Curiosidades sobre ARTE

28 de janeiro de 2014

Arte Conceitual é coisa séria.

Joseph Kosuth

Apesar de todos criticarem a Arte Conceitual e afirmarem ser uma arte que ninguém entende, ela tem os seus méritos. Para tudo ficar mais claro, basta nos atentarmos aos textos que são apresentados junto com as obras durante a exposição e termos em mente que o mais importante é a ideia. A imagem acima é da obra Four Colors Four Words do artista Joseph Kosuth, esta obra fala de linguagem, significado e representação. Aqui ele apresenta exatamente o título da obra, quatro cores quatro palavras, uma simples representação de uma ideia que esteve na mente do artista.

Uma outra obra que pode ser mais interessante quando se descobre seu verdadeiro significado, mesmo parecendo uma fotografia sem sentido (abaixo), é a obra  A Line Made By Walking (uma linha feita ao caminhar) do artista Richard Long. Aqui o artista caminhou determinado percurso todos os dias até que se formasse uma trilha, após conseguir o resultado esperado Richard fotografou, revelou e o apresentou em uma galeria de arte. Essa é uma representação da vontade humana de se mostrar existente, de se localizar e até mesmo de marcar sua presença para outras pessoas. Ideias simples como essa fazem da arte Conceitual uma arte sensível, mesmo não tendo gestos e expressões de tinta sobre tela, basta o espectador ter a sensibilidade e conseguir perceber junto com o artista as fragilidades humanas e como elas podem ser representadas no mundo.

linewalking

Compartilhe...Share on Google+0Email this to someoneShare on LinkedIn0Pin on Pinterest0Share on TumblrTweet about this on Twitter0Share on Facebook0
Postado por: Blog Escritório de Arte