Escritoriodearte.com > Artistas > Albano Fernandes Afonso

Albano Fernandes Afonso

OBRAS DO ARTISTA

Este artista não possui obras em nosso acervo.

Você possui uma obra deste artista e quer vender?

Após logar no site, clique em 'Avaliações' e envie sua obra.

Leilão de Artes Online

BIOGRAFIA

Albano Fernandes Afonso (São Paulo SP 1964)

Artista visual.

Estuda na Faculdade de Arte Alcântara Machado - Faam, em Santos, São Paulo. Em 1994 realiza sua primeira exposição individual, no Centro Cultural São Paulo - CCSP, na capital paulista. No mesmo ano é premiado no 21º Salão de Arte Contemporânea de Santo André e é contemplado com o prêmio aquisição do Museu de Arte Contemporânea de Santo André. Em 2006 a editora Dardo, de Santiago de Compostela, Espanha, lança um livro sobre o artista.

Comentário crítico

Impossível evitar a sensação de corrosão suscitada pela série Viagem à Selva Tropical, de Albano Afonso, exposta em 1999 no Museu de Arte Moderna de São Paulo - MAM/SP. Seu procedimento consiste em perfurar repetidamente reproduções em fotografia digital de pinturas da autoria de mestres como Rugendas e Thomas Gainsborough, espalhando círculos vazados pela superfície da obra, revelando assim partes de uma outra imagem posta num segundo plano. O artista não lida, portanto, com nenhum material corrosivo ou abrasivo, porém a certa distância essas superfícies transmitem algo de desgastado, enferrujado, embolorado até.

Essa falsa aparência de decomposição desencadeia uma ambiguidade de sentidos: entre uma crítica à história da arte e uma nostalgia em relação a ela. Ao mesmo tempo, opera uma inversão em um dos pares conceituais fundamentais da pintura - profundidade e superfície. Afonso escolhe reproduzir obras pictóricas que têm como preocupação central a reprodução da sensação de profundidade, via recursos de perspectiva.

Ora, ao interferir sobre a imagem dessas obras, perfurando-as, Afonso impõe ao olhar do espectador a superfície plana da obra, logrando evidenciar o que antes era negado, fazendo com que a fonte de emanação de sentidos da obra transfira-se para a superfície concreta, abandonando a intenção ilusionista.

Cronologia

s.d. - Forma-se em artes plásticas pela Faculdade de Arte Alcântara Machado - Faam, em Santos, São Paulo
2003 - Mantém desde esse ano, em São Paulo, com Sandra Cinto, o Ateliê Fidalga, espaço em que artistas se reúnem para pesquisar e produzir
2006 - A editora Dardo, de Santiago de Compostela, Espanha, lança um livro sobre o artista

Acervos

Centro Galego de Arte Contemporâneo - Santiago de Compostela (Espanha)
Coleção Gilberto Chateaubriand - Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro - MAM/RJ - Rio de Janeiro RJ
Coleção Museu de Arte Moderna de São Paulo - MAM/SP - São Paulo SP
Fundação ARCO - Centro Galego de Arte Contemporânea - Madri (Espanha)
Junta Extremadura - Badajoz (Espanha)
Museu de Arte Contemporânea de Santo André - Santo André SP
Museu de Arte Contemporânea Dragão do Mar - Fortaleza CE
Museu de Arte Moderna Aluisio Magalhães - Recife PE
Museu de Arte Brasileira da Fundação Armando Alvares Penteado - MAB/Faap - São Paulo SP
Universysity of Essex Collection of Latin American Art - Inglaterra

Críticas

"(...) Albano é um artista singular, isolado de grupos, tendências e destaques que dominam o cenário da arte contemporânea brasileira. Seu trabalho, aparentemente eclético e volúvel, é de fato fruto de uma metódica e rigorosa experimentação envolvendo as várias instâncias da atividade artística. Este processo gera um interessante e permanente questionamento não só das referências provenientes do universo da arte como também das propriedades do pensar e do fazer relativas à produção do artista. A impressão que se tem é a de um trabalho sem descanso, uma pesquisa que pretende, antes de mais nada, estabelecer suas próprias regras. Talvez, para outros, esta condição seja interpretada como uma obra 'sem resolução'. No entanto, o convívio com a obra e com o processo criativo do artista refutam qualquer idéia de falta de desígnio. Pelo contrário, Albano desenvolve uma arte teórica. Esta afirmação se faz após a dica de minha filha, que aventou relações entre a obra vista no atelier do artista com aquela que está consagrada no museu. Cabe lembrar que a pintura de Balla [referência ao pintor italiano Giacomo Balla 1874-1958] advém de uma produção anterior, de base científica, dos artistas franceses Seurat e Signac, conhecida como 'Neo-Impressionista', um momento singular na produção germinal do Modernismo. (...) Tendo como referência esse cenário histórico, considera-se que a obra de Albano instaura uma predisposição teórica em um panorama pontuado por atuações sensorias e subjetivas promovidas por certas produções artísticas contemporâneas em nosso meio (justificadas, em grande parte e em excesso, pela disseminação global da dupla Clark e Oiticica). Uma das táticas empregadas por Albano na promoção de um atuar teórico é a da apropriação dos meios sem necessariamente usufruir de seus pressupostos e assim do 'conforto' do já estabelecido. Assim sendo, Albano, não faz uso da pintura como suporte do expressar subjetivo ou como superfície para uma afirmação da especificidade ou materialidade do meio. Suas pinturas da primeira metade dessa década, por exemplo, são elaboradas por um método no qual o gesto é homogeneizado por gabaritos (máscaras) que controlam a dimensão e a densidade dos campos de cor. (...) O desenho também foge ao lugar-comum pois não é tido apenas como anotação. Ele é, pelo contrário, incisivo (decisivo, pronto, direto, sem rodeios e também cortante), ou seja, o desenho também planeja e designa. A afirmação do desenho como demarcador dos campos de atuação do olhar está patente em sua trajetória nesses últimos anos. (...) O artista coloca os pressupostos da arte em suspensão ou até mesmo em contradição para então desenvolver a sua pesquisa, ou melhor, o seu preceito (regra de proceder, norma). (...) Ao que tudo indica, a arte para Albano é algo ainda inexeqüível, cabe a ele então, como artista, a tarefa de fundar os procedimentos e as regras de uma arte em devir. Trata-se de uma atitude nobre, antes de mais nada, ética, pois muito do que se produz hoje em nome da arte é mera pretensão. Na maioria dos casos, a suposta arte ignora simplesmente a imprescindibilidade de preceitos. Nesses casos fica apenas o impacto, a pretensa singularidade, a efemeridade. Talvez a verdadeira arte seja aquela que está sempre em devir".
Martin Grossmann
PANORAMA de arte brasileira 99. São Paulo: MAM, 1999. p. 190.

Exposições Individuais

1993 - Penápolis SP - Albano Afonso : A Terra é Quadrada, Itaugaleria
1994 - São Paulo SP - Programa Anual de Exposições, no CCSP
1995 - São Paulo SP - Individual, Casa Triângulo
1996 - Rio de Janeiro RJ - Projeto Macunaíma, no IBAC/Funarte
1997 - São Paulo SP - Individual, Museu da Cidade de São Paulo - Capela do Morumbi
1997 - São Paulo SP - Individual, Casa Triângulo
1999 - São Paulo SP - Planos de Viagem, Casa Triângulo
2000 - Miami (Estados Unidos) - Locust Projects
2001 - São Paulo SP - Individual, Casa Triângulo
2002 - São Paulo SP - Individual, Centro Cultural São Paulo - artista convidado
2003 - Barcelona (Espanha) - Auto-Retratos, Galeria Doque
2003 - Madri (Espanha) - Individual, Galeria Fernando Pradilla
2004 - Porto (Portugal) - Individual, Galeria Graça Brandão
2004 - São Paulo SP - Individual, Casa Triângulo
2004 - São Paulo SP - O Caçador, Paço das Artes
2004 - São Paulo SP - Pinturas de Luz, Espaço Maria Bonita
2005 - Lisboa (Portugal) - Pinturas de Luz, Casa dos Dias d'Água
2006 - Belo Horizonte MG - A Imagem, Manoel Macedo Galeria de Arte
2006 - Brasília DF - Albano Afonso : Foto Arte 2005, ECCO
2007 - São Paulo SP - Individual, Galeria Casa Triângulo
2008 - São Paulo SP - Individual, Galeria Casa Triângulo
2010 - Rio de Janeiro RJ - O Jardim - Faço, Nele, a Volta do Infinito - Parte 01 - O Dia, Galeria Artur Fidalgo
2010 - São Paulo SP - O Jardim - Faço Nele a Volta ao Infinito - Parte 02 - A Noite, Galeria Casa Triângulo
2011 - São Paulo SP - A Natureza, Espaço Cultural do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos

Exposições Coletivas

1991 - Belo Horizonte MG - 23º Salão de Arte Contemporânea, no MAP
1991 - Santo André SP - 19º Salão de Arte Contemporânea de Santo André, no Paço Municipal
1993 - Penápolis SP - A Terra é Quadrada, no Itaugaleria
1993 - Ribeirão Preto SP - 18º Salão de Arte de Ribeirão Preto, no Museu de Arte de Ribeirão Preto Pedro Manuel-Gismondi
1993 - Santo André SP - Razão e Mistério, no Paço Municipal
1993 - São Paulo SP - 2 x 365 = 4, na Fundação Mokiti Okada M.O.A.
1993 - São Paulo SP - Prêmio Gunther de Pintura, no MAC/USP
1994 - Santo André SP - 22º Salão de Arte Contemporânea de Santo André, no Paço Municipal - prêmio aquisição
1994 - São Paulo SP - Acervo 94, na Casa Triângulo
1994 - São Paulo SP - Imagem não Virtual, na Casa Triângulo
1994 - São Paulo SP - Programa Anual de Exposições de Artes Plásticas, no CCSP
1994 - Curitiba PR - 51º Salão Paranaense, no MAC/PR
1995 - Curitiba PR - 52º Salão Paranaense, no MAC/PR
1995 - Rio de Janeiro RJ - 15º Salão Nacional de Artes Plásticas, no MNBA
1995 - Rio de Janeiro RJ - Projeto Macunaíma, no IBAC/Funarte
1995 - São Paulo SP - Amanhã, Hoje: a Casa Triângulo de 1988 a 1995 , no MAB/Faap
1996 - São Paulo SP - Coletiva, na Casa Triângulo
1996 - Uberlândia MG - Arte no Hospital, no Hospital da Universidade deUberlândia
1997 - Curitiba PR - 54º Salão Paranaense, no MAC/PR
1997 - Madrid (Espanha) - Arco/97
1997 - São Paulo SP - Coletiva, na Casa Triângulo
1997 - Madrid (Espanha) - Arco/97, no Parque Ferial Juan Carlos I
1998 - Curitiba PR - Albano Afonso e Sandra Cinto, no Memorial Metropolitano de Curitiba
1998 - Rio de Janeiro RJ - Albano Afonso, Rosana Monerat e Sandra Cinto, no Espaço Cultural dos Correios
1998 - São Paulo SP - Dez Anos, na Casa Triângulo
1998 - São Paulo SP - 6, no Espaço Cultural Porto Seguro
1999 - Madrid (Espanha) - Arco/99, no Parque Ferial Juan Carlos I
1999 - Ribeirão Preto SP - A Casa Triângulo no Marp, no Museu de Arte de Ribeirão Preto
1999 - Ribeirão Preto SP - Albano Afonso, Amilcar Packer, Edouard Fraipont, Jarbas Lopes, Paulo Whitaker, Pazé, Rosana Monnerat, Sandra Cinto, Sérgio Romagnolo e Vânia Mignone, no Museu de Arte de Ribeirão Preto Pedro Manuel-Gismondi
1999 - São Paulo SP - 26º Panorama de Arte Brasileira, no MAM/SP
1999 - São Paulo SP - 6, no Espaço Cultural Porto Seguro
1999 - São Paulo SP - Ausência, no Masp
1999 - São Paulo SP - Paisagem Sublime, no MAM/SP
2000 - Belo Horizonte MG - Albano Afonso, Efrain Almeida, Marcelo Salum e Rosana Monnerat, no BH Espaço Político Cultural
2000 - Belo Horizonte MG - Casa de Todos II, no Museu Mineiro
2000 - Fortaleza CE - 26º Panorama de Arte Brasileira, no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura
2000 - Guadalajara (México) - America Foto Latina: la fotografia en el arte contemporáneo, no Museo de Las Artes de La Universidad de Guadalajara
2000 - Madrid (Espanha) - ARCO'00, no Parque Ferial Juan Carlos I
2000 - Niterói RJ - 26º Panorama de Arte Brasileira, no MAC/Niterói
2000 - Recife PE - 26º Panorama de Arte Brasileira, no MAMAM
2000 - Porto (Portugal) - Sandra Cinto e Albano Afonso, na Galeria Canvas
2000 - Quito (Equador) - Diálogos: arte contemporânea Brasil/Equador, no Centro Cultural PUCE
2000 - São João da Boa Vista SP - 3ª Semana Fernando Furlanetto, no Espaço Cultural Fernando Arrigucci
2000 - São Paulo SP - Diálogos: arte contemporânea Brasil/Equador, no Memorial da América Latina - Galeria Marta Traba de Arte Latino-americana
2000 - São Paulo SP - Espaço Aberto, na Oficina Cultural Oswald de Andrade
2000 - Uberlândia MG - Linhas Imaginárias, na Universidade Federal de Uberlândia
2001 - Brasília DF - Mostra de Arte Contemporânea, no Conjunto Cultural da Caixa
2001 - Campinas SP - Deslocamentos do Eu: o auto-retrato digital e pré-digital na arte brasileira 1976-2001, no Itaú Cultural
2001 - Santiago do Chile (Chile) - Arte Contemporâneo Brasileño, no Centro de Extension de La Pontificia Universidade Católica do Chile
2001 - Samtiago de Compostela (Espanha) - Aquisições Recente, CGAC e Fundação ARCO, no Centro Galego de Arte Contemporânea
2001 - Florianópolis SC - Se Pudesse ser Puro, no Masc
2001 - Madri (Espanha) - Arco/2001 - Stand da Casa Triângulo, no Parque Ferial Juan Carlos I
2001 - Porto Alegre RS - 3ª Bienal de Artes Visuais do Mercosul, no Espaço Santander
2001 - São Paulo SP - Arco das Rosas: o marchand como curador, na Casas das Rosas
2001 - São Paulo SP - Auto-retrato espelho do artista, no MAC/USP e Galeria de Arte do Sesi
2001 - São Paulo SP - Fotografia/Não Fotografia, no MAM/SP
2001 - Florianópolis SC - Corpo Cruzado, no Masc
2002 - Brasília DF - Salas da Memória, no Espaço Cultural Contemporâneo Venâncio
2002 - Curitiba PR - A Busca de um Sentido para o Mundo, no Museu Alfredo Andersen
2002 - São Paulo SP - Albano Afonso, Ricardo Carioba, Sandra Cinto, Laura Lima, Rubens Mano, Mário Ramiro, Mauro Restiffe, Márcia Xavier, na Casa Triângulo
2002 - São Paulo SP - Genius Loci: o espírito do lugar, no Bairro Vila Buarque
2002 - São Paulo SP - Paralela, em Galpão localizado na Avenida Matarazzo
2002 - Madri (Espanha) - ARCO'02 - Stande Casa Triângulo, Parque Ferial Juan Carlos I
2002 - São Paulo SP - Coletiva de Fotografia, na Casa Triângulo
2002 - São Paulo SP - Coleção 3, na galeria Luisa Strina
2002 - São Paulo SP - Os Gêneros da Arte: a Natureza Morta na Arte Contemporânea, no MAM/SP
2002 - Bruxelas (Belgica) - Albano Afonso e Márcia Xavier, no Le Botanique, Centre Culturel de la Communauté Française Wallonie
2003 - Belo Horizonte MG - Albano Afonso, Fábio Carvalho, Frederico Câmara, Alex Cabral, na Léo Bahia Arte Contemporânea
2003 - Goiânia GO - 3º Prêmio Cultural Sérgio Motta, no MAC/GO
2003 - São Paulo SP - A Subversão dos Meios, no Itaú Cultural
2003 - São Paulo SP - Casa Triângulo, na Casa Triângulo
2003 - São Paulo SP - Heterodoxia: edição São Paulo, no Memorial da América Latina
2003 - Curitiba PR - Heterodoxia, no Museu de Arte de Curitiba
2003 - São Paulo SP - Meus Amigos, no MAM/SP
2003 - Belo Horizonte MG - Fotografia I, na Léo Bahia Arte Contemporânea
2003 - Câmara Municipal de Cantanhede (Portugal) - Os 4 Elementos, na Casa Municipal da Cultura Museu de Pedra
2003 - São Paulo SP - Pelo e Alma, no CCBB
2003 - Santiago de Compostela (Espanha) - Huella de Luz, no Centro Galego de Arte Contemporânea
2003 - Madri (Espanha) - ARCO'03 - Stande Casa Triângulo e Galeria Fernando Padilla, Parque Ferial Juan Carlos I
2004 - Recife PE - Coleção Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães: doações 2001-2004, no MAMAM
2004 - Rio de Janeiro RJ - Novas Aquisições 2003: Coleção Gilberto Chateubriand, no MAM/RJ
2004 - São Paulo SP - Novas Aquisições: 1995 - 2003, no MAB/Faap
2004 - São Paulo SP - Arte Contemporânea no Acervo Municipal, no CCSP
2004 - São Paulo SP - Pintura Reencarnada, no Paço das Artes
2004 - Santiago de Compostela (Espanha) - A Arañeira A. Colección, no centro Galego de Arte Contemporânea
2004 - Pamplona (Espanha) - Arte Latinoamericano de Hoy
2004 - Montrouge (França) - Salon de Montrouge
2004 - Madri (Espanha) - ARCO'04 - Stande Casa Triângulo e Galeria Fernando Padilla, no Parque Ferial Juan Carlos I
2005 - Belo Horizonte MG - Transmutação, na Léo Bahia Arte Contemporânea
2005 - Rio de Janeiro RJ - Foto Conceitual, no Espaço Cultural Sérgio Porto
2005 - Dublin (Irlanda) - Off Side, na The Hugh Lane Gallery
2005 - Aragon (Espanha) - Todavia Nuevo Mundo: Presença Latino Americana en la Coleccion ARCO, no Museo Pablo Serrano
2005 - Rio de Janeiro RJ - Fotografia Conceitural, no Espaço Sérgio Porto
2005 - São Paulo SP - Razão e Sensibilidade - Encontro com a Arte
2005 - Limerick (Irlanda) - OPEN ev+a 2005 - premiado
2005 - Esch-Sur-Alzette (Luxemburgo) - Albano Afonso e Sandra Cinto, na Galerie Schlassgoart
2005 - Bruxelas (Bélgica) - Albano Afonso, Regina Silveira e Sandra Cinto, na La Médiatine
2006 - São Paulo SP - Brazilian Art Show, no Pavilhão Ciccilo Matarazzo Sobrinho
2006 - São Paulo SP - Geração da Virada 10+1: os anos recentes da arte brasileira, no Instituto Tomie Ohtake
2006 - São Paulo SP - Paralela 2006, no Pavilhão dos Estados
2006 - São Paulo SP - MAM na OCA: Arte Brasileira no Acervo do Museu de Arte Moderna de São Paulo, na OCA/Parque do Ibirapuera
2006 - Lisboa (Portugal) - Contelações Afectivas I, na Galeria Graça Brandão
2006 - Lisboa (Portugal) - Contelações Afectivas II, na Galeria Graça Brandão
2006 - São Paulo SP - Cartografia, no Pavilhão da Bienal
2006 - Porto Alegre RS - É Hoje - Coleção Gilberto Chateaubriand, no Espaço Cultural Santander
2006 - Madri (Espanha) - ARCO5, no Stand Casa Triângulo
2006 - Liège (França) - 5ème Biennale Internationale de la Photagraphie et des Arts Visuels de Liège, no Espace B9 & Salle Capitulaire/Ecole Supérieure des Arts Saint-Luc
2006 - São Paulo SP - Um Século de Arte Brasileira - Coleção Gilberto Chateaubriand, na Pinacoteca do Estado de São Paulo

Fonte: Itaú Cultural

VEJA TAMBÉM

Danilo Di Prete - Pássaro Azul
Pássaro Azul
Iberê Camargo - Manequins
Manequins
Victor Brecheret - Mulher com Guitarra
Mulher com Guitarra
José Tannuri - Série Compreensão
Série Compreensão