Escritoriodearte.com > Artistas > Ruy Albuquerque

Ruy Albuquerque

OBRAS DO ARTISTA

Este artista não possui obras em nosso acervo.

Você possui uma obra deste artista e quer vender?

Após logar no site, clique em 'Avaliações' e envie sua obra.

Leilão de Artes Online

BIOGRAFIA

Ruy Albuquerque (Recife PE 1912)

Pintor.

Ingressa em 1926 na Escola de Artífices e no Liceu de Artes e Ofícios do Recife. Ainda estudante do Liceu pinta, em 1929, um retrato do presidente Washington Luís, que é oferecido a este pela instituição. Em 1930 trabalha na agência de publicidade The Propagandist. Em 1935 ingressa na Secretaria de Turismo do Recife. Nesse mesmo ano realiza sua primeira decoração carnavalesca nos salões do Clube Atlântico de Olinda, atividade exercida durante muitos anos em Recife e João Pessoa. Casa-se em 1938 e muda-se para João Pessoa. Assume a Divisão de Cartografia do Departamento Estadual de Geografia e Estatística da Paraíba. Em 1947 volta ao Recife e faz sua última exposição antes de um período de recolhimento. Em 1948 muda-se para o Rio de Janeiro e ingressa como cartógrafo no IBGE. Organiza exposições culturais para o IBGE nas principais capitais do país. Em 1956 recebe medalha de honra ao mérito do Ministério da Agricultura por sua participação como organizador de exposições da Companhia Florestal. Volta a pintar em 1967, incentivado pelos filhos. Em 1976 muda-se para Petrópolis, onde monta seu ateliê. Viaja pela Itália, França, Alemanha e Áustria a estudos.

Críticas 

"É a obra de um artista em luta com o anjo da expressão. São temas ligados à vivência da infância nordestina, com um desejo talvez de amenizá-la através de uma estilização que quase toca o mundo do humor. Daí o choque, mas a visível originalidade. No todo, um documento de capacidade técnica, de saber pintar. É a comunidade de seres aflitos, de ombros gastos pelo peso de cruzes latentes, de olhos abatidos e expectantes. Pode-se dizer que este é um artista perseguido por uma vocação, recusando-se inconscientemente a assumir a tragédia total de seus temas, mas seguindo fielmente o sopro de suas sugestões tão desgastadas pela prática de pintores vários que vão mergulhando na triste realidade dos retirantes, para focalizar um problema social que diz respeito à nossa realidade e à solidariedade de cada um de nós".
Walmir Ayala
RUY Albuquerque. Apresentação de Walmir Ayala. São Paulo: Tableau Artes Plásticas, 1976.

"... Sua técnica o coloca entre os mais destacados pintores do Brasil atual. Pintor consciencioso, sem rodinhas e sem cabotinismo, isolado em sua arte vence pelo valor de seus quadros, que traduzem, em coloridos magistrais, seu espírito artístico. Podemos colocá-lo, no panorama pictórico de nossa época, sem nenhum exagero, como sucessor de Portinari".
Vicente Guimarães
RUY Albuquerque: pinturas. Rio de Janeiro: Salão de Arte da CEF, 1987.

"Cremos que Ruy Albuquerque realiza, com a sua arte, o que outros fazem com as palavras. Escritores sociais como José Lins do Rego, Graciliano Ramos, sociólogos como Gilberto Freyre (também pintor). Pernambuco, que tem dado ao Brasil vultos notáveis no campo das letras e das artes - basta citar um Cícero Dias, um Rego Monteiro - tem em Ruy uma das mais altas expressões das artes plásticas em todos os tempos".
Sílvio Meira
MEIRA, Sílvio. In SALÃO DE ARTE DA CAIXA ECONÔMICA FEDERAL. Ruy Albuquerque - Pinturas: catálogo. Rio de Janeiro, 1987.

Exposições Individuais

1938 - João Pessoa PB - Primeira individual, no Clube Palmeiras
1939 - João Pessoa PB - Individual, no Instituto de Educação
1942 - João Pessoa PB - Individual, no Clube Astréia
1947 - Recife PE - Individual, na Associação dos Empregados do Comércio
1947 - Rio de Janeiro RJ - Individual, no Liceu de Artes e Ofícios
1971 - Rio de Janeiro RJ - Individual, na Galeria Cantu
1971 - Rio de Janeiro RJ - Individual, no Terrasse Club
1973 - Rio de Janeiro RJ - Individual, no R.S. Clube Ginástico Português
1975 - Petrópolis RJ - Individual, no Palácio de Cristal
1975 - Rio de Janeiro RJ - Individual, na Galeria de O Globo
1976 - Rio de Janeiro RJ - Individual, no R.S. Clube Ginástico Português
1976 - São Paulo SP - Individual, no Tableau Artes Plásticas
1980 - Rio de Janeiro RJ - Individual, na Galeria de Arte Toulouse
1983 - São Paulo SP - Individual, na Itaugaleria
1986 - Petrópolis RJ - Individual, na Galeria Aloísio Magalhães
1986 - Rio de Janeiro RJ - Individual, no R.S. Clube Ginástico Português
1987 - Rio de Janeiro RJ - Individual, na CEF
1987 - Rio de Janeiro RJ - Ruy Albuquerque: pinturas
1988 - Petrópolis RJ - Individual, no Centro Cultural Alceu Amoroso Lima

Exposições Coletivas

1974 - Rio de Janeiro RJ - Coletiva, na Galeria do Hotel Glória
1975 - Rio de Janeiro RJ - Coletiva, na Galeria da Praça
1975 - São Paulo SP - Coletiva, na Galeria Vernissage
1976 - Rio de Janeiro RJ - Coletiva, na Galeria do Hotel Othon Palace
1976 - Rio de Janeiro RJ - Coletiva, na Petite Galeria
1976 - São Paulo SP - Coletiva, no Tableau Artes Plásticas
1976 - Campos do Jordão SP - Coletiva, na Galeria Vila Inglesa
1977 - São Paulo SP - Coletiva, no Tableau Artes Plásticas
1977 - São Paulo SP - Dois Séculos de Arte Brasileira
1978 - São Paulo SP - Coletiva, no Tableau Artes Plásticas
1979 - São Paulo SP - Coletiva, no Tableau Artes Plásticas
1980 - Brasília DF - Coletiva, na Galeria do Hotel Nacional
1983 - São Paulo SP - Individual, na Itaugaleria

Fonte: Itaú Cultural

VEJA TAMBÉM

Kazuo Wakabayashi - Sem Título
Sem Título
Tarsila do Amaral - Estudo de Ilustração para capa do livro "O Futuro Pianista" de Souza Lima
Estudo de Ilustração para capa do livro "O Futuro Pianista" de Souza Lima
Walter Lewy - Sem Título
Sem Título