Escritoriodearte.com > Artistas > Maria dos Anjos Abrantes

Maria dos Anjos Abrantes

OBRAS DO ARTISTA

Este artista não possui obras em nosso acervo.

Você possui uma obra deste artista e quer vender?

Após logar no site, clique em 'Avaliações' e envie sua obra.

Leilão de Artes Online

BIOGRAFIA

Maria dos Anjos Abrantes Marques de Oliveira (Nisa, Portugal 1949)

Pintora.

Passa a infância na aldeia de Fratel, Distrito de Castelo Branco onde realiza seus primeiros desenhos. Em 1969, transfere-se para o Brasil. De 1980 a 1982, freqüenta a Escola Panamericana de Arte, em São Paulo, onde tem como professores Juarez Magno, Martins de Porangaba e outros. Em 1983, estuda pintura com Josael de Oliveira e freqüenta sessões de modelo vivo na Pinacoteca do Estado. Entre 1984 e 1987 recebe orientação em desenho, pintura e composição de Martins de Porangaba e Thomaz. Gradua-se em educação artística pela Faculdade de Belas Artes de São Paulo em 1988. Em 1991, ministra curso sobre luz e cor na Faculdade de Belas-Artes de Osaka, em Osaka (Japão). Coordena a Exposição Luso-Nipo-Brasileira, realizada no MAB/Faap em 1993. Em 2001, integra a Bienal Internacional de Pintura de Cuenca (Equador). É membro da Sociedade Nacional de Belas Artes (Portugal) e da Academia Lusíada de Ciências, Letras e Artes. É membro do Conselho Estadual Parlamentar das Comunidades de Raízes Estrangeiras, da Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo.

Críticas

"De formação artística tradicional, Maria dos Anjos começa a pintar como uma criança, ou seja, descobre maravilhada que a arte espontânea, sem preocupações com rebuscamentos formais, colorísticos e rítmicos, pode ter o mesmo sabor e vitalidade que as obras ´eruditas´, resultantes do desenvolvimento de linguagens visuais complexas e ´elaboradas´. (...) O resultado é uma pintura espontânea, franca e verdadeira. Uma pintura que promete desenvolvimento, mas que já se afirma como uma realidade".
Enock Sacramento
MARIA dos Anjos. Texto de Enock Sacramento. (Curriculum do artista).

"A obra pictórica dessa portuguesa de Nisa é uma suave orquestração de subtilezas, embora não esconda o vigor de seu caráter. Ela vai buscar em cenas do quotidiano e em suas memória o referencial para o desenvolvimento de uma pintura que não é mais uma promessa, mas uma realidade. A pintura que Maria dos Anjos vem realizando ultimamente com têmpera vinílica sobre tela surpreende pela espontaneidade, pelo harmonioso diálogo entre formas, cores e ritmos. Trata-se de uma obra intimista, lírica, que remete ao domínio do sensível e do poético".
Enock Sacramento
SACRAMENTO, Enock. A pintura de Maria dos Anjos In: MARIA DOS ANJOS : pintura.  Lisboa : Galeria Barata, 1998.

"Maria dos Anjos, artista sensível às transformações culturais do mundo contemporâneo, realiza uma obra pictórica envolta nas vibrações líricas de pinceladas ágeis que descrevem rupturas reveladoras de outras fontes e dimensões de criação. A pintura representa para Maria dos Anjos um caminho, um encontro com as aflições de um tempo extremamente complexo, além de empolgante nas aberrações comportamentais de uma sociedade que busca infindáveis inovações.

Paralelamente à pintura, Maria dos Anjos tem desenvolvido um magnífico trabalho na confecção de papéis artesanais, manipulando fibras vegetais. As texturas dos papéis são surpreendentes permitindo a concretização de obras vinculadas a uma linguagem pictórica em incursões tanto experimentais como definitivas, realçando sutilezas formais e cromáticas.

Arrojo na confecção e rigor na técnica são alguns dos caminhos percorridos por Maria dos Anjos que alcança o equilíbrio estético no fluxo de criação, vislumbrando nas instigantes fórmulas de feitura do papel artesanal, ilimitadas possibilidades plásticas".
José Henrique Fabre Rolim
ROLIM, José Henrique Fabre. Transparências e Texturas em Confronto In: NAVENGANDO Sonhos. Porto : Galeria de Arte Café Majestic, 1999.

"(...) a artista plástica Maria dos Anjos trabalha, com extrema habilidade e rara sensibilidade, a combinação das cores do seu Alentejo natal, as embarcações e o mar, um conjunto que representa a sua própria travessia rumo ao desconhecido. Foi tirando todo o proveito da ousadia necessária para enfrentar mudanças, que Maria dos Anjos se dedicou e se dedica, cada vez com mais intensidade, à pesquisa de novas técnicas e novos materiais para o seu trabalho".
Fernando Kassab
UM OLHAR por sobre o mar. Póvoa de Varzim : Biblioteca Municipal Rocha Peixito, 2000.

Depoimentos

"Esta marcante visita ao Japão ocorreu em abril de 1991, onde me perdi com tantos museus para ver. Dentre os principais, gostaria de citar o 'Yamato Bunkakan' na região de Nara, quase totalmente dedicado à memória dos portugueses.

Assisti também a um dos mais belos espetáculos que a natureza nos proporciona: 'SAKURA' (HANA-MI). Este fenômeno só acontece durante dez dias no mês de abril e consiste no cair das pétalas das flores de cerejeira. Recostei-me ao tronco de uma delas e deixei que suas pétalas deslizassem sobre mim. A partir daí, senti com toda minha sensibilidade o que era participar de um encontro de confraternização e boas-vindas entre familiares e amigos. Não havia percebido até então o quanto este fato iria acrescer e contribuir mais tarde em minha trajetória profissional".
Maria dos Anjos
ANJOS, Maria dos. Relato Pessoal In: PORTUGAL - Japão : mares navegados. São Paulo : MAB, 1993. 113 p. il. color.

"Neste vasto continente de reflexões, e na busca constante de expressar a magia que a arte ocupa na minha existência, tenho um encontro marcado com as minhas raízes, apresentando ao meu país de origem mais uma mostra das minhas recentes descobertas...

Na era dos descobrimentos, movida talvez pelo mesmo sentido de aventura e coragem ao enfrentar o desconhecido, desnudo minha alma em formas e cores tão vivas destacando o azul, verde, amarelo e o vermelho que além de tropicais representam toda a minha esperança de encontrar a terra prometida...

Marcada por uma profunda sensibilidade e ousadia que é natural a todo emigrante, deixo transbordar nos meus traços um complexo e rico mundo interior, trazendo para as minhas telas não só caravelas, mas acima de tudo a tentativa de retratar meus sonhos adormecidos e ao mesmo tempo o equilíbrio com a vida, a natureza invadida por uma alegria e inspiração quase espiritual".
Maria dos Anjos
ANJOS, Maria dos. In: UM OLHAR por sobre o mar. Póvoa de Varzim : Biblioteca Municipal Rocha Peixoto, 2000.

Exposições Individuais

1985 - São Paulo SP - Individual, na Galeria de Arte do Clube Português
1987 - Campos de Jordão SP - Individual, no Espaço Cultural do Alcalá Plaza Hotel
1987 - São Caetano do Sul SP - Maria dos Anjos e Amigos, na Multiarte Galeria
1987 - São Paulo SP - Individual, no Espaço Cultural Sambra
1989 - São Paulo SP - Individual, na Galeria de Arte do Clube Português
1991 - Campinas SP - Individual no MACC
1991 - Lisboa (Portugal) - Individual, na Galeria Moira
1991 - Osaka (Japão) - Individual, na Yamaki Art Gallery
1992 - Kochi (Japão) - Individual, na Daimaru Art Gallery
1992 - Osaka (Japão) - Individual, na Yamaki Art Gallery
1992 - Shizuoka (Japão) - Individual, na Sogen Art Gallery
1992 - Tóquio (Japão) - Individual, na Shinobazu Gallery
1993 - Osaka (Japão) - Individual, na Yamaki Art Gallery
1994 - Santo André SP - Parede de Arte, no Alpharrabio Livraria Espaço Cultural
1994 - São Paulo SP - Individual, na Fepasa. Espaço Cultural Cristiano Stockler das Neves
1997 - Guarulhos SP - Individual, no Espaço Cultural Sala Vip Aerolineas Argentinas - Aeroporto Internacional de Cumbica
1998 - Guarulhos SP - Individual, no Espaço cultural sala vip Aerolineas Argentinas - Aeroporto Internacional de Cumbica
1998 - Lisboa (Portugal) - Sonhos Aonde me Levam, na Galeria Barata
1998 - Quito (Equador) - El Lenguaje del Papel, no Instituto Brasileiro-Equatoriano de Cultura
1999 - Porto (Portugal) - Navegando Sonhos, na Galeria de Arte Majestic
2000 - Póvoa de Varzim (Portugal) - Um olhar por sobre o mar, na Biblioteca Municipal Rocha Peixoto
2000 - São Paulo SP - Terra Mãe, na Funarte. Sala Darcy Ribeiro

Exposições Coletivas

1983 - São Paulo SP - 4º Salão Oficial da Academia Paulista de Belas Artes
1983 - São Paulo SP - 46º Salão de Paulista de Belas Artes
1984 - Araras SP - Salão Ararense de Artes Plásticas
1984 - São Paulo SP - 5º Salão Oficial da Academia Paulista de Belas Artes
1984 - São Paulo SP - 2º Salão Paulista de Arte Contemporânea, no MIS/SP
1985 - Araraquara SP - 4º Salão de Artes Plásticas de Araraquara - prêmio aquisição
1985 - Araras SP - Salão Ararense de Artes Plásticas - medalha de bronze
1985 - Campinas SP - 12º Salão de Arte Contemporânea de Campinas
1985 - Mococa SP - Salão de Belas Artes de Mococa
1985 - Santo André SP - 13º Salão de Arte Contemporânea de Santo André, no Paço Municipal - prêmio aquisição
1985 - Santo André SP - A Figura Humana em Três Caminhos, na Câmara Municipal
1985 - São José dos Campos SP - Salão de Arte Contemporânea de São José dos Campos
1985 - São Paulo SP - Expo Brasil/Portugal, no Palácio das Convenções do Anhembi
1985 - São Simão SP - Exposição de Arte Simonense - grande prêmio
1985 - Taipé (Taiwan) - Arte Brasileira, no Taipei Fine Arts Museum
1986 - Embu SP - 23º Salão de Artes Plásticas do Embu - menção especial do júri
1986 - Recife PE - 39º Salão de Artes Plásticas de Pernambuco
1986 - Ribeirão Preto SP - 11º Salão de Arte de Ribeirão Preto, na Casa da Cultura de Ribeirão Preto
1986 - Santo André SP - 14º Salão de Arte Contemporânea de Santo André, no Paço Municipal
1986 - São José do Rio Preto SP - 5º Salão de Arte Contemporânea de São José do Rio Preto - prêmio aquisição
1986 - São Paulo SP - Ontem, Hoje, Amanhã, na Tema Arte Contemporânea
1987 - Marília SP - 1ª Bienal de Arte Contemporânea
1987 - Recife PE - 40º Salão de Arte Contemporânea de Pernambuco, na Galeria Metropolitana Aloísio Magalhães
1987 - Rio de Janeiro RJ - Mostra do Acervo, na Galeria Bonino
1987 - Rio de Janeiro RJ - Mostra de Acervo, na Galeria Ana Maria Niemeyer
1987 - Santo André SP - 15º Salão de Arte Contemporânea de Santo André, no Paço Municipal - menção especial do júri
1987 - São Paulo SP - 1º Salão Nacional de Artes Plásticas de São Paulo - Prêmio Secretaria de Cultura Flávio Phebo
1987 - São Paulo SP - 20ª Exposição de Arte Contemporânea, na Chapel Art Show
1987 - São Paulo SP - Jovens Artistas, na Galeria Montesanti Roesler
1988 - Braga (Portugal) - Mostra de Arte Brasil-Portugal, Projeto Arco Latino, na Casa dos Crivos
1988 - Lisboa (Portugal) - Mostra de Arte Brasil-Portugal, Projeto Arco Latino, na Sociedade Nacional de Belas Artes
1988 - Pequim (China) - 1ª Exposição Brasil-China, na Galeria de Belas Artes da China
1988 - Rio Claro SP - Salão de Artes Plásticas de Rio Claro, no Centro Cultural Roberto Palmari - medalha de bronze
1988 - Santo André SP - Exposição dos premiados no 15º Salão de Arte Contemporânea de Santo André
1988 - Santo André SP - 16º Salão de Arte Contemporânea de Santo André, no Paço Municipal
1988 - São Bernardo do Campo SP - Salão de Arte de São Bernardo do Campo - medalha de prata e Prêmio Prefeitura Municipal
1988 - São José do Rio Preto SP - 7º Salão de Arte Contemporânea de São José do Rio Preto
1988 - São Paulo SP - Exposição Brasil-China, no Paço das Artes
1989 - Santo André SP - 17º Salão de Arte Contemporânea de Santo André, no Paço Municipal
1989 - São Paulo SP - Reencontro, na Galeria de Arte do Clube Português
1989 - São Paulo SP - Tendências, na Galeria de Arte do Sesi
1993 - São Paulo SP - Exposição Luso-Nipo-Brasileira, no MAB-FAAP
1995 - Osaka (Japão) - Charity Art Exhibition Auction
1995 - São Bernardo do Campo SP - 50 Mulheres, na Pinacoteca Lothar Charoux
1995 - São Paulo SP - Arte Encontro, na Casa de Minas
1997 - Brasília DF - Transmudamentos, no Banco Central do Brasil
1997 - Lisboa (Portugal) - Volúpia da Cor, na Galeria Barata
1997 - Porto Alegre RS - Momentos, no Espaço Cultural Banco Financial Português
1997 - São Paulo SP - Papel Arte 1, no Palácio das Convenções do Anhembi
1998 - Quito (Equador) - Lo Ancestral Hoy, no Centro Cultural Pontificia Universidad Católica del Ecuador
1998 - São Paulo SP - Papel Arte 2, no International Trade Mart. Centro Têxtil
1999 - Campinas SP - Mostra de Artistas Portugueses, no Centro de Convivência Cultural
1999 - São Paulo SP - Mulher Arte e Ofício, na Galeria Mali Villas Bôas
1999 - São Paulo SP - Papel Arte 3, no International Trade Mart/Centro Têxtil
1999 - São Paulo SP - Papel Arte 3, no Auditório Simón Bolívar do Memorial da América Latina
1999 - São Paulo SP - Papel e Natureza, na Funarte
2000 - Nova Delhi (Índia) - Unfolding Paper 2 - Brazil-India, na Embaixada Brasileira
2000 - Porto Alegre RS - Papel Arte 3, no Centro Cultural Usina do Gasômetro
2000 - São Paulo SP - Arte na Ferrovia, no Complexo Cultural Júlio Prestes
2000 - São Paulo SP - Papel Arte 4, na Funarte
2000 - São Paulo SP - Papel Arte 4, no Centro Têxtil Internacional
2001 - Cuenca (Equador) - Bienal Internacional de Pintura de Cuenca
2001 - Espinho (Portugal) - Momentos Vividos, no Centro Multimeios Espinho
2001 - Porto Alegre RS - Papel Arte 4, no Shopping Center Iguatemi
2001 - São Paulo SP - Papel Arte 5, na Funarte
2001 - São Paulo SP - Papel Arte 5, no Centro Têxtil Internacional
2002 - Caxias do Sul RS - Papel Arte 5, no Shopping Center Iguatemi
2002 - Santos SP - Papel Arte 5, no Centro de Cultura Patrícia Galvão
2005 - São Paulo SP - Pequenas Grandes Obras, no Cultural Blue Life

Fonte: Itaú Cultural

VEJA TAMBÉM

Renina Katz - Sem Título
Sem Título
Emeric Marcier - Cena Bíblica
Cena Bíblica