Escritoriodearte.com > Artistas > Paula Sampaio

Paula Sampaio

OBRAS DO ARTISTA

Este artista não possui obras em nosso acervo.

Você possui uma obra deste artista e quer vender?

Após logar no site, clique em 'Avaliações' e envie sua obra.

Leilão de Artes Online

BIOGRAFIA

Paula Sampaio (Belo Horizonte MG 1965)

Fotógrafa.

Em 1982, Paula Gomes Sampaio transfere-se para Belém, e passa a freqüentar a Oficina Fotoativa, centro de ensino de fotografia coordenado por Miguel Chikaoka (1950). Começa a fotografar profissionalmente nos jornais Diário do Pará e O Liberal em 1987. Forma-se em comunicação social na Universidade Federal do Pará - UFPA, em 1990. Nessa época, inicia o projeto de documentação das populações que vivem às margens de grandes rodovias abertas na região amazônica como a Transamazônica e a Belém-Brasília. Com o ensaio Fronteiras conquista o 4º Prêmio Marc Ferrez de Fotografia da Fundação Nacional de Arte - Funarte, em 1993, e a bolsa do Mother Jones International Fund for Documentary Photography [Fundo Internacional Mother Jones para Fotografia Documental], nos Estados Unidos, em 1997. Conclui curso de especialização em comunicação e semiótica na Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - PUC/MG, em 1996. Nos anos 2000, trabalha como editora assistente do jornal O Liberal e como fotógrafa do Instituto de Artes do Pará. Em 2004, recebe a Bolsa Vitae de Pesquisa e Arte com o projeto Antônios e Cândidas Têm Sonhos de Sorte, e dá continuidade ao registro da colonização na Amazônia. Em seguida, dedica-se à documentação de comunidades quilombolas do Pará. Ganha em 2006, o Prêmio Porto Seguro Fotografia com retratos de brasileiros anônimos. É autora do livro Paula Sampaio, 2005, da Coleção Senac de Fotografia.

Comentário Crítico

Desde 1990, Paula Sampaio dedica-se à documentação de comunidades formadas às margens de grandes rodovias como Belém-Brasília e Transamazônica, abertas a partir do fim dos anos 1950. Na década de 1970, o regime militar atrai milhares de famílias para o Norte do país por meio de concessões de lotes de terra e incentivos à instalação de empresas na Amazônia. No entanto, em poucos anos, a construção de estradas e a maior parte dos projetos de assentamento são abandonados, deixando os colonos sem infra-estrutura urbana básica. Por isso, muitos migram para cidades como Belém, Altamira e Marabá, no Pará, provocando crescimento desordenado e invasões de áreas metropolitanas.

Centrada no dia-a-dia das pessoas, Sampaio mostra a rodovia Transamazônica inacabada, a precariedade do sistema de saúde e educação e a vida dos sem-terra na capital paraense. Além de explicitar problemas socioambientais, apresenta aspectos da cultura local, como o comércio, os ritos religiosos e as brincadeiras infantis. Ela trabalha com pontos de vista diversificados, nos quais fica evidente sua interação com os retratados. A câmera se faz presente por meio de ângulos que fogem à altura dos olhos, contra-luzes e enquadramentos com objetos e corpos fragmentados.

Seu trabalho se alinha à tradição do fotodocumentarismo desenvolvido a partir do segundo pós-guerra, quando fotógrafos independentes, como o norte-americano Eugene Smith (1918 - 1979), passam a produzir ensaios com a intenção de conciliar a denúncia de problemas sociais a uma visão explicitamente subjetiva.

Acervos

Acervo da Fundação Biblioteca Nacional (Rio de Janeiro, RJ)
Coleção Pirelli/Masp de Fotografia (São Paulo SP)
Fundação Nacional de Arte
Fundação Romulo Maiorana (Belém, PA)
Instituto Cultural Judaico Marc Chagall (Porto Alegre, RS)

Exposições Individuais

2005 - França - Une Certaine Amazonie, no Centre de Promotion du Livre de Jeunesse et Fotoativa
2005/2006 - São Paulo SP - Antônios e Cândidas Têm Sonhos, na Fnac
2005/2006 - Rio de Janeiro RJ- Antônios e Cândidas Têm Sonhos, na Fnac
2005/2006 - Brasília DF - Antônios e Cândidas Têm Sonhos, na Fnac

Exposições Coletivas

1992 - Belém PA - 11º Salão Arte Pará, na Fundação Romulo Maiorana
1993 - Belém PA - 12º Salão Arte Pará, na Fundação Romulo Maiorana
1993 - Curitiba PR  - 2ª Mostra de Escultura João Turin 
1993 - Belém PA - Racismo e Discriminação, Salão Nacional de Fotografias, Instituto Marc Chagall - menção honrosa
1993 - Rio de Janeiro RJ - Ver o Círio Passar, no Ibac
1993 - São Paulo SP - Fotografia Brasileira Contemporânea: anos 50 a 90, no Sesc Pompéia
1994 - Belém PA - 13º Salão Arte Pará, na Fundação Romulo Maiorana - prêmio aquisição
1994 - Belém PA - Fotoativa 10 Anos
1994 - Salvador BA - 3º Salão de Arte Fotográfica, na Galeria Canizares
1994 - Rio de Janeiro RJ - Flagrantes e Ensaios, na Galeria Sérgio Milliet
1994 - Curitiba PR - Novos Fotógrafos, na Fundação Cultural de Curitiba
1995 - Rio de Janeiro RJ - Fotoativa 10 Anos, na Funarte. Galeria de Fotografia
1995 - Aracaju SE - Mulheres Fotógrafas, na Galeria Avaro Santos
1995 - Rio de Janeiro RJ - 2º Salão Finep de Fotojornalismo, no Espaço Cultural Finep - menção honrosa (duas)
1995 - Beijin (China) - Exposición Fotográfica Con Ojos de Mulher
1996 - Belém PA - 15º Salão Arte Pará, no Museu de Arte do Belém
1996 - Curitiba PR - 1ª Bienal de Fotografia Cidade de Curitiba
1996 - Paris (França) - Brésil Recent Photographic Art From Brazil, no Espaço Cultural Jorge Amado
1996 - Londres (Inglaterra) - Novas Travessias: Recent Photographic Art From Brazil, na The Photographer's Gallery
1998 - São Paulo SP - Amazônicas, no Itaú Cultural
1998 - Nova York (Estados Unidos) - Los Derechos Humanos de las Mujeres y Contra la Violencia, na Galeria da Sede das Nações Unidas
1998 - Quito (Equador) - Los Derechos Humanos de las Mujeres y Contra la Violencia
1998 - Belém PA - 2º Fotonorte, no Museu do Estado do Pará
1998 - São Paulo SP - 8ª Coleção Pirelli/Masp de Fotografias, no Masp
1998 - Beijin (China) - Humanity Photo Awards - menção honrosa
1999 - Berlim (Alemanha) - Amazônia: o Olhar Sem Fronteiras, no Brasilianisches Kulturinstitut in Deutschland
1999 - Quito (Equador) - Amazônia: o Olhar Sem Fronteiras, no Instituto Brasileiro-Equatoriano de Cultura
1999 - São Paulo SP - Brasil: 22 de abril de 1500-1999: 100 fotógrafos retratam o cotidiano do país em 24 horas, no Museu da Imagem e do Som - MIS
2000 - Porto (Portugal) - Brasiliana, no Centro Português de Fotografia
2002 - Belém PA - 21º Salão Arte Pará, na Galeria da Residência
2002 - Beijin (China) - Humanity Photo Awards
2003 - Belém PA - Fotografia Contemporânea Paraense, no Espaço Cultural Casa das Onze Janelas
2005/2006 - Brasília DF - Amrik - Presença Árabe na América do Sul, no Ministério das Relações Exteriores
2005/2006 - Nova York (Estados Unidos) - Amrik - Presença Árabe na América do Sul, no Ministério das Relações Exteriores
2005/2006 - São Paulo SP - Amrik - Presença Árabe na América do Sul, no Ministério das Relações Exteriores
2006 - São Paulo SP - Mulheres Vêem Mulheres, no Senac Lapa Scipião
2006 - Liège  (Bélgica) - 5ª Biennale Internationale de la Photographie et des Arts Visuels de Liège Brasil, no Centre Culturel Les Chiroux
2006 - São Paulo SP - Manobras Radicais, no Centro Cultural Banco do Brasil - CCBB

Fonte: Itaú Cultural

VEJA TAMBÉM

Alexandre Rapoport - Cantata 43
Cantata 43
Gustavo Rosa - Série Barcos
Série Barcos
Renina Katz - Sem Título
Sem Título
Lucy Citti Ferreira - Composição
Composição