Escritoriodearte.com > Artistas > Luiz Monforte

Luiz Monforte

OBRAS DO ARTISTA

Este artista não possui obras em nosso acervo.

Você possui uma obra deste artista e quer vender?

Após logar no site, clique em 'Avaliações' e envie sua obra.

BIOGRAFIA

Luiz Monforte (Santos SP 1949)

Fotógrafo, desenhista, artista visual e designer gráfico.

Bacharel em jornalismo e publicidade e propaganda pela Faculdade de Comunicação de Santos da Universidade Católica de Santos - Unisantos. Luiz Guimarães Monforte dedica-se à carreira acadêmica, trabalhando como professor da Faculdade de Artes Plásticas e Desenho Industrial da Universidade Santa Cecília - Uniceb, entre 1974 e 1979; da Faculdade Anhembi/Morumbi de São Paulo e da Faculdade de Comunicação da UFES, em Vitória, entre 1987 e 1988; da Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicações - Campus de Bauru e do Instituto de Artes da Unesp - Campus São Paulo, ambos da Unesp, entre 1988 e 1997. A partir de fins dos anos sessenta, teve também intensa atividade como artista plástico e curador de mostras voltadas para a recuperação de processos pioneiros e a exploração das novas tecnologias. Em 1981, obtém mestrado em artes e ciências fotográficas pela School Photographic Arts and Sciences do Rochester Institute of Technology, onde estuda com Bea Nettles e Charles Arnold. É autor do livro Fotografia Pensante editado pela Editora Senac, em 1997. Defende a tese de doutorado Fotografia pensante ou fazendo a luz das lanternas percorrer as paredes e os tetos de Olduvai, Tanganica: um estudo em torno da expressão alegórica, pela FAU/USP, com orientação de Décio Pignatari, em 1999.

Críticas

"As 'fotos' de Luiz se assemelham às gravuras. O seu trabalho mostra a fragilidade do compartimentar, do rotular. Luiz, fotógrafo com uma visão plástica. Como traçar os limites desnecessários? Luiz, fazedor de imagem, brinca com as formas a cores. (...)

Ao encontrar um suporte diferente (papel ou tela) ou ao adquirir a sua cor - azul, ocre, café, dourado, roxo (cianotipias ou emulsões pigmentadas), as imagens despertam no espectador diversas emoções estéticas. Elas induzem a refletir sobre a linguagem fotográfica. A sensação da forma puramente estética (quase cerebral; existe uma 'emoção cerebral'?) se transforma numa individual feita da percepção e de lembranças".
Stefania Bril
BRILL, Stefania. [Luiz Monforte]. In: Fotógrafos que 'fazem' as imagens. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 18 jun. 1982. p. 17.

"Como suporte das imagens foram utilizados os mais variados tipos de papéis, tecidos e até mesmo o vinil preparado. O resultado é um universo de insólita plasticidade, com as figuras dissolvidas em manchas de cores e os motivos originais transfigurados em fantásticas paisagens. Algo bem diferente, portanto, do que nós convencionalmente entendemos por fotografia, livre do estereótipo figurativo que caracteriza a produção habitual. E no entanto, por mais que isso escandalize os ortodoxos, é fotografia pura, ou seja, registro de informações de luz sobre uma base emulsionada.

O trabalho fotográfico de Monforte constitui, antes de mais nada, uma experiência de desregramento dos aparelhos geradores de imagem figurativa, pressupondo, portanto, uma atitude de inconformismo em relação às determinações do dispositivo técnico".
Arlindo Machado
MACHADO, Arlindo. [Luiz Monforte]. In: O mito e a desintegração da imagem. Folha de S. Paulo, São Paulo, 1983.

Acervos

Arquivo de Fotografia Contemporânea Brasileira da Escola de Artes Visuais do Parque Lage - Rio de Janeiro RJ
Centro Colombo Americano do Chile
Centro Cultural São Paulo - SP
Fototeca Nacional de Cuba (Havana, Cuba)
Franklin Furnace Archive, Inc. (Nova York, Estados Unidos)
Fundação Bienal de São Paulo - SP
Fundació Joan Miró (Barcelona, Espanha)
Galerie Toner - Paris (França)
George Eastmann House, International Museum of Photography - Rochester (Estados Unidos)
Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo - SP
Muse de Arte de São Paulo - SP
Museo Internacional de Eletrografia da Universidad de Castilla-la Mancha- Cuenca (Espanha)
Museu de Arte Moderna - São Paulo SP
Vasarely Múzeum - Pécs (Hungria)
Wallace Memorial Library of the Rochester Institute of Technology - Rochester (Estados Unidos)

Exposições Individuais

1974 - Campinas SP - Desenhos do Audiovisual Reflexões, na Galeria Girassol
1976 - Santos SP - Individual, na Cades Galeria de Arte
1976 - São Paulo SP - Individual, na Assembléia Legislativa de São Paulo. Galeria de Arte
1977 - Santos SP - Luiz Monforte, no Caiçara Clube. Galeria de Arte
1978 - São Paulo SP - Photographismos, no Centro Campestre do Sesc
1978 - Santos SP - Photographismos , no Clube XV. Galeria de Arte
1980 - Santos SP - Tudo Que Você Queria Ser, na Retrato Fotogaleria
1981 - Rochester (Estados Unidos) - Janela Janeleiro, no Rochester Institute of Technology. College of Imaging Arts and Sciences. School of Photographic Arts and Sciences. MFA - Gallery
1981 - Rochester (Estados Unidos) - Individual, na Visual Studies Workshop Gallery
1982 - Santos SP - Janela Janeleiro, no Centro Cultural Brasil Estados Unidos. Galeria de Arte
1984 - São Paulo SP - Luiz Monforte Conta Gilgamesh, no MIS/SP
1999 - São Paulo SP - Fotoalegorias de Monforte, na FAU/USP. Saguão da Vila Penteado
1999 - Viena (Áustria) - Alegorias Brasileiras, na Kupferstichkabinett der Akademie der bildenden Künste Wien
2000 - Liubliana (Eslovênia) - Alegorias Brasileiras, na Fundacija Joze Ciuha

Exposições Coletivas

1972 - Santos SP - 1º Salão de Arte Jovem, no Centro Cultural Brasil Estados Unidos. Galeria de Arte
1972 - Belo Horizonte MG - 4º Salão de Arte Universitária UFMG
1973 - Santos SP - 2º Salão de Arte Jovem, no Centro Cultural Brasil Estados Unidos. Galeria de Arte
1973 - Santos SP - Coletiva, na Galeria Prodesan
1974 - Santo André SP - 7º Salão de Arte Contemporânea de Santo André
1975 - Santo André SP - 8º Salão de Arte Contemporânea de Santo André, no Paço Municipal
1975 - Barcelona (Espanha) - 14º Premi Internacional Dibuix Joan Miró, no Centre D´Estudis d´Art Contemporani Parc de Montjüic
1975 - Santos SP - 4º Salão de Arte Jovem, no Centro Cultural Brasil Estados Unidos. Galeria de Arte
1975 - Santos SP - 2ª Mostra de Teatro Amador com Artes Plásticas
1976 - Piracicaba SP - 9º Salão de Arte Contemporânea de Piracicaba
1977 - São Vicente SP - Mostra do Grupo Movimento de Artes Plásticas de Santos, no Ilha Porchat Clube de São Vicente. Galeria
1977 - Santos SP - 5º Salão de Arte Jovem, no Centro Cultural Brasil Estados Unidos. Galeria de Arte ? prêmio aquisição Prodesan
1979 - Pittsburgh (Estados Unidos) - Brazil Land and People, na University of Pittsburgh. UP Gallery
1981 - São Paulo SP - 16ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
1982 - São Paulo SP - Solos de Imagens; Visão Americana, Janelas Brasileiras, no MIS/SP
1982 - Brasília DF - Solos de Imagens; Visão Americana, Janelas Brasileiras, na Casa Thomas Jefferson. Galeria
1982 - Salvador BA - Solos de Imagens; Visão Americana, Janelas Brasileiras, na UFBA. Galeria Canizares
1982 - Porto Alegre RS - Solos de Imagens: Visão Americana, Janelas Brasileiras, no Museu da Comunicação Social
1983 - Santos SP - Coletiva, na Galeria de Arte Antonio Carlos
1984 - Santos SP - Coletiva, no Centro Cultural Brasil Estados Unidos. Galeria de Arte
1984 - São Paulo SP - Tradição e Ruptura: síntese de arte e cultura brasileiras, na Fundação Bienal
1984 - Nova York (Estados Unidos) - 1º International Mail Art Show, na Frank Furnace Gallery
1985 - São Paulo SP - 1ª Quadrienal de Fotografia, no MAM Ibirapuera
1985 - Santo André SP - 13º Salão de Arte Contemporânea de Santo André, no Paço Municipal
1985 - São Paulo SP - Arte e Tecnologia, no MAC/USP
1989 - São Paulo SP - 20ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
1988 - Rio de Janeiro RJ - Orquestra de Câmeras, na Casa Shopping
1988 - São Paulo SP - Musas, Fadas e Bruxos, no Espaço D´Artefacto
1988 - Santo André SP - 3ª Exposição Internacional de Arte Postal
1989 - Rio de Janeiro RJ - Orquestra de Câmeras II, na Casa Shopping
1989 - São Paulo SP - 20ª Bienal Internacional de São Paulo. 1º Studio Internacional de Eletrografia, na Fundação Bienal
1991 - São Paulo SP - 2º Studio Internacional de Tecnologias de Imagem, no Sesc Pompéia
1991 - Medelin (Colômbia) - Faxart, no Centro Colombo Americano de Medellín
1992 - Budapest (Hungria) - 1ª Bienal Internacional de Eletrografia de Budapest, no Vasarely Museum
1992 - Seul (Coréia do Sul) - Coletiva, na Galeria Shinsegae
1993 - São Paulo SP - 3º Studio Internacional de Tecnologias de Imagens, no Sesc Pompéia
1993 - Mato Grosso do Sul - Arte e Tecnologia, no Espaço Cultural Conceição dos Bugres
1994 - Sens (França) - La Disparition de L´Alphabet, na Biblioteca Municipal de Sens
1995 - São Paulo SP - Símbolos, Amuletos, Talismãs nas Crenças Populares e nas Grandes Religiões, no Sesc Pompéia
1996 - São Paulo SP - 4º Studio Unesp Sesc Senai de Tecnologias de Imagens, no Sesc Pompéia
1996 - Linz (Áustria) - Copy Book Art, na Galerie Maerz
1998 - São Paulo SP - O Suporte da Palavra, no MAM/SP
1998 - São Paulo SP - 8ª Coleção Pirelli/Masp de Fotografias, no Masp
1998 - Belo Horizonte MG - O Suporte da Palavra, no Itaú Cultural Belo Horizonte
1999 - Rio de Janeiro RJ - Mostra Rio Gravura. São Paulo: gravura hoje, no Palácio Gustavo Capanema
2002 - São Paulo SP - Visões e Alumbramentos: fotografia contemporânea Brasileira da coleção Joaquim Paiva, no  Pavilhão Lucas Nogueira Garcez - OCA

Fonte: Itaú Cultural

VEJA TAMBÉM

Bruno Giorgi - Figura Feminina
Figura Feminina