Escritoriodearte.com > Artistas > Sérgio Martinolli

Sérgio Martinolli

OBRAS DO ARTISTA

Este artista não possui obras em nosso acervo.

Você possui uma obra deste artista e quer vender?

Após logar no site, clique em 'Avaliações' e envie sua obra.

BIOGRAFIA

Sérgio Martinolli (Trieste Itália 1938)

Pintor.

Passa a infância e adolescência em Veneza, Itália, onde se forma oficial da Marinha e cursa a Accademia di Belle Arti di Venezia. Em 1965 passa a dedicar-se totalmente à pintura e muda-se para Nova York, onde trabalha como retratista, pintando figuras da alta burguesia americana, nobres e artistas. Em sua estada em Nova York tem contato com Salvador Dalí (1904 - 1989), este encontro o estimula e marca o desenrolar de sua carreira. Em 1971, volta a Itália e viaja para Bréscia e Ravena, onde dedica-se à pesquisa e à restauração de grandes afrescos da arte bizantina, sob a direção do Padre Renato Laffranchi.

Críticas

"(...) A arte, sincera ou não, só sobrevive quando é uma extensão natural de quem a faz. Enquanto não exterminarem o amor, artistas românticos como Sérgio Martinolli continuarão honestos. O universo pictórico de Sérgio Martinolli é, intencionalmente, feito de situações idealizadas. No seu mundo impossível crianças convivem com inacreditável ternura, com leões e outros animais sem nenhuma docilidade natural. (...) Sérgio ama a ambiguidade. (...) Os rostos são uma invenção muito pessoal de Sérgio Martinolli que também ´inventou´ um colorido saído do Art Nouveau e da Belle Epoque, iluminados feericamente por uma luz brilhante e romântica".
Olney Kruse
7 pintores e suas tendências. São Paulo: Portal Galeria de Arte, 1985.

"(...) Na selva tecnológica da metrópole, numa época de bruscas mutações em que a arte já foi flagelada e recriada de todas as formas, Martinolli continua apostando em seu sonho, que é o de abrir janelas para uma realidade outra, para um mundo poético onde o desejo e o lirismo não conhecem limitações, onde a paz finalmente é possível debaixo das cores da alegria e da esperança. Ele pinta o avesso deste mundo tragicamente concreto de crianças famintas e seres desesperados. (...) A linguagem de Martinolli é a mesma dos sonhos, dos mitos e das lendas: é a linguagem dos símbolos. (...) Criando como quem sonha acordado, construindo uma fantasia lúcida que nos estimula percepções e sentimentos acima do trivial, Martinolli nos devolve a dimensão do paraíso terrestre".
Mário Margutti
MARTINOLLI, Sérgio. Balada Mágica. Brasília: Performance Galeria de Arte, 1986.

Exposições Individuais

1967 - Zagreb (Iugoslávia) - Individual
1967 - Pádua (Itália) - Individual, na Galeria Chiocciola
1968 - Roma (Itália) - Individual, na Galeria Lo Scalone
1968 - Rio de Janeiro RJ - Individual, na Galeria Fátima
1970 - Rio de Janeiro RJ - Individual, na Galeria do Iate Clube
1974 - São Paulo SP - Individual, na Galeria Chelsea
1975 - Santos SP - Individual, na Galeria XV
1975 - São Paulo SP - Individual, na Galeria O Sol
1976 - Rio de Janeiro RJ - Individual, na Galeria Quadrante
1976 - Belo Horizonte MG - Individual, na Galeria Ami
1977 - Recife PE - Individual, na Galeria Picasso
1977 - São Paulo SP -Individual, na Galeria Portal
1978 - Belo Horizonte MG - Individual, na Galeria Ami
1978 - Rio de Janeiro RJ - Individual, na Galeria do Iate Clube
1978 - Rio de Janeiro RJ - Individual, na Galeria Casablanca
1978 - Salvador BA - Individual, na Galeria Kattya
1979 - Recife PE - As Crianças Fabulosas de Martinolli, na Galeria Picasso
1979 - Natal RN - Individual, no Salão Nobre Palácio do Governo
1979 - Recife PE - Individual, na Galeria Murilo Prado
1979 - Brasília DF - Individual, na Galeria Oscar Seraphico
1979 - Fortaleza CE - Individual, na Galeria Ideal Clube
1979 - São Paulo SP - Individual, na Galeria Portal
1980 - Recife PE - Individual, na Galeria Murilo Berardo
1980 - Recife PE - Individual, na The British Country Club
1980 - Rio de Janeiro RJ - Individual, na Galeria Realidade
1981 - Porto Alegre RS - Individual, na Kraft Escritório de Arte
1981 - Maceió AL - Individual, no Palácio Floriano Peixoto
1982 - Vitória ES - Individual, na Galeria Emília Petinari Bastos
1984 - Maceió AL - Individual, no Banco do Estado de Alagoas
1985 - Rio de Janeiro RJ - Individual, na Galeria Borghese
1985 - Nova Orleans (Estados Unidos) - Individual
1986 - Brasília DF - Balada Mágica, na Performance Galeria de Arte
1989 - Chapecó SC - Individual, na Anunciatta Galeria de Arte
1990 - Recife PE - Individual, na Galeria Arte Maior
1993 - Recife PE - Individual, na Galeria Arte Maior
1995 - Coral Gables (Estados Unidos) - Individual, na The Embassy Gallery of International Art

Exposições Coletivas

1975 - Penápolis SP - 1º Salão de Artes Plásticas da Noroeste, na Fundação Educacional de Penápolis. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Penápolis
1976 - Trieste (Itália) - Congresso Europeu Dell'Arte Fantástica
1977 - Gardone (Itália) - Festival dei Tre Laghi - medalha de ouro
1979 - Genebra (Suíça) - Quinzena do Brasil, no Hotel Continental
1980 - Colônia (Alemanha) - Brasilianishce Kunst, na Gallery Karstad
1980 - Hanover (Alemanha) - Feira de Hanover - convidado especial
1981 - Berlim (Alemanha) - Brasilianishce Kunst, no Consulado do Brasil
1981 - Paris (França) - Mostra, no Centre Georges Pompidou
1981 - Paris (França) - Mostra de Obras do Acervo do Banco do Brasil
1988 - Flórida (Estados Unidos) - Coletiva, na Art Impressions Galery
1991 - Paris (França) - Coletiva, no Banco do Brasil

Fonte: Itaú Cultural

VEJA TAMBÉM

Aldir Mendes de Souza - Paisagem Rural Nº 9
Paisagem Rural Nº 9
Mario Zanini - Paisagem
Paisagem