Escritoriodearte.com > Artistas > Vera Helena Salles

Vera Helena Salles

OBRAS DO ARTISTA

Este artista não possui obras em nosso acervo.

Você possui uma obra deste artista e quer vender?

Após logar no site, clique em 'Avaliações' e envie sua obra.

Leilão de Artes Online

BIOGRAFIA

Vera Helena Salles do Amaral de Campos (São Paulo SP 1934)

Pintora, gravadora, desenhista.

Forma-se em biblioteconomia em 1953 pelo Instituto Sedes Sapientiae. Em 1967 inicia atividades artísticas estudando pintura com Nélson Nóbrega. Estuda desenho com Waldemar da Costa em 1968 e com Ernestina Karman em 1970. De 1970 a 1972 freqüenta a Escola Brasil: tendo como orientadores Frederico Nasser, Baravelli, Carlos Fajardo e José Resende. Em 1973 freqüenta os ateliês de Frederico Nasser e Carlos Fajardo e faz curso de cerâmica com Carlos Paes Villaró. Em 1975 estuda desenho com Juarez Magno. Em 1975 recebe a Medalha Marechal Cândido Mariano da Silva Rondon, conferida pela Sociedade Geográfica Brasileira.

Críticas 

"Vera Salles do Amaral não se aliena a modas, a processos consagrados ou estabelecidos. Aí nos parece seu maior valor. Sua obra criadora em ação tem o sentido daquela comunicação múltipla da arte. Não se esgota nos objetivos, formas e cores. Tem uma sutilidade (SIC) metafísica que vem unindo todos os seus trabalhos. Percebe-se essa harmonia nas frestas de luz aquém e além das estruturas e relações cromáticas. Toca, assim, num campo estético, onde as artes, na sua essência, confundem-se no fenômeno poético.

A arte de Vera recorda, sugere, cria e revela. Vem se distinguindo em muitas exposições: a do Salão de Arte Contemporânea e, quando aluna de Ernestina Karman, mostrou verdes diversos, aliados a proposições históricas. Mais tarde, seu impressionismo, back-ground de formas, na captação da alma das coisas, continuou numa inquieta praxis artística de figuras humanas, flores movimentadas e objetos cubistas. E, ainda agora, se revela nos traços, tintas, aplicações e cores.

A artista vale-se de processos e temas apenas como equações, esquemas. Isto a explica entre os melhores artistas atuais, quando lembram Picasso, Braque e outros nomes célebres".
Oswaldo Mariano
VERA Salles do Amaral. Apresentação de Oswaldo Mariano. São Paulo: Galeria Alberto Bonfiglioli, 1981.

Depoimentos

"Ao iniciar em janeiro de 1980 os desenhos da minha atual exposição, senti necessidade de uma mudança: no material empregado, no tema abordado, nas cores usadas e até no processo de elaboração do desenho.

As mudanças fazem parte da estrutura interior, não são programadas, percebe-se uma certa ebulição interna, uma ânsia de procurar e descobrir algo novo, um caminho que nos acena e que temos de percorrer.

A idéia de usar pastel a óleo surgiu diante da experiência passada fazendo litografia, e também pela diversificação deste material que pode ser trabalhado de várias maneiras.

À medida que o desenho foi se desenvolvendo, acrescentei outros materiais tais como lápis-cera e lápis de cor aliados conjuntamente.

A necessidade de cores fortes, primárias e secundárias, tornou-se imperativa, pondo de lado cores sépias que usei antes.

Há tempos, povoam minha imaginação flores e fantasmagóricas de um colorido vibrante, folhas tropicalíssimas e frutos ou bolas enormes.

Dei asas ao meu interior e comecei a desenhar. O resultado aí está. Talvez se assemelhe a um jardim colorido dos sonhos".
Vera Salles do Amaral
VERA Salles do Amaral. Apresentação de Oswaldo Mariano. São Paulo: Galeria Alberto Bonfiglioli, 1981.

Acervos

Museu de Arte Moderna de São Paulo - MAM/SP - São Paulo SP

Exposições Individuais

1972 - Santo André SP - Individual, no Centro Cívico de Santo André
1975 - São Paulo SP - Individual, na Galeria Guimar
1978 - São Paulo SP - Individual, na Galeria Alberto Bonfiglioli
1981 - São Paulo SP - Individual, na Galeria Alberto Bonfiglioli

Exposições Coletivas

1969 - Campinas SP - 1° Salão Feminino de Arte de Campinas, na Galeria Coreto
1970 - São Paulo SP - 2° Salão Paulista de Arte Contemporânea, no Masp
1970 - São Paulo SP - Coletiva do Ateliê Ernestina Karman, no Clube Atlético Paulistano
1971 - São Paulo SP - 3° Salão Paulista de Arte Contemporânea, na Galeria Prestes Maia
1972 - Campinas SP - 8° Salão de Arte Contemporânea de Campinas, no MACC
1972 - Jundiaí SP - 3° Encontro Jundiaiense de Arte, no Museu Histórico e Cultural
1972 - Piracicaba SP - 5° Salão de Arte Contemporânea de Piracicaba
1972 - São Paulo SP - 4° Salão Paulista de Arte Contemporânea, no Masp
1972 - São Paulo SP - Mostra de Arte Sesquicentenário da Independência e Brasil Plástica - 72, na Fundação Bienal
1973 - Piracicaba SP - 6° Salão de Arte Contemporânea de Piracicaba
1973 - São Paulo SP - Coletiva, na Galeria Alberto Bonfiglioli
1974 - Santo André SP - 7º Salão de Arte Contemporânea de Santo André, no Paço Municipal
1976 - São Paulo SP - Antônio Vitor, Marcos Concílio e Vera Salles do Amaral, na Galeria Alberto Bonfiglioli
1977 - São Paulo SP - 9° Panorama Arte Atual Brasileira, no MAM/SP
1978 - Santo André SP - Coletiva, na Galeria Chris
1978 - São Paulo SP - Coletiva, na Galeria Alberto Bonfiglioli
1979 - São Paulo SP - Coletiva, na AM Galeria

Fonte: Itaú Cultural

VEJA TAMBÉM

Marysia Portinari - Vaso de Flor
Vaso de Flor
Tunga - Agulha
Agulha