Instalações de Cildo Meireles na Itália

13 de maio de 2014

“Amerikkka” (1991-2013) – instalação formada por dois planos paralelos: um deles, o superior, agrega cerca de 40 mil balas de revólver e projeteis de fuzil; outro, o inferior, é composto de 20 mil ovos de madeira pintados.

O espaço cultural HangarBicocca realiza a primeira individual na Itália do artista brasileiro Cildo Meireles. O artista que é conhecido internacionalmente e já participou de Bienais como a de Veneza, Paris, São Paulo, Mercosul além da Documenta de Kassel, teve retrospectiva de seu trabalho em museus como The New Museum of Contemporary Art – Nova York - Tate Modern – Londres – e recebeu o  Premio Velázquez de las Artes Plásticas concedido pela Espanha. A mostra na Itália recebe 12 instalações produzidas entre as décadas de 1970 até os dias de hoje, conjunto esse que reflete os principais conceitos trabalhados pelo artista que se interessa por usar elementos díspares com a intenção de causar um choque semântico no observador. Como no caso de “Cruzeiro do Sul“, obra cuja definição do próprio artista - humiliminimalismo –  uma peça de 9 milímetros cúbicos, metade de carvalho, metade de pinho, em contraste a ampla sala vazia. O questionamento sobre escala também está presente no título do trabalho. O Cruzeiro do Sul é a menor constelação de estrelas, mas também é um sistema de navegação e está presente na bandeira nacional.

“Cruzeiro do Sul” (1969-1970)

A mostra ficará até o dia 20 de Julho, para mais informações visite o site da HangarBicocca.

Compartilhe...Share on Google+0Email this to someoneShare on LinkedIn0Pin on Pinterest0Share on TumblrTweet about this on Twitter0Share on Facebook0
Postado por: Blog Escritório de Arte