Escritoriodearte.com > Artistas > Raul Córdula Filho

Raul Córdula Filho

OBRAS DO ARTISTA

Este artista não possui obras em nosso acervo.

Você possui uma obra deste artista e quer vender?

Após logar no site, clique em 'Avaliações' e envie sua obra.

Leilão de Artes Online

BIOGRAFIA

Raul Córdula Filho (Campina Grande PB 1943)

Pintor, artista gráfico, cenógrafo, professor, crítico de arte.

Começa a pintar em 1958, orientado pelo amigo Flávio Bezerra de Carvalho. Em 1959, ilustra poesias da Geração 59, grupo de poetas paraibanos que edita o suplemento literário A União nas Letras e nas Artes. No início da década de 1960, viaja para o Rio de Janeiro e estuda história da arte no Instituto de Belas Artes e técnica em pintura no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro - MAM/RJ, onde é aluno de Domenico Lazzarini (1920 - 1987). Entre 1963 e 1965 é supervisor do setor de artes plásticas da Universidade Federal da Paraíba - UFPB. Atua como cenógrafo em várias emissoras de televisão, entre 1965 e 1972. Em 1967, torna-se diretor do Museu de Arte Assis Chateaubriand de Campina Grande - Maac. Idealiza, em 1977, o Núcleo de Arte Popular e Artesanato - NAP, da Casa de Cultura de Pernambuco, no Recife. Entre 1978 e 1985, é coordenador do Núcleo de Arte Contemporânea da UFPB. Leciona história da arte e fundamentos da linguagem visual nos cursos de educação artística e arquitetura e urbanismo do Departamento de Artes da UFPB entre 1978 e 1988. É contratado pelo Museu de Arte da Moderna da Bahia - MAM/BA para coordenar a implantação do Salão MAM-Bahia de Artes Plásticas, em 1994. Torna-se diretor de desenvolvimento artístico e cultural da Fundação Espaço Cultural da Paraíba - Funesc entre 1997 e 1998.

Comentário Crítico

No início da carreira, Raul Córdula realiza obras figurativas, e mantém diálogo com a arte pop e a nova figuração. O artista parte de desenhos infantis e sinais do meio urbano, como os de trânsito. Seu trabalho apresenta concisão de formas e cores, utilizando cada vez mais os signos e símbolos na construção de obras ligadas ao abstracionismo geométrico. A partir da década de 1980, explora as tensões e distensões da superfície articulada em planos triangulares, fase denominada pela crítica como "nova geometria". Como nota o crítico Paulo Sérgio Duarte, em suas telas Córdula revela também uma ligação com a paisagem nordestina, que transparece no uso da paleta de tons luminosos que distingue sua produção.
Críticas 
"Considerado um dos mais importantes representantes do abstracionismo geométrico brasileiro, Raul Córdula harmoniza cores e formas, preservando principalmente uma luminosidade tropical, que o diferencia dos construtivos-geométricos europeus".
Marlene de Almeida
RAUL Córdula: 30 anos de atividade artística. Apresentação de Marlene de Almeida, Frederico de Morais et al. Recife: Galeria Vicente do Rego Monteiro, 1990.

Exposições Individuais

s.d. - Belo Horizonte MG - Individual, no MAP
1960 - João Pessoa PB - Primeira Individual, Biblioteca Pública
1963 - Recife PE - Individual, Xico Arte Interior
1965 - Rio de Janeiro RJ - Individual, Galeria Verseau
1968 - João Pessoa PB - Individual, Universidade Federal da Paraíba
1968 - Olinda PE - Individual, Oficina 154
1968 - Recife PE - Individual, Clube Carnavalesco Amante das Flores
1973 - João Pessoa PB - Individual, Galeria Pedro Américo
1973 - João Pessoa PB - Individual, Curral Artesanato
1973 - Recife PE - Individual, Galeria Bela Aurora
1974 - João Pessoa PB - Individual, Teatro Santa Roza
1975 - São Paulo SP - Individual, Galeria 167
1975 - São Paulo SP - Individual, Galeria I. M. Antiquariato
1978 - Belo Horizonte MG - Individual, Polivox
1978 - João Pessoa PB - Individual, Galeria Batik
1978 - João Pessoa PB - Individual, Centro de Turismo
1978 - Recife PE - Individual, Abelardo Rodrigues Galeria de Artes
1978 - Recife PE - Individual, Casa de Cultura de Pernambuco
1978 - Recife PE - Individual, na Polivox
1978 - São Paulo SP - Individual, Galeria Arte Global
1980 - Goiânia GO - Individual, Galeria de Arte Frei Confaloni
1980 - João Pessoa PB - Individual, Banco Econômico
1981 - João Pessoa PB - Individual, Galeria Arte Arquitetura
1982 - Caxias do Sul RS - Individual, Universidade de Caxias do Sul. Centro de Convivência
1982 - Olinda PE - Individual, Oficina Guaianases de Gravura
1982 - Rio de Janeiro RJ - Individual, Galeria Sérgio Milliet
1984 - Cuiabá MT - Individual, Biblioteca Central da Universidade Federal de Mato Grosso
1984 - Fortaleza CE - Individual, Arte Galeria
1986 - Goiânia GO - Individual, Felix Galeria de Arte
1987 - João Pessoa PB - Individual, Cordon Bleu Arte Restaurante
1988 - Curitiba PR - Individual, Museu de Arte Contemporânea
1988 - Goiânia GO - Individual, Itaú Galeria
1989 - Brasília DF - Individual, Portfólio Galeria de Arte
1989 - Recife PE - Individual, Artespaço Galeria de Arte
1989 - São Paulo SP - Individual, Itaugaleria
1990 - Foz do Iguaçu PR - Individual, Hotel Rafain Palace
1990 - João Pessoa PB - Individual, Galeria Gamela
1990 - Recife PE - Individual, Fundação Joaquim Nabuco. Galeria Vicente do Rego Monteiro
1991 - Paris (França) - Individual, Embaixada do Brasil na França
1991 - Recife PE - Individual, Pallon Galeria de Arte
1993 - Goiânia GO - Individual, Espaço Cultural do Banco do Brasil
1994 - Goiânia GO - Individual, Flamboyant Galeria Vania
1995 - Brasília DF - Individual, Época Decorações
1999 - Salvador BA - Individual, Museu de Arte Moderna da Bahia
2000 - Berlim (Alemanha) - Raul Córdula Filho: pinturas, na Galerie Im Einstein
2001 - Recife PE - Raul Córdula: pinturas recentes, Shopping Center Recife
2012 - Recife PE - Raul Córdula: 50 anos de arte - uma antologia, Galeria Janete Costa

Exposições Coletivas

s.d. - Rio de Janeiro RJ - Quatro Artistas da Paraíba, Galeria Ibeu
s.d. - Valparaíso (Chile) - Bienal de Valparaíso
1961 - João Pessoa PB - Salão Comemorativo das Festas Henriquinas
1963 - Recife PE - 22º Salão Anual de Pintura, Museu do Estado de Pernambuco
1964 - Belo Horizonte MG - 19º Salão de Belas Artes da Cidade de Belo Horizonte, Museu de Arte da Pampulha - 2º prêmio desenho
1965 - Olinda PE - 6 Artistas Paraibanos, Galeria Mercado da Ribeira
1966 - Belo Horizonte MG - 21º Salão de Belas Artes da Cidade de Belo Horizonte, Museu de Arte da Pampulha - menção honrosa em pintura
1966 - Rio de Janeiro RJ - Opinião 66, Museu de Arte Moderna
1966 - Rio de Janeiro RJ - 15º Salão Nacional de Arte Moderna 
1966 - Salvador BA - 1ª Bienal Nacional de Artes Plásticas 
1969 - Campinas SP - Salão de Arte Jovem 
1974 - Olinda PE - 1º Salão de Arte Global de Pernambuco, Museu de Arte Contemporânea de Pernambuco - prêmio MEC
1974 - São Paulo SP - Bienal Nacional 74, Fundação Bienal
1975 - Recife PE - 2º Salão de Arte Global de Pernambuco, Casa de Cultura de Pernambuco - prêmio de viagem ao exterior
1978 - Areia PB - 3º Festival de Arte de Areia
1979 - São Paulo SP - 15ª Bienal Internacional de São Paulo, Fundação Bienal
1979 - São Paulo SP - 11º Panorama de Arte Atual Brasileira, Museu de Arte Moderna
1980 - Goiânia GO - 1ª Semana de Arte, Centro de Arte e Desenvolvimento
1980 - Goiânia GO - Talentos Novos, Museu Estadual Zoroastro Artiaga
1980 - Rio de Janeiro RJ - 3º Salão Nacional de Artes Plásticas, Museu Nacional de Belas Artes
1981 - Brasília DF - 3ª Mostra de Arte e Artesanato da Região Centro-Oeste
1981 - Recife PE - 1ª Exposição Internacional de Arte Door
1981 - Rio de Janeiro RJ - 4º Salão Nacional de Artes Plásticas, Museu de Arte Moderna
1981 - São Paulo SP - 16ª Bienal Internacional de São Paulo, Fundação Bienal
1982 - Rio de Janeiro RJ - 5º Salão Nacional de Artes Plásticas, Museu de Arte Moderna
1982 - São Paulo SP - Semana de Goiás, Galeria Cultura
1983 - Brasília DF - 4ª Mostra de Arte e Artesanato da Região Centro-Oeste
1983 - Curitiba PR - 5ª Mostra do Desenho Brasileiro, Teatro Guaíra - artista convidado
1983 - Goiânia GO - Uniarte
1983 - Recife PE - 1ª Exposição de Arte Latino-Americana
1983 - Recife PE - 36º Salão de Artes Plásticas de Pernambuco, Museu do Estado de Pernambuco
1983 - São Paulo SP - 14º Panorama de Arte Atual Brasileira, Museu de Arte Moderna
1984 - Curitiba PR - 6ª Mostra da Gravura Cidade de Curitiba
1984 - Fortaleza CE - 7º Salão Nacional de Artes Plásticas
1984 - Goiânia GO - Festa das Cores, Museu de Arte de Goiânia
1984 - Rio de Janeiro RJ - 7º Salão Nacional de Artes Plásticas, Museu de Arte Moderna
1984 - Belo Horizonte MG - Brasil Desenho, Fundação Clóvis Salgado. Palácio das Artes
1985 - Belo Horizonte MG - 17º Salão Nacional de Arte Contemporânea de Belo Horizonte, Museu de Arte da Pampulha
1985 - Brasília DF - 5ª Mostra de Arte e Artesanato da Região Centro-Oeste
1985 - Rio de Janeiro RJ - Brasil Desenho, Funarte
1985 - Rio de Janeiro RJ - Velha Mania: desenho brasileiro, Escola de Artes Visuais do Parque Lage
1985 - São Paulo SP - Arte Novos Meios/Multimeios: Brasil 70/80, Museu de Arte Brasileira
1985 - São Paulo SP - Brasil Desenho, Centro Cultural São Paulo
1986 - Fortaleza CE - Imagine: o planeta saúda o cometa, Arte Galeria 
1986 - Porto Alegre RS - Caminhos do Desenho Brasileiro, Museu de Arte do Rio Grande do Sul Ado Malagoli
1988 - Berlim (Alemanha) - Workshop São Paulo-Berlim, Staatliche Kunsthalle
1988 - São Paulo SP - Workshop São Paulo-Berlim, no Masp
1989 - São Paulo SP - Gente da Terra, Paço das Artes
1990 - João Pessoa PB - 2ª Arte Atual Paraibana, Fundação Espaço Cultural da Paraíba - artista convidado
1992 - São Paulo SP - Pernambuco: estética de resistência, Galeria Montesanti Roesler
1993 - Ipameri GO - Exposição Franciscana
1993 - João Pessoa PB - Xilogravura: do cordel à galeria, Fundação Espaço Cultural da Paraíba
1993 - Olinda PE - Artistas Pernambucanos no Panorama de Arte Atual Brasileira/83, MAC PE
1993 - Recife PE - Le Hors Lá, Galeria Vicente do Rego Monteiro
1993 - São Paulo SP - 23ª Panorama de Arte Atual Brasileira, Museu de Arte Moderna
1994 - Aragoiânia GO - Eu E mais Quatro
1994 - São Paulo SP - Xilogravura: do cordel à galeria, Museu de Arte de São Paulo
1994 - São Paulo SP - Xilogravura: do cordel à galeria, Companhia do Metropolitano de São Paulo
1999 - Salvador BA - Pinturas, MAM
2000 - Belo Horizonte MG - São ou Não São Gravuras?, Itaugaleria
2000 - Brasília DF - São ou Não São Gravuras?, Itaugaleria
2000 - Rio de Janeiro RJ - Situações: arte brasileira anos 70, Fundação Casa França-Brasil
2001 - Belém PA - 20º Salão Arte Pará, Museu do Estado do Pará - artista convidado
2001 - São Paulo SP - Anos 70: trajetórias, Itaú Cultural
2002 - São Paulo SP - Tesouros da Caixa: mostra do acervo artístico da Caixa, Conjunto Cultural da Caixa
2003 - Rio de Janeiro RJ - Tesouros da Caixa: arte moderna brasileira no acervo da Caixa, Caixa Cultural
2007 - São Paulo SP - Anos 70 - Arte como Questão, Instituto Tomie Ohtake
2009 - São Paulo SP - Olhar da Crítica: Arte Premiada da ABCA e o Acervo Artístico dos Palácios, Palácio dos Bandeirantes

Fonte: Itaú Cultural

VEJA TAMBÉM

Burle Marx - Figura Masculina
Figura Masculina
Taro Kaneko - Morro dos Conventos
Morro dos Conventos
Almeida Júnior - São Jerônimo
São Jerônimo
Sérgio Ferro - Chorinho
Chorinho