Escritoriodearte.com > Artistas > Monica Barth Pereira

Monica Barth Pereira

OBRAS DO ARTISTA

Este artista não possui obras em nosso acervo.

Você possui uma obra deste artista e quer vender?

Após logar no site, clique em 'Avaliações' e envie sua obra.

BIOGRAFIA

Monica Barth Pereira (São Paulo SP 1961)

Pintora, desenhista e artista multimídia.

Forma-se em publicidade e propaganda pela Fundação Armando Álvares Penteado - Faap em 1982. Entre 1979 e 1990 participa de cursos de artes, desenho, gravura em metal e pintura ministrados por artistas como Carlos Fajardo, Dudi Maia Rosa, entre outros. Em 1989 estuda os processos artesanal e oriental de fabricação de papel. Nesse mesmo ano, participa do Grupo de Aquarela com Ubirajara Ribeiro. Desde 1991 leciona no curso de educação artística da Faculdade de Artes Plásticas da Faap, além de promover em seu ateliê cursos para grupos de estudos de teoria e prática do desenho e desenvolver trabalhos voltados à arte-educação para museus, formando monitores e criando oficinas culturais. Das principais premiações que recebe, destacam-se a menção especial do 50º Salão Paranaense de Curitiba em 1993, e o Prêmio Gunther, concedido pelo Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo - MAC/USP em 1995.

Comentário Crítico

Os trabalhos iniciais de Mônica Barth exploram a temática urbana. Em obras como São Paulo I, 1982, a cidade aparece fragmentada, soma de sobreposições de ícones urbanos, como o poste de luz e a fiação elétrica. Em Instalações B, 1987 e Na Cidade, 1988, há uma tentativa de revelar o espaço urbano que, todavia, apenas se insinua, sem conseguir formar um todo ou mostrar-se integralmente.

A partir de meados da década de 1990, Barth orienta sua pesquisa para a transparência e a escrita, em obras como Percurso de Textos, 1996 e Diário de Transparências, 1995. Sobre tais trabalhos, a artista comenta que na transparência e no vazio surge a memória do próprio processo de trabalho, envolvendo registros e anotações fragmentadas, remetendo a diversas etapas sobrepostas. Em outras obras, Barth substitui o plano transparente e reproduz fragmentos de textos empregando óleo sobre tela, como em Diário de Textos n°6, 1997 e Diário de Textos n°15, 1998. A crítica Nancy Betts observa que, nessas telas, a letra se torna rígida e despersonalizada, o que confere ao todo um caráter mecânico. Condensados e descontextualizados, os fragmentos de texto sugerem tensões, fraturas e isolamento.

Em 1997, Barth realiza para o Projeto Parede do Museu de Arte Moderna de São Paulo - MAM/SP a obra Textos de Percurso: El Gesto de Pintar, na qual utiliza tipos móveis de madeira sustentados por canaletas para reconstruir fragmentos de texto do filósofo Vilém Flusser.

Acervos

Flusser Archiv, The Berlin University of the Arts, Berlin  Alemanha
Espaço Cultural dos Correios, Rio de Janeiro RJ
Museu de Arte Brasileira - MAB/FAAP - São Paulo SP
Museu de Arte Contemporânea do Paraná - MAC/PR - Curitiba PR
Museu de Arte Moderna de São Paulo - MAM/SP - São Paulo SP

Críticas

"Mônica (...) apresenta a cidade dela (apesar de haver mais, muito mais) que permeia o trabalho como temática seja no microcosmo - a visão do ateliê, seu ambiente mais imediato, seja na amplitude que desfila na janela dela e até onde ela leva naquela síntese do Brasil e porta de entrada de notícias estrangeiras, mostrando ora a agressividade dos prédios imensos ora o lirismo de doces luminárias de postes".
Rosirene Gemael
GEMAEL, Rosirene. A cidade placenta, cria e geratriz. Correio de Notícias, Curitiba, 20 mar. 1987.

"Uma nova ordem transpira nos trabalhos recentes. A letra (forma) torna-se rígida e despersonalizada, impessoal, conferindo ao todo um caráter mecânico. O borrado, o tremido, os riscos e os erros, resíduos do esforço físico de pintar/carimbar/gravar passam despercebidos ante esta implacável configuração. Condensados, ilhados os fragmentos dos textos sugerem tensões, fraturas, isolamentos. A transição publica não mais a tranqüilidade, a intimidade ou a transcendência. Aludem, sim, a um enigmático mundo contemporâneo, multifacetado, esfacelado, misterioso, sofisticado e complexo".
Nancy Betts
BETTS, Nancy. In: BARTH, Mônica. Diário de textos. Curadoria Nancy Betts; apresentação Nancy Betts. São Paulo : Escritório de Arte Rosa Barbosa, 1998. folha dobrada, il.

Exposições Individuais

1986 - São Paulo SP - Monica Barth: desenhos e pinturas, na Galeria Sesc Paulista
1987 - Curitiba PR - Individual, na Fundação Cultural de Curitiba
1987 - São Paulo SP - Individual, no Ateliê Beralda Altenfelder, Monica Barth Pereira, Newman Schutze
1989 - Ribeirão Preto SP - Monica Barth: desenhos, pinturas, na Itaugaleria
1990 - São Paulo SP - Monica Barth: desenhos e pinturas, na Itaugaleria
1992 - Brasília DF - Individual, na Itaugaleria
1994 - Campinas SP - Individual, no Centro de Convivência Cultural de Campinas
1994 - São Paulo SP - Individual, no CCSP. Divisão de Artes Plásticas
1995 - Belo Horizonte MG - Individual, no Itaú Cultural
1996 - São Paulo SP - Individual, no MAM/SP
1998 - São Paulo SP - Diário de Textos, no Escritório de Arte Rosa Barbosa
2004 - São Paulo SP - Notas de Rodapé, Galeria Rosa Barbosa

Exposições Coletivas

1981 - Santos SP - 9º Salão de Arte Jovem
1984 - São Paulo SP - 47º Salão Paulista de Belas Artes, na Fundação Bienal
1985 - São Paulo SP - Semana Paulista de Arte Contemporânea, no CCSP
1987 - Piracicaba SP - 19º Salão de Arte Contemporânea de Piracicaba
1987 - Limeira SP - 14º Salão Limeirense de Arte Contemporânea, no Centro Cultural Municipal - Prêmio Prefeitura Municipal
1987 - Marília SP - 1ª Bienal de Arte Contemporânea - prêmio aquisição
1987 - Marília SP - 6º Salão de Artes Plásticas de Marília
1987 - São Paulo SP - Circuito Ateliê Aberto
1987 - Valparaíso (Chile) - 13º Bienal Internacional de Arte
1988 - Curitiba PR - 45º Salão Paranaense, no MAC/PR
1988 - Santo André SP - 16º Salão de Arte Contemporânea de Santo André, no Paço Municipal
1989 - Belo Horizonte MG - 21º Salão Nacional de Arte de Belo Horizonte
1989 - Curitiba PR - 46º Salão Paranaense, no MAC/PR
1989 - Limeira SP - 16º Salão Limeirense de Arte Contemporânea, no Centro Cultural Municipal
1989 - São Paulo SP - 20º Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
1989 - São Paulo SP - Circuito Ateliê Aberto
1990 - Curitiba PR - ApósAquarela: aquarela contemporânea em São Paulo: grupo de estudos da linguagem da aquarela, no Museu Municipal de Curitiba
1990 - Itu SP - ApósAquarela: aquarela contemprânea em São Paulo: grupo de estudos da linguagem da aquarela, no Espaço Cultural Almeida Júnior
1991 - Curitiba PR - 48º Salão Paranaense, no MAC/PR
1991 - Ribeirão Preto SP - 16º Salão de Arte de Ribeirão Preto, na Casa da Cultura de Ribeirão Preto
1992 - Brasília DF - Fernando Perdigão e Mônica Barth, na Itaugaleria
1992 - Curitiba PR - 49º Salão Paranaense, no MAC/PR
1993 - Curitiba PR - 50º Salão Paranaense, no MAC/PR - menção especial
1993 - Piracicaba SP - 25º Salão de Arte Contemporânea de Piracicaba , na Casa das Artes Plásticas Miguel Archanjo Benício d'Assumpção Dutra - Prêmio Aquisição Prefeitura Municipal
1993 - Santos SP - 4ª Bienal Nacional de Santos, no Centro Cultural Patrícia Galvão
1993 - São Paulo SP - 1º Salão Paulista de Aquarelas, na Fasm
1993 - São Paulo SP - Brasil: pequenos formatos, poucas palavras, na Documenta Galeria de Arte
1993 - São Paulo SP - Prêmio Gunther, no MAC/USP
1994 - Curitiba PR - 51º Salão Paranaense, no MAC/PR
1994 - São Paulo SP - Programa Anual de Exposições de Artes Plásticas, no CCSP
1995 - Florianópolis SC - 3º Salão Nacional Victor Meirelles, no Masc
1995 - Havana (Cuba) - Havana'95 International Mail Art Show, no - Museo Nacional de Bellas Artes
1996 - Jacareí SP - Salão de Artes de Jacareí 96, na Fundação Cultural de Jacareí - prêmio aquisição
1996 - São Paulo SP - Avesso do Avesso, no Paço das Artes
1996 - São Paulo SP - Textos de Percurso. El Gesto de Escribir, no Paço das Artes/USP
1997 - São Paulo SP - Pinturas, no Escritório de Arte Rosa Barbosa
1997 - São Paulo SP - Textos de Percurso. El Gesto de Pintar, no MAM/SP
1998 - Belo Horizonte MG - O Suporte da Palavra, no Itaú Cultural
1998 - São Paulo SP - Pinturas, no Escritório de Arte Rosa Barbosa
1998 - Rio de Janeiro RJ - Arte Brasileira no Acervo do Museu de Arte Moderna de São Paulo: doações recentes 1996-1998, no CCBB
1998 - São Paulo SP - Doações Recentes 97/98, no MAM/SP
1998 - São Paulo SP - O Suporte da Palavra, no MAM/SP
1999 - Goiânia GO - Extra-large Extra-small
1999 - Rio de Janeiro RJ - Extra-large Extra-small, no Espaço Cultural dos Correios
1999 - São Paulo SP - Extra-large Extra-small, na Galeria Nara Roesler
1999 - São Paulo SP - Transparências, no Escritório de Arte Rosa Barbosa
2000 - São Paulo SP - 9º Salão Paulista de Arte Contemporânea, no Complexo Cultural Júlio Prestes
2001 - São Paulo SP - Palavra-Figura, no Paço das Artes
2002 - São Paulo SP - Elisabeth Aro, Fábio Carvalho, Monica Barth e Sidney Philocreon, no Escritório de Arte Rosa Barbosa
2002 - São Paulo SP - 1ª SP Arte Contemporânea, no Escritório de Arte Rosa Barbosa, OCA
2003 - Santo André SP - 31° Salão de Arte Contemporânea de Santo André, Casa do olhar
2004 - São Paulo SP - Novas Aquisições: 1995 - 2003, no MAB/Faap
2006 - São Paulo SP - 9 Contemporâneos, no MAB
2008 - São Paulo SP - Intimidade Pública, Éden - Espaço de Experimentação
2008 - São Paulo SP - Par Avion, Exercícios de Epistolografia, Gal. Marta Traba, Memorial da América Latina
2008 - São Paulo SP - Sobre o Desenho, MAB/FAAP
2012 - São Paulo SP - Spreekwoorden, na PUC/SP

Fonte: Itaú Cultural

VEJA TAMBÉM

Mário Gruber - Fantasiado
Fantasiado
Burle Marx - Grumari
Grumari
Manabu Mabe - Sem Titulo
Sem Titulo