Escritoriodearte.com > Artistas > Antonio Peticov

Antonio Peticov

OBRAS DO ARTISTA

Antonio Peticov - Longa Marcha

Longa Marcha

óleo sobre tela
2008
100 x 200 cm
ass. no verso


Preço: Sob Consulta

BIOGRAFIA

Antonio Peticov (Assis SP 1946)

Desenhista, gravador, escultor e pintor.

Com produção diversificada, Peticov trabalha com pintura, desenho, gravura, escultura e ilustração. Faz instalações como Balli Ballet (1982), em Cloudwalk Farm, Connecticut, e The Big Ladder - Scala Cromatica (1983), para a New York Art Expo, nos Estados Unidos. Apresenta, em 1989, o Projeto Natura - Rio Pinheiros na 20ª Bienal Internacional de São Paulo, prevendo a plantação de várias espécies de árvores ao longo do rio Pinheiros, em São Paulo; e, em 1992, cria o Projeto Bosque Natura, para a Conferência da Organização das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento, no Rio de Janeiro. Realiza, em 1990, o mural Momento Antropofágico com Oswald de Andrade, instalado na estação República do metrô de São Paulo, em homenagem ao centenário do escritor. Em 2003, é lançado o livro Trabalhos Escolhidos, juntamente com a exposição no Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand - Masp. Em suas pinturas trabalha freqüentemente com séries temáticas como a Seção Áurea e Dia e Noite, utilizando conceitos da física e da matemática, relacionados ao espectro de cores e à luz.

Comentário Crítico

Autodidata, Antonio Peticov estuda história da arte e os movimentos de vanguarda na segunda metade da década de 1960. Trabalha com pintura, escultura e instalações, apresentando uma produção diversificada. Em seus quadros, destacam-se os efeitos luminosos e a utilização de cores intensas. Neles, cria imagens oníricas alinhadas ao imaginário da publicidade.

Realiza, em 1990, o mural Momento Antropofágico com Oswald de Andrade, em homenagem ao centenário do escritor, instalado na estação República do metrô de São Paulo. O espectador ao situar-se em um ponto de vista frontal em relação ao mural, vê formas ondulantes na parte central. Ao posicionar-se em um ângulo de 45 graus, passa a perceber nessas formas um rosto. O artista emprega a anamorfose,1 e explora oposições como positivo e negativo, e horizontalidade e verticalidade. Peticov emprega freqüentemente conceitos matemáticos e também da física, relacionados ao espectro de cores e à luz, criando obras de cunho simbólico.

Notas
1 Deformação de uma imagem formada por um sistema óptico.

Críticas

"Autor de obra variada e técnica diversificada, onde se acham combinadas várias tendências da arte contemporânea, seu trabalho deve ser inserido na produção oriunda da década de 60, no bojo das renovações vanguardistas trazidas pelos movimentos internacionais como o surrealismo, o grafismo, o dadaísmo, a pop art e a livre pesquisa da chamada arte experimental. A incursão por essas e outras propostas estéticas surgidas na atualidade fica bastante evidenciada em sua pintura, onde os elementos geométricos, surreais e abstratizantes são combinados com um resultado plástico bastante satisfatório e efeitos às vezes surpreendentes".
Adauto Silva
LOUZADA, Júlio. Artes plásticas: seu mercado, seus leilões. São Paulo: J. Louzada, 1984-.

Exposições Individuais

1967 - São Paulo SP - Individual, na Galeria Art-Art
1975 - São Paulo SP - Individual, na Galeria Arte Global
1977 - Pully (Suíça) - Individual, na Galeria Du Vieux Caneau
1977 - São Paulo SP - Individual, na Galeria Luísa Strina
1978 - Rio de Janeiro RJ - Individual, no MAM/RJ
1979 - Nova York (Estados Unidos) - Individual, no National Arts Center
1980 - Brescia (Itália) - Individual, na Galeria San Michelle
1980 - Deurle (Bélgica) - Individual, na Village House Galery
1981 - Milão (Itália) - Individual, na Galleria del Naviglio
1982 - Locarno (Suíça) - Individual, na Galleria Owens
1982 - São Paulo SP - Individual, na Galeria Suzana Sassoun
1983 - Paris (França) - Individual, na Galerie 212
1984 - Milão (Itália) - Individual, na Galeria L'Affiche
1984 - Rio de Janeiro RJ - Labirinto, na GB Galeria de Arte
1985 - São Paulo SP - Individual, na Galeria de Arte Alberto Bonfiglioli
1986 - Estados Unidos - Individual, na Artee Gallery
1986 - Estados Unidos - Individual, na Judith Posner Gallery
1987 - São Paulo SP - Individual, na Galeria Suzana Sassoun
1987 - São Paulo SP - Light Symphony: Desenhos de Antonio Peticov, na Galeria Suzanna Sassoun
1987 - Rio de Janeiro RJ - Individual, na Galeria Montesanti
1987 - São Paulo SP - Individual, na Galeria Montesanti 
1989 - Rio de Janeiro RJ - Individual, na Galeria Montesanti
1989 - São Paulo SP - Individual, na Galeria Montesanti
1992 - Curitiba PR - Individual, na Fundação Cultural de Curitiba
1993 - Rio de Janeiro RJ - Individual, no Villa Riso
1993 - São Paulo SP - Individual, na Galeria Nara Roesler
1995 - São Paulo SP - Antonio Peticov: pintura, na A Hebraica  
2005 - São Paulo SP - Individual, no Espaço Cultural BM&F

Exposições Coletivas

1965 - Campinas SP - 2º Salão de Arte Contemporânea - menção honrosa
1965 - Curitiba PR - 22º Salão Paranaense de Belas Artes, na Biblioteca Pública do Paraná
1965 - São Paulo SP - 14º Salão Paulista de Arte Moderna
1966 - São Paulo SP - 15º Salão Paulista de Arte Moderna, na Galeria Prestes Maia
1966 - São Paulo SP - Vanguarda Jovem no Arena, no Teatro de Arena
1967 - Campinas SP - 3º Salão de Arte Contemporânea de Campinas, no MACC - pequena medalha de prata
1967 - Rio de Janeiro RJ - Salão de Abril, no MAM/RJ
1967 - São Paulo SP - Seis Jovens Pintores, na Faap
1967 - São Paulo SP - 16º Salão Paulista de Arte Moderna
1967 - Vitória ES - 2º Salão Nacional de Artes Plásticas - prêmio de melhor desenhista
1967 - São Paulo SP - 9ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
1968 - São Paulo SP - 17º Salão Paulista de Arte Moderna
1969 - São Paulo SP - 10ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
1975 - Rio de Janeiro RJ - A Comunicação Segundo os Artistas Plásticos
1975 - São Paulo SP - Novos e Novíssimos Gravadores Brasileiros, no MAC/USP
1976 - São Paulo SP - 10º Salão de Arte Contemporânea
1979 - Stuttgart (Alemanha) - Dei Brasilianisch Kunstler, na Galeria B14
1981 - São Paulo SP - 16ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
1983 - São Paulo SP - 14º Panorama de Arte Atual Brasileira, no MAM/SP
1984 - Ourinhos SP - Homenagem a Arte da Gravura no Brasil, na Itaugaleria
1985 - São Paulo SP - Destaques da Arte Contemporânea Brasileira, no MAM/SP
1986 - Fortaleza CE - Imagine: o planeta saúda o cometa, no Arte Galeria
1987 - São Paulo SP - A Trama do Gosto: um outro olhar sobre o cotidiano, na Fundação Bienal
1989 - São Paulo SP - 20ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
1990 - Curitiba PR - 1ª Bienal Brasileira de Design
1990 - Nova York (Estados Unidos) - Brazil Comtempo I, na Pindar Gallery
1990 - São Paulo SP - Espiral, na Miriam Mamber Galeria de Arte
1990 - São Paulo SP - O Múltiplo na Visão de Baravelli, Marcello Nitsche, Maria Bonomi, Noberto Nicola, Peticov e Vlavianos, na Multipla de Arte
1991 - São Paulo SP - Registro Gráfico: litografias originais, na Kramer Galeria de Arte
1992 - Santo André SP - Litogravura: Métodos e Conceitos, no Paço Municipal
1993 - São Paulo SP - Primavera Cultural, no Gabinete de Arte Raquel Arnaud
1995 - São Paulo SP - United Artists 1, na Casa das Rosas
1996 - São Paulo SP - 1º Off Bienal, no MuBE
1997 - São Paulo SP - Arte Suporte Computador, na Casa das Rosas
1997 - São Paulo SP - United Artists 3: Luz, na Casa das Rosas
1998 - Rio de Janeiro RJ - A Imagem do Som de Caetano Veloso: 80 Composições de Caetano Veloso Interpretadas por 80 artistas Contemporâneos - Paço Imperial
1998 - São Paulo SP - Afinidades Eletivas I: o olhar do colecionador, na Casa das Rosas
1998 - São Paulo SP - Canibáliafetiva, na A Estufa
1999 - Rio de Janeiro RJ - A Imagem do Som de Chico Buarque, no Paço Imperial
1999 - São Paulo SP - Litografia: fidelidade e memória, no Espaço de Artes Unicid
2000 - São Paulo SP - Desfile de Vacas
2001 - São Paulo SP - Arte Hoje, na Arvani Arte
2002 - São Paulo SP - 8 Artistas Brasileiros Contemporâneos, na Casa das Rosas
2002 - São Paulo SP - México Imaginário: o olhar do artista brasileiro, na Casa das Rosas
2002 - São Paulo SP - Ópera Aberta: celebração, na Casa das Rosas
2003 - Rio de Janeiro RJ - Projeto Brazilianart, no Almacén Galeria de Arte
2003 - São Paulo SP - Israel e Palestina: dois estados para dois povos, no Sesc Pompéia
2004 - São Paulo SP - Bienais, no Hotel Sofitel São Paulo
2004 - São Paulo SP - Coletiva de Artistas Contemporâneos, no Esporte Clube Sírio
2004 - São Paulo SP - Grupo Guanabara, no Masp Galeria Prestes Maia
2005 - São Paulo SP - Pequenas Grandes Obras, no Cultural Blue Life

Fonte: Itaú Cultural

VEJA TAMBÉM

Eliseu Visconti - Minha Companheira - Retrato de Louise em Sépia
Minha Companheira - Retrato de Louise em Sépia
Tran Tho - Embarcações
Embarcações
Cícero Dias - Suite Pernambucana Impressor Pierre Baday (Paris)
Suite Pernambucana Impressor Pierre Baday (Paris)
León Ferrari - Sem Título
Sem Título