Escritoriodearte.com > Artistas > Milton Machado

Milton Machado

OBRAS DO ARTISTA

Este artista não possui obras em nosso acervo.

Você possui uma obra deste artista e quer vender?

Após logar no site, clique em 'Avaliações' e envie sua obra.

BIOGRAFIA

Milton Machado (Rio de Janeiro RJ 1947)

Pintor, desenhista, escultor, crítico, fotógrafo, professor.

Entre 1965 e 1970, Milton Machado da Silva cursa arquitetura e urbanismo na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Rio de Janeiro - FAU/UFRJ. Em 1969, participa da 10ª Bienal Internacional de São Paulo, e conquista, com sua equipe, medalha de prata no Concurso Internacional de Escolas de Arquitetura. Realiza sua primeira individual em 1975, na Galeria Maison de France, no Rio de Janeiro. Na mesma cidade, leciona no Centro de Arquitetura e Artes da Universidade Santa Úrsula, entre 1979 e 1994, e na Escola de Artes Visuais do Parque Lage - EAV/Parque Lage, de 1983 a 1994. Obtém título de mestre em planejamento urbano e regional pela UFRJ em 1985. Muda-se para Londres, em 1994, onde inicia doutorado em artes visuais no Goldsmiths College University of London, concluído em 2000. Volta ao Brasil em 2001 e, em 2002, passa a lecionar história e teoria da arte na Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro - EBA/UFRJ.

Comentário Crítico

Milton Machado inicia sua trajetória artística ao produzir desenhos e aquarelas nos quais predominam letras, frases e sinais gráficos. Na opinião do crítico Roberto Pontual, suas obras parecem solicitar uma leitura que não se desenvolve de forma linear: as partes ou fragmentos não se encaixam facilmente em uma solução ou direção possível. Seus trabalhos inspiram-se em memórias de infância, transportadas para o universo do artista, que afirma: "o desenho tem para mim essencialmente um sentido: o de trazer ao plano da consciência os rumores que me povoam o mundo interno".1

Machado revela interesse pelos problemas e etapas de construção da imagem e utiliza freqüentemente procedimentos como recortes, justaposições e deslocamentos, como em Fugitivo Zero (1987) ou em 21 Formas de Amnésia (1991). Em sua obra é constante também o diálogo entre pintura e escultura, como em Diáfora (1993), em que uma placa de bronze perfurada, colocada sobre uma mesa, é preenchida com filetes de ferro, sugerindo uma pintura geométrica abstrata. Como aponta o crítico Agnaldo Farias, seu trabalho, acima de tudo, é marcado por uma forte orientação conceitual.

Sua produção desde o fim da década de 1980 é amplamente diversificada: realiza instalações nas quais associa imagens e sons, como em HI-FI (Alta Fidelidade), apresentada na Bienal Internacional de São Paulo de 1987, e trabalha com fotografia e vídeo, como na série Sobre a Mobilidade, exposta em 2005.

Nota
1 Citado em PONTUAL, Roberto. Arte brasileira contemporânea: Coleção Gilberto Chateaubriand. Rio de Janeiro: Edições Jornal do Brasil, 1976. p. 391.

Críticas

"Apoiado geralmente em elementos verbais - letras, palavras, legendas e frases inteiras, lado a lado com números e sinais gráficos - o desenho de Mílton Machado recusa-se a ser explícito. Nisto, e em outros pontos de correspondência de linguagem, ele se situa na família espiritual em que se destacam Roberto Magalhães e Waltércio Caldas, por exemplo, embora firmando sempre mais a sua individualidade. Há que ler repetidas vezes cada um de seus pequenos desenhos para ir aos poucos obtendo uma decifração que, na verdade, jamais se encerra. Sua leitura não se desenvolve a nível discursivo, com as partes se encaixando desde logo numa única solução/direção possível; trata-se de leitura por montagem, nunca literária, mas essencialmente ideogramática. Temos, assim, um quebra-cabeça ao inverso. Montado peça a peça, o desenho de Mílton Machado solicita o nosso exercício de desmontá-lo, mentalmente, uma, duas, muitas vezes, para ir dominando a chave do código. A base de cada uma dessas montagens são recordações de infância trazidas para o universo atual do artista - ´o desenho tem para mim essencialmente um sentido: o de trazer ao plano da consciência os rumores que me povoam o mundo interno. Meus desenhos são cartas que chegam do interior´, diz ele próprio. Cartas em que o irônico e o cabalístico convivem de igual para igual, às vezes cáustico o primeiro, outras vezes densamente mágico o segundo".
Roberto Pontual
PONTUAL, Roberto. Arte brasileira contemporânea: Coleção Gilberto Chateaubriand. Rio de Janeiro: Jornal do Brasil, 1976.

"Uma das características essenciais do trabalho de Mílton Machado, cuja decolagem se deu na abertura dos anos 70, é a recusa de ser explícito. No percurso amealhado desde então, interessou-lhe cada vez menos entregar de imediato o sentido das imagens postas em jogo. Ao contrário, dedicou-se decididamente à sua ocultação, construindo quebra-cabeças de solução cada vez mais difícil e improvável - como o dizer que a arte não passa de um imaginoso crime de lesa-conhecimento, entregue à investigação de nós todos depois que o artista o cometeu, escondeu a arma e embaralhou os indícios. Resta a recompensa de descobrir o fio que leva à pista quase invisível de entrada no labirinto. Entrada que não garante a saída, só a vertigem de mergulhar na sua esfinge".
Roberto Pontual
PONTUAL, Roberto. Entre dois séculos: arte brasileira do século XX na coleção Gilberto Chateaubriand. Rio de Janeiro: Jornal do Brasil, 1987.

Acervos

Coleção do Museu de Arte da Pampulha - MAP - Belo Horizonte MG
Coleção Museu de Arte Moderna de São Paulo - MAM/SP - São Paulo SP
Coleção Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro - MAM/RJ - Rio de Janeiro RJ
Museo Cívico Gibellina - Gibellina (Itália)
Museu de Arte Contemporânea - MAC-Niterói - Niterói RJ
Universidade Federal do Espírito Santo - Ufes - Vitória ES
University of Essex - UECLAA - Colchester (Inglaterra)

Exposições Individuais

1975 - Rio de Janeiro RJ - Desenhos e Objetos, na Galeria Maison de France
1981 - Rio de Janeiro RJ - As Férias do Investigador, na Galeria Cesar Aché
1981 - Rio de Janeiro RJ - Conspiração Arquitetura, na Funarte. Galeria Sergio Milliet
1983 - São Paulo SP - (1 = n), na Galeria Luisa Strina
1985 - Rio de Janeiro RJ - Somas e Desarranjos, na Galeria Saramenha
1986 - Vitória ES - V (10 imagens), na Galeria Usina
1987 - Rio de Janeiro RJ - Fugitivo Zero, na Galeria Montesanti
1987 - São Paulo SP - Somas e Desarranjos, na Galeria Luisa Strina
1990 - São Paulo SP - Mundo Novo, na Galeria Luisa Strina 
1991 - Rio de Janeiro RJ - 21 Formas de Amnésia, na Funarte. Galeria Sérgio Milliet
1991 - Sicília (Itália) - Interventi, no Museo Civico Gibellina. Case di Lorenzo
1992 - São Paulo SP - 21 Formas de Amnésia, no CCSP
1993 - São Paulo SP - Objetos de Escultura, na Galeria Luisa Strina
1995 - Londres (Inglaterra) - (1=n) an interval, no Goldsmiths College. Project Room
1998 - Londres (Inglaterra) - About Mobility, no Goldsmiths College. Project Room
2000 - Londres (Inglaterra) - Bits of Plastic Art/Top-sider Information, no Barbican Centre
2001 - Rio de Janeiro RJ - Sobre a Mobilidade, no Paço Imperial. Atelier Finep
2003 - Brasília DF - Sobre a Mobilidade, no Espaço Cultural Contemporâneo Venâncio - Ecco
2003 - Rio de Janeiro RJ - (1=n) um intervalo, na Mercedes Viegas Arte Contemporânea
2005 - São Paulo SP - Sobre a Mobilidade, no Instituto Tomie Ohtake
2006 - Rio de Janeiro RJ - Homem Muito Abrangente, no Museu da República. Galeria do Lago

Exposições Coletivas

1969 - São Paulo SP - 10ª Bienal Internacional de São Paulo - medalha de prata para trabalho em equipe no Concurso Internacional de Escolas de Arquitetura
1971 - Rio de Janeiro RJ - 4º Salão de Verão, no MAM/RJ
1972 - Rio de Janeiro RJ - Arte Fantástica 3, na Galeria Veste Sagrada
1974 - Rio de Janeiro RJ - 23º Salão Nacional de Arte Moderna, no Palácio da Cultura
1974 - Rio de Janeiro RJ - Mostra Lan-Chile, na Galeria Intercontinental
1974 - São Paulo SP - Bienal Nacional 74, na Fundação Bienal
1975 - Rio de Janeiro RJ - 7º Salão de Verão, no MAM/RJ
1975 - Rio de Janeiro RJ - Renovação da Figura, na Galeria Maison de France
1977 - Le Havre (França) - Écritures et Avant-Gardes d'Amérique Latine, na Maison de la Culture
1977 - Rio de Janeiro RJ - Identidade de Artistas, na EAV/Parque Lage
1978 - Rio de Janeiro RJ - Fiberglass, na Praia de São Conrado
1979 - Rio de Janeiro RJ - Cartazes do Cinema Brasileiro, no MIS/RJ
1979 - Salvador BA - Coleção Gilberto Chateaubriand, no Museu do Solar do Unhão
1980 - Belo Horizonte MG - 12º Salão Nacional de Arte Contemporânea de Belo Horizonte, no MAP - Prêmio Banco Mineiro
1981 - Belo Horizonte MG - 13º Salão Nacional de Arte Contemporânea de Belo Horizonte, no MAP 
1981 - Rio de Janeiro RJ - Do Moderno ao Contemporâneo: Coleção Gilberto Chateaubriand, no MAM/RJ
1982 - Lisboa (Portugal) - Do Moderno ao Contemporâneo: Coleção Gilberto Chateaubriand, no Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão
1982 - Londres (Inglaterra) - Brasil 60 Anos de Arte Moderna: Coleção Gilberto Chateaubriand, na Barbican Art Gallery
1982 - Rio de Janeiro RJ - 5º Salão Nacional de Artes Plásticas, no MAM/RJ
1982 - Rio de Janeiro RJ - A Casa, na Galeria GB
1982 - Rio de Janeiro RJ - Que Casa é essa da Arte Brasileira 
1983 - Rio de Janeiro RJ - 6º Salão Nacional de Artes Plásticas, no MAM/RJ
1983 - Rio de Janeiro RJ - Papel, na Galeria Thomas Cohn
1984 - Belo Horizonte MG - Brazil Desenho, no Palácio das Artes
1984 - Londres (Inglaterra) - Portrait of Country: brazilian modern art from the Gilberto Chateubriand collection, na Barbican Gallery
1984 - Rio de Janeiro RJ - Rio de Cor, na EAV/Parque Lage
1984 - São Paulo SP - Coleção Gilberto Chateaubriand: retrato e auto-retrato da arte brasileira, no MAM/SP
1985 - Rio de Janeiro RJ - Brasil Desenho, na na Funarte. Galeria Sérgio Milliet
1985 - Rio de Janeiro RJ - 8º Salão Nacional de Artes Plásticas, no MAM/RJ
1985 - Rio de Janeiro RJ - Atitudes Contemporâneas, na Funarte. Galeria Sérgio Milliet 
1985 - Rio de Janeiro RJ - Velha Mania: desenho brasileiro, na EAV/Parque Lage
1985 - Rio de Janeiro RJ - Rio Narciso, na EAV/Parque Lage
1985 - Vitória ES - 3 Foragidos, na Galeria de Arte e Pesquisa da Ufes
1986 - Rio de Janeiro RJ - Bolsa Ivan Serpa, na Funarte. Galeria Sérgio Milliet 
1986 - Rio de Janeiro RJ - Território Ocupado, na EAV/Parque Lage
1986 - Rio de Janeiro RJ - Coletiva, na Galeria Montesanti
1986 - Rio de Janeiro RJ - Coletiva, na Galeria Cesar Aché
1986 - São Paulo SP - 12 Anos, na Galeria Luisa Strina
1986 - Vitória ES - Coletiva, na Galeria Usina
1987 - Rio de Janeiro RJ - Ao Colecionador: homenagem a Gilberto Chateaubriand, no MAM/RJ
1987 - São Paulo SP - 19ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
1988 - Rio de Janeiro RJ - Expressão e Conceito, na Galeria Gilberto Chateaubriand
1989 - Belo Horizonte MG - Cada Cabeça Uma Sentença
1989 - Juiz de Fora MG - Cada Cabeça Uma Sentença, no Museu Mariano Procópio
1989 - Ouro Preto MG - Cada Cabeça Uma Sentença, na Casa da Boronesa
1989 - Rio de Janeiro RJ - Rio Hoje, no MAM/RJ
1989 - Rio de Janeiro RJ - O Mestre à Mostra, na EAV/Parque Lage
1989 - Rio de Janeiro RJ - Cada Cabeça Uma Sentença, no MNBA
1989 - São Paulo SP - Cada Cabeça Uma Sentença, no MAM/SP
1989 - São Paulo SP - O Pequeno Infinito e o Grande Circunscrito, na Arco Arte Contemporânea Galeria Bruno Musatti
1990 - Colônia (Alemanha) - 24. Internationaler Künstmarkt Köln - stand Galeria Luisa Strina
1990 - Grenoble (França) - Façades Imaginaires, no Laboratoire Évenements Urbains
1990 - Roma (Itália) - Frida Baranek, Ivens Machado, Milton Machado, Daniel Senise, Angelo Venosa, na Galleria Sala-1
1990 - São Paulo SP - 21º Panorama de Arte Atual Brasileira, no MAM/SP - primeiro prêmio de desenho
1991 - Basiléia (Suíça) - Art 22´91. International Art Fair - stand Galeria Luisa Strina
1991 - Rio de Janeiro RJ - Imagem sobre Imagem, no Espaço Sergio Porto
1991 - Rio de Janeiro RJ - Processo nº 738.765-2, na EAV/Parque Lage e no MNBA
1991 - Rio de Janeiro RJ - Rio Mostra, na EBA/UFRJ
1992 - Curitiba PR - 10ª Mostra da Gravura Cidade de Curitiba/Mostra América, no Museu da Gravura
1992 - Rio de Janeiro RJ - 1ª A Caminho de Niterói: Coleção João Sattamini, no  Paço Imperial
1992 - Rio de Janeiro RJ - Eco-Sensorial: extrativismo urbano, na EAV/Parque Lage
1992 - São Paulo SP - Anos 60/70: Coleção Gilberto Chateubriand/Museu de Arte Moderna-RJ, na Galeria de Arte do Sesi
1992 - Vitória ES - Visões de Vitória, na Galeria de Arte e Pesquisa da Ufes
1993 - Brasília DF - Um Olhar sobre Joseph Beuys, na Fundação Athos Bulcão
1993 - Rio de Janeiro RJ - O Papel do Rio, no Paço Imperial
1993 - Rio de Janeiro RJ - O Rio de Janeiro na Coleção Gilberto Chateaubriand, no MAM/RJ
1993 - São Paulo SP - O Desenho Moderno no Brasil: Coleção Gilberto Chateaubriand, na Galeria de Arte do Sesi
1993 - São Paulo SP - Acervo João Sattamini/Museu de Arte Contemporânea de Niterói, no CCSP
1994 - Basiléia (Suíça) - Art 25´94. International Art Fair - stand Galeria Luisa Strina
1994 - Rio de Janeiro RJ - O Desenho Moderno no Brasil: Coleção Gilberto Chateubriand, no MAM/RJ
1994 - Rio de Janeiro RJ - Arte com a Palavra - Coleção Gilberto Chateaubriand/MAM/RJ, na Bolsa de Valores do Rio de Janeiro
1994 - Rio de Janeiro RJ - Trincheiras: arte e política no Brasil, no MAM/RJ
1994 - San Juan (Porto Rico) - Pequeño Formato Latinoamericano, na Galeria Luigi Marrozzini
1994 - São Paulo SP - Bienal Brasil Século XX, na Fundação Bienal
1994 - São Paulo SP - 20 Anos de Arte Brasileira, Masp
1995 - Colchester (Inglaterra) - Continuum - Brazilian Art 1960-90
1995 - Rio de Janeiro RJ - O Papel da Coleção, no Paço Imperial
1998 - Busan (Coréia do Sul) - Best Collections from Museums of Sister Cities, no Busan Metropolitan Art Museum
1998 - Londres (Inglaterra) - About Mobility, no Project Room, Goldsmiths College
1998 - Niterói RJ - Espelho da Bienal, no MAC/Niterói
1998 - São Paulo SP - O Moderno e o Contemporâneo na Arte Brasileira: Coleção Gilberto Chateaubriand - MAM/RJ, no Masp
1999 - Rio de Janeiro RJ - Cotidiano/Arte. Objeto Anos 60/90, no MAM/RJ
1999 - Rio de Janeiro RJ - Mostra Rio Gravura. Coleção Mônica e George Kornis, no Espaço Cultural dos Correios
1999 - São Paulo SP - Cotidiano/Arte. Objeto Anos 60/90, no Itaú Cultural
1999 - São Paulo SP - Cotidiano/Arte. Objeto Anos 90, no Itaú Cultural
2000 - Aachen (Alemanha) - Laboratorium: Continental Shift, no Ludwig Forum für Internationale Kunst
2000 - Colchester (Inglaterra) - Outros 500: highlights of brazilian contemporary art in ECLAA, na University of Essex. Albert Sloman Library 
2000 - Londres (Inglaterra) - Other Modernities, na The London Institute Art Gallery
2000 - Londres (Inglaterra) - Trans-Latin Highway, na 291 Gallery
2000 - Niterói RJ - Pinturas na Coleção João Sattamini, no MAC/Niterói
2000 - Rio de Janeiro RJ - Situações: arte brasileira anos 70, na Fundação Casa França-Brasil
2000 - Rio de Janeiro RJ - Arte e Palavra - Coleção Gilberto Chateaubriand, no MAM/RJ
2001 - Niterói RJ - Perto e Longe por um Fio, no Espaço Cultural Paschoal Cittadino
2001 - Recife PE - Arte e Palavra - Coleção Gilberto Chateaubriand, no MAMAM
2001 - Rio de Janeiro RJ - 9ª Universidarte, na Universidade Estácio de Sá. Galeria Maria Martins
2001 - Rio de Janeiro RJ - Constelação, no MAM/RJ
2001 - Rio de Janeiro RJ - Aquarela Brasileira, no Centro Cultural Light
2001 - Rio de Janeiro RJ - O Espírito de Nossa Época, no MAM/RJ
2001 - São Paulo SP - O Espírito de Nossa Época, no MAM/SP
2002 - Goiânia GO - 2º Salão Nacional de Arte de Goiás, no Flamboyant Shopping Center
2002 - Londres (Inglaterra) - Modernity and Identity: architectures, the nature of the city, na Gallery 32
2002 - Niterói RJ - Diálogo, Antagonismo e Replicação na Coleção Sattamini, no MAC/Niterói
2002 - Rio de Janeiro RJ - A Imagem do Som do Rock Pop Brasil, no Paço Imperial
2002 - Rio de Janeiro RJ - Artefoto, no CCBB
2002 - Rio de Janeiro RJ - Caminhos do Contemporâneo 1952-2002, no Paço Imperial
2002 - Rio de Janeiro RJ - Entre a Imagem e a Palavra: módulo 2, no Sala MAM-Cittá América
2002 - São Paulo SP - Mapa do Agora: arte brasileira recente na Coleção João Sattamini do Museu de Arte Contemporânea de Niterói, no Instituto Tomie Ohtake
2002 - São Paulo SP - Territórios, no Instituto Tomie Ohtake
2003 - Brasília DF - Artefoto, no CCBB 
2003 - Colchester (Inglaterra) - Alternating Currents, na The Minorities Art Gallery 
2003 - Rio de Janeiro RJ - 11ª Universidarte. Galeria Especial, na Universidade Estácio de Sá
2003 - Rio de Janeiro RJ - Bandeiras do Brasil, no Museu da República
2004 - Juiz de Fora MG - Dimensões do Feérico, no Centro de Estudos Murilo Mendes
2004 - Rio de Janeiro RJ - 30 Artistas, no Mercedes Viegas Escritório de Arte
2004 - Rio de Janeiro RJ - Arte Contemporânea Brasileira nas Coleções do Rio, no MAM/RJ
2005 - Rio de Janeiro RJ - Aspectos da Coleção Gilberto Chateaubriand 1960-1970: arte contemporânea - os primeiros anos, no MAM/RJ
2005 - Salvador BA - Coleção Gilberto Chateaubriand, no MAM/BA

Fonte: Itaú Cultural

VEJA TAMBÉM

Escola Cusquenha - Cenas do Cotidiano
Cenas do Cotidiano
John Graz - Paisagem
Paisagem
Octávio Araújo - Pequeno Místico
Pequeno Místico