Escritoriodearte.com > Artistas > Mauro Claro

Mauro Claro

OBRAS DO ARTISTA

Este artista não possui obras em nosso acervo.

Você possui uma obra deste artista e quer vender?

Após logar no site, clique em 'Avaliações' e envie sua obra.

BIOGRAFIA

Mauro Claro (São Paulo SP 1955)

Pintor, desenhista, arquiteto, professor.

Forma-se arquiteto pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo - FAU/USP, em 1979. Em paralelo, na Escola Brasil:, dedica-se ao aprendizado das artes, sendo aluno de Carlos Fajardo, Luiz Paulo Baravelli, Frederico Nasser e José Resende. Entre 1984 e 1989, exerce a função de orientador no ateliê de artes plásticas do Museu Lasar Segall, em São Paulo. Em 1992 e 1993, leciona no Departamento de Arquitetura da Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo e, desde 1999, na Faculdade de Comunicação e Artes da Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo. Recebe o prêmio aquisição no 13º Salão de Arte de Santo André, São Paulo, 1985, e no ano seguinte o Prêmio Cia. Suzano de Papéis, no 4º Salão Paulista de Arte Contemporânea, São Paulo.

Críticas

"Como disse uma vez Milton Dacosta, um pintor não é filho do pai e da mãe, mas de outro pintor. Mauro Claro não é exceção. Ele descende em linha direta dos expressionistas abstratos americanos dos anos 50 e da pop art dos anos 60. Entre os parentes geograficamente mais próximos, ele reconhece Henrique Boese, Iberê Camargo, Fajardo e Baravelli. Com esses pintores Mauro se sente irmanado quando faz um gesto expressivo com a cor, quando explora a tensão entre os planos, ou o enquadramento inquietante das figuras que até 1986 habitaram seus trabalhos. As pinturas sobre tela, sobre papel e os pastéis feitos entre 87 e 88 (...) significam uma opção decidida pela abstração, mas resultam do período imediatamente anterior, quando o suporte da sua gestualidade dramática era o corpo humano - fase que ele chama ´os homens´. (...) É essa linguagem expressionista e gestual que ele traz para sua pintura abstrata. As manchas expressivas de cor que antes invadiam os corpos seminus e as roupas, agora estão livres da referência figurativa. É como se Mauro tivesse aproximado mais e mais a objetiva de sua máquina fotográfica, deixando para fora de seu campo de visão o suporte humano. Ele agora faz ampliações das zonas de cor, em que o desenho é a própria pincelada, a linha é gesto, traçando limites entre as cores. (...) Mauro Claro é um artista jovem mas de estilo vigoroso e pessoal, que poderíamos chamar de abstrato figurado, pois a sua pintura é abstrata, mas povoada de alegorias, de metáforas".
Vera d'Horta
MAURO Claro: Ana Alice Francisquetti, Flávia Fernandes, Nelson Cury: formas & cores. Textos de Vera d'Horta e Radha Abramo. São Paulo: Paço das Artes, 1989.

"A figura humana, os torsos masculinos fragmentados que habitaram a obra de Mauro Claro podem ainda estar presentes de modo sub-reptício em suas pinturas mais recentes. A abolição da figura manteve os contrastes fluentes da cor e a dinâmica alerta; mas, com o estilhaçamento da figura e o abandono do referencial, o eixo gravitacional foi rompido. Os planos contrastados de cores violentas e o gesto expressionista, entrecortados por linhas negras expandidas detonam qualquer possibilidade de representação, um percurso que pode ser detectado, por exemplo, em Pollock, quando abandonou a figuração: o olho passa a trafegar sem trégua, nômade, errático, conduzido pelos elementos pictóricos que se afirmam por si mesmos (...). Se para Mauro Claro a figura esvaiu-se e o ícone foi retalhado, a reverberação do gesto agora captura o todo sem distinção hierárquica, impedindo a prefixação do sentido e mobilizando continuamente as formas, que passam a constituir objetos de pulsão".
Stella Teixeira de Barros
BARROS, Stella Teixeira de. In: Alexandre Martins Fontes, Mauro Claro, Marcelo Villares, Geraldo Souza Dias. São Paulo: MAM/SP, 1991.

Acervos

Museu de Arte Moderna de São Paulo - MAM/SP - São Paulo SP
Museu de Artes do Rio Grande do Sul - Margs - Porto Alegre RS

Exposições Individuais

1983 - São Paulo SP - Individual, na FAU/USP
1984 - São Paulo SP - Desenhos, no Espaço Cultural DHL
1986 - São Paulo SP - Singularidades e Afinidades, no Sesc Pompéia
1987 - São Paulo SP - Individual, no Ateliê Cecilia Abs André e Mauro Claro
1989 - Ribeirão Preto SP - Mauro Claro: pinturas, no Ribeirão Shopping
1989 - São Paulo SP - Mauro Claro: pinturas, no Paço das Artes
1993 - São Carlos SP - Futuro Anterior, no Centro Cultural USP - Campus de São Carlos
1994 - São Paulo SP - Individual, no CCSP

Exposições Coletivas

1976 - São Paulo SP - Grande São Paulo 76, no Masp
1984 - São Paulo SP - Coletiva de Novos, no Espaço Cultural DHL
1985 - Santo André SP - 13º Salão de Arte Contemporânea de Santo André, no Paço Municipal - prêmio aquisição
1985 - São Paulo SP - 3º Salão Paulista de Arte Contemporânea, na Fundação Bienal
1985 - São Paulo SP - E o Desenho?, no Espaço Humberto Tecidos
1985 - São Paulo SP - Pinturas, no Paço das Artes
1986 - Brasília DF - Mostra do Acervo, na Oscar Seraphico Galeria de Arte
1986 - Porto Alegre RS - Caminhos do Desenho Brasileiro, no Margs
1986 - São Paulo SP - 4º Salão Paulista de Arte Contemporânea, na Fundação Bienal - Prêmio Cia. Suzano de Papéis
1986 - São Paulo SP - Pequenos Formatos, na Galeria Paulo Figueiredo
1986 - São Paulo SP - Singularidades e Afinidades, no Sesc Pompéia
1987 - Brasília DF - Mostra do Acervo, na Oscar Seraphico Galeria de Arte
1987 - São Paulo SP - 5º Salão Paulista de Arte Contemporânea, na Pinacoteca do Estado
1987 - São Paulo SP - Circuito Ateliê Aberto, organizado pelo IAB/SP
1988 - São Paulo SP - 5 Artistas-Arquitetos, no IAB/SP
1988 - São Paulo SP - 6º Salão Paulista de Arte Contemporânea
1989 - São Paulo SP - Itaca, na Kramer Galeria de Arte
1991 - São Paulo SP - Alexandre Martins Fontes, Mauro Claro, Marcelo Villares, Geraldo Souza Dias, no MAM/SP
1992 - Recife PE - Pinturas, na Artespaço Galeria de Arte
1992 - São Paulo SP - Pinturas, na Galeria Montesanti Roesler
1994 - São Paulo SP - Ainda a Figura, no MAM/SP
1994 - São Paulo SP - Programa Anual de Exposições de Artes Plásticas, no CCSP
1996 - São Paulo SP - Figura e Paisagem no Acervo do MAM: homenagem a Volpi, no MAM/SP

Fonte: Itaú Cultural

VEJA TAMBÉM

Ivone Alder - Alma Gêmeas
Alma Gêmeas
Willys de Castro - Estudo para Cartaz da V Bienal de SP
Estudo para Cartaz da V Bienal de SP
Marcelo Grassmann - Guerreiro com Cavalo
Guerreiro com Cavalo
Arcangelo Ianelli - Sem Título
Sem Título