Otoni Gali Rosa

Obras disponíveis

No momento não possuimos obras de Otoni Gali Rosa em nosso acervo.
Você possui uma obra deste artista e quer vender?
Clique aqui e envie sua obra para avaliação.

Leilão de Arte Online

Biografia

Otoni Gali Rosa (Olímpia SP 1939)

Pintor, desenhista, gravador, ilustrador, professor, muralista, publicitário.

Em 1959, fixa residência em São Paulo, onde sob a orientação de Jaime Cortez passa a desenhar histórias de terror. Ao lado de João Suzuki, professor de desenho artístico, funda o NEAP-Núcleo de Estudos das Artes Plásticas, reunindo nomes como Massao Ono, Álvaro de Faria, Mário Apocalipse. Executa trabalhos para a Feira de Emy Bonfin, que o incentiva a voltar para a produção artística. A partir daí, dedica-se à temática dos cavalos. Entre 1967 e 1973, leciona desenho gráfico na Escola Panamericana de Arte de São Paulo. Realiza sua primeira mostra individual na Galeria de Arte do Cades, em Santos, 1981.

Críticas

"Em 1959 veio tentar a vida em São Paulo, trazendo apenas 'a vontade de desenhar, ilustrar, fazer arte'. Empregado numa gráfica, o desenhista consegue publicar sua primeira história em quadrinos com a orientação e o apoio de Jaime Cortez. Simultaneamente se inicia na área de propaganda, desenhando rótulos e embalagens, e entra no Instituto Nobel de Tecnologia, a princípio como aluno e depois como professor. Ali conheceu João Suzuki, com quem montou o estúdio que originaria o NEAP (Núcleo de Estudos das Artes Plásticas), reunindo a intelectualidade jovem como Massao Ono, Álvaro Alves de Faria e Mário Apocalipse, que desenvolviam um trabalho unindo áreas como pintura, desenho e poesia. Entretanto, o artista acaba se ligando cada vez mais ao desenho comercial (...) mas a arte ficou prejudicada com o distanciamento da tela e de um desenho mais livre. Até que, sentindo falta da liberdade que a propaganda não lhe dava, o pintor volta às telas onde os cavalos passam a ser seus principais motivos: 'O cavalo, a recordação da infância, veio à tona. O primeiro cavalo que pintei era mais um símbolo, no fundo, muito livre'".
Samyra B. Serpa Crespo e outros
LOUZADA, Júlio. Artes plásticas: seu mercado, seus leilões. São Paulo: J. Louzada, 1984-.

Exposições Individuais

1981 - Santos SP - Individual, na Galeria de Arte de Santos
1982 - São Paulo SP - Individual, na Galeria Gerot
1984 - Amparo SP - Individual, na Galeria Babelidu

Exposições Coletivas

1968 - São Paulo SP - Coletivas, na Escola Panamericana de Arte
1970 - São Paulo SP - Coletivas, na Escola Panamericana de Arte
1972 - São Paulo SP - Coletivas, na Escola Panamericana de Arte 
1978 - São Paulo SP - Exposição Anual dos Ilustradores do Brasil
1980 - São Paulo SP - Exposição Anual dos Ilustradores do Brasil
1981 - Nova York (Estados Unidos) - Coliseum Art Expo
1984 - Naples (Estados Unidos) - Coletiva, na Cove Gallery
1984 - São Paulo SP - Coletiva, na Tenda Galeria de Arte
1984 - São Paulo SP - Coletiva, na Galeria Rubayat
1984 - Paris (França) - Coletiva no Le Centre Internacional d´Art Contemporain
1984 - Ourinhos SP - Homenagem a Arte da Gravura no Brasil, no Itaugaleria
1985 - Belém (Portugal) - Arte Brasileira, no Espelho D´Água - medalha de ouro especial
1986 - São Paulo SP - Coletiva, na Anima Espaço de Arte
1986 - Santos SP - Coletiva, na Galeria Integração
1986 - Belém PA - Coletiva, na Fundação Maiorana
1987 - São Paulo SP - Coletiva, na Sala Fernandez Mera
1987 - Ribeirão Preto SP - Coletiva, no Jardim Contemporâneo Galeria de Arte
1987 - Brasília DF - Coletiva, na Galeria Performance
1987 - São Paulo SP - Coletiva, na Galeria Ponto das Artes
1987 - São Paulo SP - Coletiva, no Espaço Cultural Citycorp
1987 - São Paulo SP - Coletiva, na Sociarte

Fonte: Itaú Cultural