Escritoriodearte.com > Artistas > Takashi Fukushima

Takashi Fukushima

OBRAS DO ARTISTA

Takashi Fukushima - Mineral Urbano (Fragmentos)

Mineral Urbano (Fragmentos)

óleo sobre tela
1987
146 x 104 cm
ass. inf. dir.


Preço: Sob Consulta
Takashi Fukushima - Natureza Urbana

Natureza Urbana

litografia sobre papel
1980
47 x 68 cm
ass. inf. dir.
Exemplar nº 36/55.

Preço: Sob Consulta
Takashi Fukushima - Composição Verde e Rosa

Composição Verde e Rosa

serigrafia sobre papel
1983
31 x 66 cm
ass. inf. dir.
Exemplar P.A.

Preço: Sob Consulta
Takashi Fukushima - Black and Blue (dí­ptico)

Black and Blue (dí­ptico)

acrílico sobre tela
1995/96
210 x 280 c
Etiqueta da exposição "Tempos Flutuantes - Takashi Fukushima", Pinacoteca do Estado de São Paulo - SP, Ago/Out de 1999.

Preço: Sob Consulta

BIOGRAFIA

Takashi Fukushima (São Paulo SP 1950)

Pintor, gravador, desenhista e cenógrafo.

Filho do pintor Tikashi Fukushima (1920 - 2001), estuda com Luiz Paulo Baravelli (1942) em 1970 e, no mesmo ano, ingressa na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo - FAU/USP. Paralelamente aos estudos universitários, expõe nas Bienais Internacionais de São Paulo em 1973 e 1975, obtendo, nesta última, prêmio aquisição. Participa de várias edições do Salão Paulista de Artes Plásticas, sendo premiado em 1976 e 1987. Também em 1987, faz a concepção visual e os cenários da peça Pássaro do Poente, com o Grupo Ponkã, recebendo, no ano seguinte, os prêmios Apetesp, Mambembe, Molière e Revelação da Associação Paulista dos Críticos de Arte - APCA. Em 1990 estuda na Universidade Nacional de Artes e Música de Tóquio, Japão, com bolsa concedida pela Fundação Japão. No mesmo ano, recebe o prêmio de excelência na 1ª Bienal Brasileira de Design, em Curitiba. Em 1991, obtém menção honrosa no 6º prêmio Museu da Casa Brasileira, São Paulo. Em 2001 obtém o título de mestre em estruturas ambientais urbanas na FAU/USP, sob orientação de Issao Minami, iniciando no mesmo ano tese de doutoramento. Desde 1992 leciona desenho no curso de arquitetura e urbanismo da Faculdade de Belas Artes de São Paulo.

Comentário Crítico

No início da carreira, Takashi Fukushima pinta paisagens utilizando um grafismo caligráfico e pinceladas que ocupam a parte inferior da tela, deixando em branco grande parte da superfície. De acordo com a tradição oriental, esse espaço em branco relaciona-se não só ao silêncio, mas à espiritualização. Aos poucos toda a superfície branca da tela passa a ser ocupada pela paisagem, produzida em linhas sinuosas, que revelam montanhas e a vegetação. Em oposição aos grafismos, em algumas áreas predominam pinceladas realizadas com tintas fluidas, aproximando-se da abstração.

O artista utiliza uma gama cromática que evoca a suavidade da aquarela, em obras de grandes dimensões. Na metade da década de 1980, expõe ainda paisagens urbanas, que apresentam grande simplificação formal, com uma gama cromática mais escura, em que predominam cores misturadas ao cinza. O pintor dedica-se também à xilogravura, na qual retoma as questões recorrentes em seus quadros.

Em exposição realizada em 1999, Takashi Fukushima utiliza técnica mista sobre madeira, empregando as tintas de maneira a deixar transparecer a textura e os veios desse suporte, em obras mais próximas da abstração.

Críticas

"Takashi vem se destacando por uma sensibilidade apuradíssima na abordagem do tema paisagem. De acordo com o parâmetro e com a tradição oriental, a paisagem emerge levemente no branco da tela (e o branco é tela e é espaço) como uma forma de sensibilização do espírito. Às vezes, porém, e sem perder esta leveza, a paisagem adquire um caráter antropomórfico: é mulher, é corpo".
Frederico Morais
15 JOVENS artistas do Brasil. São Paulo: MAB; Buenos Aires: Museo de Arte Moderno, 1978.

Exposições Individuais

1971 - São Paulo SP - Individual, na Opus Galeria de Arte
1976 - Rio de Janeiro RJ - Individual, na Galeria Eucatexpo
1977 - Cuiabá MT - Individual, no Museu de Arte e Cultura Popular
1977 - Montreal (Canadá) - Individual, na Galeria Libre
1977 - Toronto (Canadá) - Individual, na Inform All Art Gallery
1978 - Brasília DF - Individual, na Oscar Seraphico Galeria de Arte
1979 - Montreal (Canadá) - Individual, na Galeria Libre
1980 - Porto Alegre RS - Individual, na Galeria Salamandra
1981 - Montreal (Canadá) - Individual, na Galeria Libre
1981 - São Paulo SP - Individual, na Paulo Prado Galeria de Arte
1982 - São Carlos SP - Individual, no Itaugaleria 
1982 - São Paulo SP - Individual, na Pitanga do Amparo Arquitetura e Arte
1982 - São Paulo SP - Shizen: imitando a natureza, na Galeria Alberto Bonfiglioli
1983 - São Paulo SP - Individual, na Paulo Prado Galeria de Arte
1984 - São Paulo SP - Individual, na Galeria Bonfiglioli
1984 - São Paulo SP - Takashi Fukushima: desenhos e litos aquareladas, na Pitanga do Amparo Arquitetura e Arte
1985 - Salvador BA - Natureza Urbana, na Paulo Darzé Galeria de Arte
1985 - São Paulo SP - Cidade e Campo, na Galeria Alberto Bonfiglioli
1986 - Recife PE - Jardim Sintético I e II, na Artespaço Galeria de Arte
1986 - Rio de Janeiro RJ - Céus e Terras, na Realidade Galeria de Arte
1986 - São Paulo SP - Jardim Sintético I e II, na Tôki Arte Galeria
1988 - São Paulo SP - Das Naturezas, na Paulo Figueiredo Galeria de Arte
1989 - Paris (França) - Takashi Fukushima: oeuvres récentes, no Espaço latino-americano
1991 - São Paulo SP - Takashi Fukushima: xilogravuras, no Gabinete de Arte Raquel Arnaud
1992 - Recife PE - Individual, na Artespaço Galeria de Arte
1992 - São Paulo SP - Individual, na Galeria Montesanti Roesler
1993 - São José dos Campos SP - Individual, na Fundação Cultural Cassiano Ricardo
1995 - São Paulo SP - Individual, na Galeria Nara Roesler
1998 - São Paulo SP - Takashi Fukushima: watercolors, na Câmara Americana de Comércio
1999 - São Paulo SP - Tempos Flutuantes, na Pinacoteca do Estado
2001 - São Paulo SP - Individual, na Pinacoteca do Estado
2002 - São Paulo SP - Sinais do Tempo, na Valu Oria Galeria de Arte

Exposições Coletivas

1969 - São Paulo SP - 13º Salão de Artes Plásticas do Grupo Seibi, na Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa
1970 - São Paulo SP - 4º Jovem Arte Contemporânea, no MAC/USP
1972 - Belo Horizonte MG - Salão Nacional de Arte Contemporânea de Belo Horizonte, no MAP
1972 - Campinas SP - 8º Salão de Arte Contemporânea de Campinas, no MACC - referência especial
1972 - Curitiba PR - 29º Salão Paranaense de Arte, no Teatro Guaíra 
1972 - São Paulo SP - Prêmio Brasil Plástica 72, na Fundação Bienal - prêmio revelação
1972 - São Paulo SP - Mostra de Arte Sesquicentenário da Independência e Brasil Plástica - 72, na Fundação Bienal
1973 - São Paulo SP - 12ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
1974 - Belo Horizonte MG - 4º Salão Nacional, no MAP - premiado
1974 - Belo Horizonte MG - 6º Salão Nacional de Arte Contemporânea de Belo Horizonte, no MAP
1974 - Campinas SP - 9º Salão de Arte Contemporânea de Campinas, no MACC
1974 - Santo André SP - 7º Salão de Arte Contemporânea de Santo André, no Paço Municipal
1974 - São Paulo SP - 3º Salão Bunkyo, na Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa - prêmio aquisição
1974 - São Paulo SP - Bienal Nacional 74, na Fundação Bienal
1975 - São Paulo SP - 13ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal - prêmio aquisição
1976 - Rio de Janeiro RJ - Arte Agora I, no MAM/RJ
1976 - São Paulo SP - 5º Salão Bunkyo, na Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa
1976 - São Paulo SP - 7º Salão Paulista de Arte Contemporânea, no Paço das Artes
1976 - São Paulo SP - 8º Panorama de Arte Atual Brasileira, no MAM/SP - Prêmio CEF
1978 - Buenos Aires (Argentina) - 15 Jovens Artistas do Brasil, no Museo de Arte Moderno de Buenos Aires
1978 - Rio de Janeiro RJ - 1º Salão Nacional de Artes Plásticas, no MNBA - prêmio de viagem
1978 - São Paulo SP - 3 Gerações de Artistas Nipo-Brasileiros, na Galeria Arte Global
1978 - São Paulo SP - 7º Salão Bunkyo, na Sociedade Brasileira de Cultura Japonêsa - prêmio de viagem
1978 - São Paulo SP - 15 Jovens Artistas do Brasil, no MAB/Faap 
1979 - Rio de Janeiro RJ - 2º Salão Nacional de Artes Plásticas, no MAM/RJ
1979 - São Paulo SP - 11º Panorama de Arte Atual Brasileira, no MAM/SP
1979 - São Paulo SP - 8º Salão Bunkyo, na Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa - grande prêmio
1979 - São Paulo SP - Exposição de Belas Artes Brasil-Japão
1980 - Rio de Janeiro RJ - 3º Salão Nacional de Artes Plásticas, no MNBA
1980 - São Paulo SP - 2º Salão Brasileiro MOA de Arte, no MAM/SP - prêmio aquisição
1980 - São Paulo SP - 9º Salão Bunkyo
1980 - São Paulo SP - Pintores Paisagistas, na Galeria de Arte André
1981 - Osaka (Japão) - Exposição Latino-Americana de Arte Contemporânea Brasil/Japão, no Museu Nacional de Arte de Osaka
1981 - Rio de Janeiro RJ - 4º Salão Nacional de Artes Plásticas
1981 - São Paulo SP - 2º Salão Paulista de Artes Plásticas e Visuais, no Paço das Artes
1982 - Belo Horizonte MG - Salão Nacional de Arte, no MAP 
1982 - Rio de Janeiro RJ - 5º Salão Nacional de Artes Plásticas, no MAM/RJ
1982 - São Paulo SP - 1º Salão Paulista de Arte Contemporânea, na Fundação Bienal
1983 - Atami (Japão) - 6ª Expo Arte MOA Brasil-Japão
1983 - Kyoto (Japão) - 6ª Expo Arte MOA Brasil-Japão
1983 - Tóquio (Japão) - 6ª Expo Arte MOA Brasil-Japão
1983 - Rio de Janeiro RJ - 6º Salão Nacional de Artes Plásticas, no MAM/RJ
1983 - São Paulo SP - 14º Panorama de Arte Atual Brasileira, no MAM/SP
1983 - São Paulo SP - Expo 75 Anos de Imigração, na Pinacoteca do Estado
1983 - São Paulo SP - Nipo Brasileiros: Mestre e Alunos em 50 Anos, na Pinacoteca do Estado
1983 - São Paulo SP - Palmeira, na Galeria Alberto Bonfiglioli
1983 - São Paulo SP - Arte e Geração, na Galeria Sesc Carmo  
1984 - Ourinhos SP - Homenagem a Arte da Gravura no Brasil, na Itaugaleria 
1984 - São Paulo SP - 2º Salão Paulista de Arte Contemporânea, na Fundação Bienal
1984 - São Paulo SP - As Dimensões Urbana e Industrial na Pintura Figurativa Paulista, na Traço Galeria de Arte
1984 - São Paulo SP - Paredes da Casa Vogue, no Masp
1984 - São Paulo SP - 2º Salão Paulista de Arte Contemporânea, no MIS/SP 
1985 - Atami (Japão) - 7ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão, na Fundação Mokiti Okada
1985 - Kyoto (Japão) - 7ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão  
1985 - Rio de Janeiro RJ - 7ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão, na Fundação Brasil-Japão 
1985 - São Paulo SP - Destaques da Arte Contemporânea Brasileira, no MAM/SP
1985 - São Paulo SP - 7ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão, na Fundação Brasil-Japão
1985 - Tóquio (Japão) - Gravura Contemporânea Brasileira, na Embaixada do Brasil
1985 - Tóquio (Japão) - 7ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão
1986 - São Paulo SP - 17º Panorama de Arte Atual Brasileira, no MAM/SP
1987 - Ottawa (Canadá) - Gravura Brasileira, na Front Gallery
1987 - São Paulo SP - 13 Tapetes Ocidentais, na Paulo Figueiredo Galeria de Arte
1987 - São Paulo SP - 18º Panorama de Arte Atual Brasileira - prêmio aquisição
1988 - Pequim (China) - Exposição Brasil-China, na Galeria de Belas Artes da China
1988 - Pequim (China) - Arte Contemporânea Brasileira, no Museu Nacional de Pequim
1988 - São Paulo SP - 15 Anos de Exposição de Belas Artes Brasil-Japão, na Fundação Mokiti Okada
1988 - São Paulo SP - Salão Nacional de Aquarelas da Fasm, na Faculdade Santa Marcelina Campus Perdizes
1989 - Londres (Inglaterra) - Contemporary Brasilian Lithographs, no King's College
1989 - São Paulo SP - 20º Panorama de Arte Atual Brasileira, no MAM/SP
1989 - São Paulo SP - Viagem ao Papel das Bienais, no MAM/SP - Prêmio Canson
1989 - São Paulo SP - Pintura Brasil Século XX: obras do acervo do Banco Itaú, no Itaugaleria 
1989 - São Paulo SP - Viagem ao Papel nas Bienais Brasileiras, no MAM/SP 
1990 - Curitiba PR - 1ª Bienal Brasileira de Design - prêmio de excelência
1990 - São Paulo SP - 21º Panorama de Arte Atual Brasileira, no MAM/SP
1991 - Osaka (Japão) - 2ª Trienal Internacional de Gravura de Osaka
1991 - São Paulo SP - Artistas-Arquitetos, no Masp
1992 - Rio de Janeiro RJ - Eco Art, no MAM/RJ
1992 - Santo André SP - Litogravura: métodos e conceitos, no Paço Municipal
1993 - João Pessoa PB - Xilogravura: do cordel à galeria, na Fundação Espaço Cultural da Paraíba
1993 - Santos SP - 4ª Bienal Nacional de Santos, Centro Cultural Patrícia Galvão
1993 - São Paulo SP - 1º Salão Paulista de Aquarelas, na Fasm
1993 - São Paulo SP - Exposição Luso-Nipo-Brasileira, no MAB/Faap
1994 - Chicago (Estados Unidos) - Watercolours, na Northern Illinois University. Gallery 2000
1994 - Recife PE - Arte Paulista, na Artespaço Galeria de Arte
1994 - São Paulo SP - Xilogravura: do cordel à galeria, no Metrô
1995 - Brasília DF - Sete Samurais da Arte Brasileira, na LBV
1995 - Niigata (Japão) - Exposição dos Pintores Nipo-Brasileiros Contemporâneos, no Niigata Museum
1995 - São Paulo SP - Artistas Japoneses e Nipo-Brasileiros Contemporâneos, no MAC/USP
1995 - São Paulo SP - Brasil-Japão Arte, na Fundação Mokiti Okada
1995 - São Paulo SP - Garner Tullis Workshop, no MAM/SP
1995 - Tokushima (Japão) - Exposição dos Pintores Nipo-Brasileiros Contemporâneos, no Centro Cultural de Tokushima
1996 - Gifu (Japão) - Exposição dos Pintores Nipo-Brasileiros Contemporâneos, no Museum of Fine Art Gifu
1996 - São Paulo SP - Exposição dos Pintores Nipo-Brasileiros Contemporâneos, no Masp
1996 - Tóquio (Japão) - Exposição dos Pintores Nipo-Brasileiros Contemporâneos, no Azabu Art Museum
1997 - Jacareí SP - Exposição dos Pintores Nipo-Brasileiros Contemporâneos, na Oficina de Artes Santa Helena
1998 - Belo Horizonte MG - Mostra Internacional Itinerante Japão-Brasil, na Fundação Clóvis Salgado. Palácio das Artes
1998 - Ipatinga MG - Mostra Internacional Itinerante Japão-Brasil, na Fundação São Francisco Xavier. Centro Cultural Usiminas
1999 - Brasília DF - Mostra Internacional Itinerante Japão-Brasil, no Ministério das Relações Exteriores
1999 - Rio de Janeiro RJ - Mostra Rio Gravura. São Paulo: gravura hoje, no Palácio Gustavo Capanema
1999 - São Paulo SP - Mostra Internacional Itinerante Japão-Brasil, no Masp
2000 - São Paulo SP - Almeida Júnior: um artista revisitado, na Pinacoteca do Estado
2001 - São Paulo SP - Arte Nipo-Brasileira: momentos, na Galeria Euroart Castelli
2001 - São Paulo SP - Bienal 50 Anos: uma homenagem a Ciccillo Matarazzo, na Fundação Bienal
2001 - São Paulo SP - Museu de Arte Brasileira: 40 anos, no MAB
2002 - São Paulo SP - 8 Artistas Brasileiros Contemporâneos, na Casa das Rosas  
2003 - Rio de Janeiro RJ - Projeto Brazilianart, na Almacén Galeria de Arte 
2003 - São Paulo SP - Gerações: a arte contemporânea nipo-brasileira, no Espaço de Artes Unicid
2005 - São Paulo SP - Pequenas Grandes Obras, no Cultural Blue Life

Fonte: Itaú Cultural

VEJA TAMBÉM

Henrique Boese - Sem Titulo
Sem Titulo
Julio Le Parc - Alchimies
Alchimies
Alfredo Volpi - Marinha
Marinha
Arcangelo Ianelli - Sem Título
Sem Título