Escritoriodearte.com > Artistas > Nelson Nóbrega

Nelson Nóbrega

OBRAS DO ARTISTA

Este artista não possui obras em nosso acervo.

Você possui uma obra deste artista e quer vender?

Após logar no site, clique em 'Avaliações' e envie sua obra.

Leilão de Artes Online

BIOGRAFIA

Nelson Nóbrega (Piracicaba SP 1900 - São Paulo SP 1997)

Pintor, desenhista, gravador, professor.

Inicia estudos de desenho com Joaquim de Matos, discípulo de Almeida Júnior (1850 - 1899). Transfere-se para o Rio de Janeiro e cursa a Escola Nacional de Belas Artes - Enba, onde é aluno de Rodolfo Amoedo (1857 - 1941) e Rodolfo Chambelland (1879 - 1967). Também estuda com Henrique Bernardelli (1858 - 1936) e Eliseu Visconti (1866 - 1944). Retorna a São Paulo e faz sua primeira exposição individual na Galeria Jorge, em 1926. Integra, no fim da década de 1930, a Família Artística Paulista - FAP. Obtém vários prêmios no Salão Nacional de Belas Artes. Dedica-se também ao magistério, ensinando desenho e pintura em diversas entidades educacionais. É fundador e diretor da Escola de Artesanato do Museu de Arte Moderna de São Paulo - MAM/SP, entre 1952 e 1959, e diretor dos cursos livres da Fundação Armando Álvares Penteado - Faap, de 1960 a 1972, além de ministrar aulas em ateliê próprio.

Críticas

"Expõe trabalhos fortemente marcados pelo academicismo. A partir de 1935, seu trabalho torna-se moderno. Durante certo tempo, trabalha com artistas do Grupo Santa Helena. Nóbrega tem utilizado várias técnicas na realização de seus trabalhos: óleo, aquarela, têmpera, afresco, gravura. Ao longo de sua carreira, pinta muitas marinhas. Obtém vários prêmios no Salão Nacional de Belas Artes. Tem trabalhos em numerosas coleções particulares do Brasil e do exterior e figura no acervo de vários museus, entre os quais o Museu de Arte Moderna de Nova York (MoMA)".
18 CONTEMPORÂNEOS. Apresentação de J. Peter Cohn. São Paulo: Dan Galeria, 1987.

"De uma sensibilidade aguda, que se manifesta com grande independência e foge quase sempre da influência modernista para ligar-se ao período pós-romântico. Há nele qualquer coisa de Corot, de certos pintores ingleses do Século XIX..."
Sérgio Milliet
LEITE, José Roberto Teixeira. Dicionário crítico da pintura no Brasil. Rio de Janeiro: Artlivre, 1988.

"Nóbrega, nos seus 80 anos bem vividos, chegou a uma síntese pictórica vital. Para Nóbrega os 'ismos' da moda não interessam. A disciplina, o metier, sim. Cada tela é um desafio, uma experiência nova. Algo a conquistar. Minucioso, perfeccionista, Nóbrega trabalha cada centímetro da tela sem deixar nada ao acaso. Essa dedicação ao ato de pintar, não faz do artista em mero escravo da técnica. Não! A apurada técnica de Nóbrega está a serviço de sua criatividade. É através de sua imaginação, do seu universo mental que sua pintura existe. Nóbrega, nesses longos anos de silêncio, de recolhimento, de deliberada ausência, criou um mundo particular infinitamente rico. Povoado por figuras femininas de extrema delicadeza, esse mundo, em essência 'proustiano', nos fala de algo que o escritor nos revelou no início do século e Nelson Nóbrega, agora, pinta com admirável contemporaneidade".
Charles Von Schmidt
NELSON Nóbrega. Apresentação de Charles Von Schmidt. São Paulo: Dan Galeria, 1989, s. p.

Exposições Individuais

1926 - São Paulo SP - Primeira individual, na Galeria Jorge
1927 - Ribeirão Preto SP - Individual
1935 - São Paulo SP - Individual, no Palácio das Arcadas
1938 - São Paulo SP - Individual, na Galeria Barão de Itapetininga
1940 - São Paulo SP - Individual, na Sala Samuel Ribeiro
1942 - São Paulo SP - Individual, na Galeria Casa e Jardim
1943 - São Paulo SP - Individual, na Galeria Itá
1944 - São Paulo SP - Individual, na Galeria Itá
1989 - São Paulo SP - Individual, na Dan Galeria

Exposições Coletivas

1921 - Rio de Janeiro RJ - 28ª Exposição Geral de Belas Artes, na Enba
1922 - Rio de Janeiro RJ - 29ª Exposição Geral de Belas Artes, na Enba
1934 - São Paulo SP - 1º Salão Paulista de Belas Artes, na Rua 11 de Agosto - Prêmio Prefeitura de São Paulo
1935 - São Paulo SP - 2º Salão Paulista de Belas Artes - Prêmio Prefeitura de São Paulo
1935 - São Paulo SP - 3º Salão Paulista de Belas Artes - menção honrosa
1936 - São Paulo SP - 4º Salão Paulista de Belas Artes - medalha de bronze
1937 - São Paulo SP - 1º Salão de Maio, no Esplanada Hotel de São Paulo
1937 - São Paulo SP - Grupo Almeida Júnior, no Palácio das Arcadas
1938 - Nova York (Estados Unidos) - Coletiva, na Charles Goldsmith's Gallery
1939 - Nova York (Estados Unidos) - Feira Mundial de Nova York
1939 - São Paulo SP - 2º Salão da Família Artística Paulista, no Automóvel Clube
1939 - São Paulo SP - 6º Salão Paulista de Belas Artes.
1940 - Nova York (Estados Unidos) - Feira Mundial de Nova York
1940 - Porto Alegre RS - 2º Salão do Instituto de Belas Artes do Rio Grande do Sul
1940 - Rio de Janeiro RJ - 3º Salão da Família Artística Paulista, no Palace Hotel
1940 - Rio de Janeiro RJ - 46º Salão Nacional de Belas Artes, no MNBA - medalha de bronze
1940 - São Paulo SP - 7º Salão Paulista de Belas Artes
1941 - Rio de Janeiro RJ - 47º Salão Nacional de Belas Artes, no MNBA - medalha de prata
1941 - São Paulo SP - 1º Salão de Arte da Feira Nacional de Indústrias, no Parque da Água Branca.
1943 - Rio de Janeiro RJ - 49º Salão Nacional de Belas Artes, no MNBA
1943 - São Paulo SP - Nelson Nóbrega, Clóvis Graciano e Francisco Rebolo, na Galeria Itá
1944 - Londres (Inglaterra) - Exhibition of Modern Brazilian Paintings, na Royal Academy of Arts
1944 - Rio de Janeiro RJ - 50º Salão Nacional de Belas Artes, no MNBA
1944 - São Paulo SP - 8º Salão do Sindicato dos Artistas Plásticos, na Galeria Prestes Maia
1944 - São Paulo SP - Anita Malfatti, Clóvis Graciano, Hilde Weber, Alfredo Volpi, Nelson Nóbrega, Francisco Rebolo, na Galeria Jaraguá
1944 - São Paulo SP - Bonadei e Nelson Nóbrega, na Livraria Brasiliense
1944 - São Paulo SP - Exposição de Pintura Moderna Brasileira-Norte-Americana, na Galeria Prestes Maia
1946 - São Paulo SP - 10º Salão do Sindicato dos Artistas Plásticos, na Galeria Prestes Maia
1947 - São Paulo SP - 11º Salão do Sindicato dos Artistas Plásticos, na Galeria Prestes Maia
1949 - Rio de Janeiro RJ - Exposição da Pintura Paulista, no Ministério da Educação e Saúde
1949 - Salvador BA - 1º Salão Baiano de Belas Artes, no Hotel Bahia
1950 - São Paulo SP - Alfredo Volpi, Nelson Nóbrega, Zanini, Francisco Rebolo, na Galeria Domus
1951 - São Paulo SP - 1ª Bienal Internacional de São Paulo, no Pavilhão do Trianon
1951 - São Paulo SP - 1º Salão Paulista de Arte Moderna, na Galeria Prestes Maia
1959 - São Paulo SP - 40 Artistas do Brasil, na Galeria São Luís
1967 - São Paulo SP - A Família Artística Paulista: trinta anos depois, no Auditório Itália
1976 - São Paulo SP - Os Salões: da Família Artística Paulista, de Maio e do Sindicato dos Artistas Plásticos de São Paulo, no Museu Lasar Segall
1985 - Londres (Inglaterra) - 2nd International Contemporary Art Fair, na Brompton Gallery
1987 - São Paulo SP - 18 Contemporâneos, na Dan Galeria

Exposições Póstumas

2004 - São Paulo SP - Gabinete de Papel, no CCSP

Fonte: Itaú Cultural

VEJA TAMBÉM

Marcos Garrot - Sem Título - Série Formas Circulare
Sem Título - Série Formas Circulare
Maria Freire - Vibrante Nº5
Vibrante Nº5
Tuneu - Reflexo
Reflexo
Walter Lewy - Sistema Binário
Sistema Binário