 - São Bernardo do Campo SP - 18º Salão de Arte de São Bernardo do Campo
1975 - São Paulo SP - 1º Salão de Verão, Câmara Municipal de São Paulo
1976 - Amparo SP - 2º Salão de Belas Artes de Amparo
1976 - Itapira SP - 2º Salão de Artes Plásticas de Itapira
1976 - Itu SP - 1º Salão de Artes Plásticas de Itu, Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras Nossa Senhora do Patrocínio
1976 - Lion (França) - 27ème Grand Prix d'Art Plastique Decoratif et Graphiques de Lion
1976 - Mônaco - 8e Concours de la Palme D´Or des Beaux-Arts
1976 - Rio Claro SP - 2º Salão Oficial de Belas Artes de Rio Claro, Centro Cultural Roberto Palmari
1976 - São Bernardo SP - 16º Salão de Arte Contemporânea de São Bernardo do Campo
1976 - São Paulo SP - Coletiva, Galeria Contorno
1976 - São Paulo SP - Habuba Farah Riccetti, Lucia Maria Py e Mabsa, Galeria de Arte Centro América
1976 - São Paulo SP - 4º Salão de Artes Plásticas de Taubaté
1976 - São Paulo SP - Salão Paulista de Belas Artes
1977 - Itapetininga SP - 13º Salão de Arte de Itapetininga
1977 - Montecarlo (Mônaco) - 9th International Art Guild: councours internacional de palme d'or des beaux arts
1977 - Rio Claro SP - 3º Salão Oficial de Belas Artes de Rio Claro, Centro Cultural Roberto Palmari
1977 - São Paulo SP - Habuba Farah Riccetti e Mabsa, Club Athletico Paulistano
1977 - São Paulo SP - 2º Salão Feminino de Maio, Galeria Eucatexpo
1977 - Taubaté SP - 5º Salão de Artes Plásticas de Taubaté
1982 - São Paulo SP - Ciclo do Café, Espaço Cultural do Edifício Pedras Altas
1982 - São Paulo SP - Simbiose da Arte Moderna, Museu de Arte Moderna
1987 - São Paulo SP - 1ª Bienal Internacional do Anuário Latino-Americano de Artes Plásticas
1991 - São Paulo SP - Arcanjos d'Água, Antiquário Resplendor
1992 - Mococa SP - A Arte Objectual, Museu de Artes Plásticas Quirino da Silva
1992 - Porto Alegre RS - O Novo Efêmero, Espaço Cultural Sanilton Alves
1992 - São Paulo SP - Núcleo de Arte Contemporânea, Renato Magalhães Gouvêa - Escritório de Arte
1993 - Recife PE - Artistas Contemporâneos: 4º clube de pintura e escultura, Galeria Stúdio A
1993 - São Paulo SP - Projeto Novos Acervos, Espaço Cultural Yázigi
1995 - Campinas SP - Coletiva, Espaço Cultural Yázigi Marchand D´Art
1995 - Indaiatuba SP - Coletiva, Casarão do Pau Preto Studio das Pedras Aladas
1995 - Nova York (Estados Unidos) - Artexpo
1996 - Nova York (Estados Unidos) - Artexpo
1997 - Nova York (Estados Unidos) - World Fine Unt Gallery
2005 - São Paulo SP - Pequenas Grandes Obras, Cultural Blue Life
2009 - Recife PE - Poiesis, Museu do Estado de Pernambuco

Fonte: Itaú Cultural

VEJA TAMBÉM

Mino Carta - Couve Cerebral
Couve Cerebral
Iberê Camargo - Série Manequins
Série Manequins