Escritoriodearte.com > Artistas > Eduardo Salvatore

Eduardo Salvatore

OBRAS DO ARTISTA

Este artista não possui obras em nosso acervo.

Você possui uma obra deste artista e quer vender?

Após logar no site, clique em 'Avaliações' e envie sua obra.

BIOGRAFIA

Eduardo Salvatore (São Paulo SP 1914 - idem 2006)

Fotógrafo.

É advogado formado pela Faculdade de Direito do Largo São Francisco, São Paulo, desde 1936. A partir de 1937, dedica-se, como amador e autoditata, à fotografia artística, Em 1939, é um dos fundadores do Foto Cine Clube Bandeirante, entidade que preside no período de 1943 a 1990. O F. C. C. Bandeirante tem atuação importante na divulgação da fotografia em São Paulo, organizando cursos, salões, exposições e concursos e responsável pela publicação da revista Foto-Cine. Em 1950, organiza a Confederação Brasileira de Fotografia e Cinema, CBFC, que reúne os Foto-Clubes do país e representa o Brasil na Fédération International de l'Art Photographique, FIAP, com sede na Suíça. Preside a CBFC de 1950 a 1989. Participa de inúmeras exposições individuais e coletivas no Brasil e no exterior, conquistando reconhecimento internacional.

Críticas

"Eduardo Salvatore foi uma personalidade determinante no contexto da Escola Paulista. Sua trajetória pessoal se confunde com a própria história do Foto Cine Clube Bandeirante. Presidente do clube de 1943 até hoje, Salvatore com grande habilidade política viabilizou a aglutinação dos bandeirantes em torno das causas que levaram à sólida estruturação do fotoclube. Teve também um papel preponderante na articulação do fotoamadorismo brasileiro como um todo. Presidente da Confederação Brasileira de Fotografia e Cinema durante vários anos, foi capaz de interferir nos rumos do movimento fotoclubista. Salvatore presidia o Foto Cine Clube Bandeirate, era membro constante dos júri dos Salões, orientava os seminários internos, participava de excursões fotográficas, realizava palestras, colaborava com as revistas especializadas da época, recepcionava amadores de outros estados e países em visita a São Paulo - tudo isso como atividade paralela à sua profissão de advogado. Sem dúvida, a fotografia brasileira deve parte da importância que teve durante duas décadas a este artista que nunca poupou esforços para valorizar a prática da fotografia entre nós. Como fotógrafo, Salvatore formou-se ainda no pictorialismo, do qual herdou um rigoroso senso de composição, vindo posteriormente e adaptá-lo a uma concepção moderna de estruturação espacial. 'As regras de composição são a gramática da linguagem. Para violar as regras o fotógrafo deve antes conhecê-las'. Tendo este posicionamento como ponto de partida, Salvatore realizou uma síntese bastante peculiar de seu trabalho, que agradava a maioria dos conservadores de linha clássica e àqueles de concepções mais arrojadas. Isso explica em grande parte, a forte influência que exerceu no movimento fotoclubista, tendo sido durante anos um dos fotógrafos mais premiados. Seu trabalho se caracterizou pela geometrização dos motivos, resultado de jogos formais e da manipulação de claros-escuros radicais. (...) Sua concepção de fotografia lidava com universos antagônicos: de um lado, a aceitação das regras de composição e da estruturação formal como base da prática artística; de outro, a proposta de ressemantização conceitual do mundo, através de novas formas de organização espacial. Imprensada entre estes dois universos, a produção de Salvatore apresenta uma grande uniformiodade que, longe de se caracterizar como uma limitação, demostra uma pesquisa de grande objetividade estética. No contexto do amadorismo o trabalho de Salvatore viabilizou a fotografia moderna como prática artística, pois baseava-se num discurso bastante difundido no meio fotoclubista".
Helouise Costa e Renato Rodrigues
COSTA, Helouise, RODRIGUES, Renato. A fotografia moderna no Brasil. Rio de Janeiro : Ed. da UFRJ, 1995. P. 59-60.

Exposições Individuais

1982 - São Paulo SP - Samba no Asfalto-Carnaval no Rio, na Galeria Banbeirante
1982 - Itália - Samba no Asfalto-Carnaval no Rio, itinerante por várias cidades italianas
1984 - São Paulo SP - Favela do Vergueiro, na Galeria Bandeirante
2001 - São Paulo SP - Introdução a Fotografia Moderna no Brasil, no Foto Cine Clube Bandeirantes
2004 - São Paulo SP - Eduardo Salvatore: uma sensibilidade revelada, no MIS/SP

Exposições Coletivas

1967 - São Paulo SP - 9º Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
1998 - São Paulo SP - 8º Coleção Pirelli/Masp de Fotografias, no Masp
2001 - Campinas SP - Realidades Construídas: do pictorialismo à fotografia moderna, no Itaú Cultural
2001 - Belo Horizonte MG - Realidades Construídas: do pictorialismo à fotografia moderna, no Itaú Cultural

Fonte: Itaú Cultural

VEJA TAMBÉM

Hudinilson Júnior - Homenagem a Maria Olimpia e Alex
Homenagem a Maria Olimpia e Alex
Ivald Granato - Figura Feminina
Figura Feminina