Escritoriodearte.com > Artistas > Maria Beralda Altenfelder Santos

Maria Beralda Altenfelder Santos

OBRAS DO ARTISTA

Este artista não possui obras em nosso acervo.

Você possui uma obra deste artista e quer vender?

Após logar no site, clique em 'Avaliações' e envie sua obra.

Leilão de Artes Online

BIOGRAFIA

Maria Beralda Altenfelder Santos (São Paulo SP 1961)

Pintora, gravadora, desenhista.

Em 1976, ingressa no curso básico de desenho na Escola Panamericana de Arte, e cinco anos mais tarde inicia curso de programação gráfica no Escritório Brasileiro de Arte - Ebart, no qual, entre 1982 e 1983, estuda desenho e criatividade com Zélio e Ziraldo. Nesse período, estuda história da arte no curso livre do arquiteto Herbert Duschenes, tem aulas de desenho e pintura nas oficinas de técnicas mistas do Sesc Pompéia e cursa desenho de observação com Carlos Fajardo. Participa como ouvinte de diversos cursos na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo - ECA/USP, como o de teoria da cor com Carmela Gross, serigrafia com Regina Silveira, e xilogravura e gravura em metal com Evandro Carlos Jardim, além de um curso de estética com Celso Favaretto, na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC/SP. Continuando sua formação, Beralda Altenfelder gradua-se, em 1983, em publicidade e propaganda pela Fundação Armando Álvares Penteado - Faap, e no ano seguinte participa do curso para professores de educação artística, ministrado por Paulo Portella na Pinacoteca do Estado de São Paulo - Pesp. No biênio 1985-1986, estuda técnicas e materiais com Ubirajara Ribeiro, natureza e uso dos materiais com Júlio Eduardo C. Dias de Moraes e introdução à história da arte no Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo - MAC/USP. Muda-se para Berlim em 1994, onde reside até 1997, quando retorna a São Paulo.

Comentário crítico

Em suas pinturas, Beralda Altenfelder cria um universo próprio formado por monstros e criaturas fantásticas. Suas telas são povoadas por seres quase humanos, máscaras, caretas e fusões de animais (cavalo com cabeça de galinha, lagarto com orelhas de gato). Dessa maneira, a artista invoca, por exemplo, os imaginários de Oswaldo Goeldi e, com mais força, os de Marcelo Grassmann. Tais criaturas, muitas vezes compostas de formas simplificadas e traços esquemáticos, com frequência remetem ao imaginário e ao desenho infantil. O universo da infância se faz notar tanto nos temas quanto nos títulos, como em A Cegonha e O Circo, pinturas de 1987. A artista se vale de pinceladas soltas e amplas, que sublinham o aspecto bizarro das figuras, e o clima feérico é reforçado pela elaboração de uma luminosidade que inspira o insólito, que cria uma atmosfera fria e noturna, própria dos temores infantis na hora de dormir, inspirados pelas histórias de fantasmas e superstições. Ao optar por uma pintura sem modelado e sem perspectiva, Beralda Altenfelder cria para suas figuras um habitat pictórico pouco profundo, uma vez que o próprio fundo da pintura se aproxima da superfície, na qual essas criaturas noturnas aparecem como que coladas ao plano e, por isso mesmo, mais próximas do espectador.

Críticas 

"Beralda, a exemplo de outros artistas que a precederam, empreenderá um mergulho exacerbado em seu interior à procura de um universo formal individualizado, que num primeiro momento se materializará em seus retratos (na verdade auto-retratos) (...) de forte teor expressionista. Esses retratos serão a vitória inicial de Beralda em relação à sua formação primeira, da qual só iria reter o domínio sobre a composição e um certo nervosismo matérico. No mais, a artista estará a léguas de seus primeiros trabalhos, engendrando uma galeria de tipos horripilantes estruturados por um arcabouço gráfico/pictórico violento que interceptam com eficácia o olhar do espectador. Nesse momento a artista trabalha a imagem como um imenso ´close-up´ de impossível enquadratura nos limites do suporte, ou então processando um alargamento do rosto retratado - ambos os artifícios contribuindo para aumentar a sensação de estranhamento do espectador frente a essas imagens que o observam expressando as mais diversas paixões. Aos poucos, porém, as figuras retratadas vão sofrendo um processo de acomodação dentro do espaço, possibilitando o surgimento de outras figuras, que caminham no sentido de montar um repertório de seres demoníacos que passam - a partir de meados de 86 - a integrar o universo visionário da artista".
Tadeu Chiarelli
BERALDA Altenfelder: obras recentes. Apresentação de Tadeu Chiarelli. São Paulo: Paço das Artes, 1987.

Depoimentos 

"O animal, ponto de partida para as séries 'esqueleto/ossatura' e 'rinoceronte', apresenta-se na natureza em situações distintas, contrárias e complementares. Dualidades como interior e exterior, repouso e movimento, linha e massa, vazio e cheio, leve e pesado levam-me a considerações sobre a linha e a cor enquanto elementos construtivos da imagem.

Na série 'esqueleto/ossatura' meu interesse central é a transformação do caráter linear desta estrutura em linguagem de pintura. A linha cria uma forma mais ou menos definida, transitória. Da relação entre cor e linha surge um espaço imaginário de planos que se intercruzam.

A gravura da série 'rinoceronte' é meio de reflexão para a pintura e para o desenho. Através da ponta-seca e da água-forte resulta outra qualidade linear, perceptível nos vários estados da chapa.

Ora é a linha e suas variações sobre uma mesma chapa, o elemento diferenciador; ora é a imagem diferenciada pela cor, enquanto a estruturação linear é mantida.

Deixar visível as etapas de desenvolvimento significa mantê-las transparentes, camada de finas veladuras que constroem a imagem. Cada desenho é ao mesmo tempo uma unidade e componente de um todo, uma seqüência de pensamentos, um processo".
Beralda Altenfelder
ALTENFELDER, Beralda. "Trabalhos gráfico pictóricos: reflexão sobre as linguagens do desenho, da pintura e da gravura". In: PAÇO DAS ARTES. Temporada de Projetos - Beralda Altenfelder, Ana Amélia Genioli, Silvia Mecozzi : catálogo. São Paulo, 1997.

Exposições Individuais

1986 - São Paulo SP - Individual, na Galeria Sesc Paulista
1987 - Curitiba PR - Individual, no Centro de Artes Guido Viaro
1987 - Ribeirão Preto SP - Individual, na Galeria Promoções de Artes Plásticas
1987 - São Paulo SP - Individual, no Ateliê Beralda Altenfelder, Monica Barth Pereira, Newman Schutze
1987 - São Paulo SP - Beralda Altenfelder: obras recentes, no Paço das Artes
1988 - Belo Horizonte MG - Individual, na Itaugaleria
1988 - Campinas SP - Individual, na Reitoria da Unicamp
1988 - Curitiba PR - Beralda Altenfelder: obras recentes, no Teatro Guaíra
1988 - Curitiba PR - Individual, no MAC/PR
1989 - Brasília DF - Individual, na Itaugaleria
1990 - São Paulo SP - Individual, na Galeria Millan
1991 - Rio de Janeiro RJ - Individual, no Ibac
1991 - São José dos Campos - Individual, na Galeria Arte & Uso
1996 - Belim (Alemanha) - Individual, no Radierwerkstatt der Hochschule der Künste
1997 - São Paulo SP - Individual, no Paço das Artes
1999 - Berlim (Alemanha) - Individual, na Galerie Nord

Exposições Coletivas

1983 - Piracicaba SP - 16º Salão de Arte Contemporânea - prêmio aquisição
1983 - Santos SP - 11º Salão de Arte Jovem
1984 - Berlim (Alemanha) - Freie Berliner Kunstausstellung
1984 - Piracicaba SP - 16º Salão de Arte Contemporânea de Piracicaba - prêmio aquisição
1984 - Santo André SP - 12º Salão de Arte Contemporânea de Santo André, no Paço Municipal - prêmio aquisição
1985 - Belo Horizonte MG - 17º Salão Nacional de Arte Contemporânea de Belo Horizonte, no MAP
1985 - Goiânia GO - 2º Salão Nacional de Artes Plásticas de Goiânia
1985 - Piracicaba SP - 17º Salão de Arte Contemporânea de Piracicaba - prêmio aquisição
1985 - Presidente Prudente SP - 7º Salão de Artes Plásticas de Presidente Prudente
1985 - Recife PE - 38º Salão de Artes Plásticas de Pernambuco, no Museu do Estado de Pernambuco - prêmio aquisição
1985 - Ribeirão Preto SP - 10º Salão de Arte de Ribeirão Preto, na Casa da Cultura - prêmio aquisição
1985 - Santo André SP - 13º Salão de Arte Contemporânea de Santo André, no Paço Municipal
1986 - Belo Horizonte MG - 18º Salão Nacional de Arte, no MAP - prêmio aquisição
1986 - Curitiba PR - 43º Salão Paranaense, no Museu de Arte Contemporânea
1986 - Curitiba PR - 7ª Mostra do Desenho Brasileiro, no MAC/PR
1986 - Embu SP - 22º Salão de Artes Plásticas de Embu
1986 - Piracicaba SP - 18º Salão de Arte Contemporânea de Piracicaba - menção honrosa
1986 - Porto Alegre RS - Caminhos do Desenho Brasileiro, no Margs
1986 - Presidente Prudente SP - 8º Salão de Artes Plásticas de Presidente Prudente - menção especial
1986 - Presidente Prudente SP - 1ª Bienal Artoeste, no Palácio da Cultura Dr. Pedro Furquim
1986 - Recife PE - 39º Salão de Artes Plásticas de Pernambuco
1986 - Ribeirão Preto SP - 11º Salão de Arte de Ribeirão Preto
1986 - Ribeirão Preto SP - Novos Artistas, na Casa da Cultura
1986 - Rio de Janeiro RJ - 9º Salão Nacional de Artes Plásticas, no MAM/RJ - prêmio aquisição
1986 - Santo André SP - 14º Salão de Arte Contemporânea de Santo André, no Paço Municipal
1986 - São Paulo SP - 4º Salão Paulista de Arte Contemporânea, na Fundação Bienal
1987 - Belém PA - 6º Salão Arte Pará
1987 - Belo Horizonte MG - 19º Salão Nacional de Arte Contemporânea de Belo Horizonte, no MAP - prêmio aquisição
1987 - Curitiba PR - 44º Salão Paranaense, no MAC/PR
1987 - Piracicaba SP - 19º Salão de Arte Contemporânea de Piracicaba
1987 - São Paulo SP - 5º Salão Paulista de Arte Contemporânea, na Pinacoteca do Estado
1988 - Americana SP - 4º Salão de Arte Contemporânea de Americana, no MAC/Americana
1988 - Curitiba PR - 45º Salão Paranaense, no MAC/PR
1988 - Olinda PE - 41º Salão de Arte Contemporânea de Pernambuco, no Centro de Convenções de Pernambuco
1988 - Ribeirão Preto SP - 13º Salão de Arte de Ribeirão Preto, na Casa da Cultura
1988 - Santo André SP - 16º Salão de Arte Contemporânea de Santo André, no Paço Municipal
1988 - São Paulo SP - 6º Salão Paulista de Arte Contemporânea
1989 - Ribeirão Preto SP - 14º Salão de Arte de Ribeirão Preto, na Casa de Cultura - Grande Prêmio Cidade de Ribeirão Preto em desenho
1989 - São Paulo SP - 20ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
1989 - São Paulo SP - 7º Salão Paulista de Arte Contemporânea, na Fundação Bienal - prêmio aquisição
1989 - São Paulo SP - Prêmio Canson de Arte Contemporânea com Papel, no MAM/SP
1990 - Belo Horizonte MG - Coletiva, na Galeria Gesto Gráfico
1990 - Campinas SP - Trabalhos sobre Papel, no MACC
1990 - Rio de Janeiro RJ - Projeto Macunaíma, na Funarte
1990 - São Paulo SP - A Presença do Desenho, no Paço das Artes
1991 - Brasília DF - Prêmio Brasília de Artes Plásticas1991/12º Salão Nacional de Artes Plásticas, no Museu de Arte de Brasília - prêmio aquisição
1991 - Curitiba PR - 48º Salão Paranaense, no MAC/PR
1991 - Rio de Janeiro RJ - Coletiva, no Ibac
1992 - Curitiba PR - Trabalhos sobre Papel, no MAC/PR
1992 - Porto Alegre RS - Três Procedimentos sobre Papel, no Margs
1992 - Rio de Janeiro RJ - Prêmio Brasília de Artes Plásticas 1991/12º Salão Nacional de Artes Plásticas, na Funarte
1993 - Rio de Janeiro RJ - Piracema, na Funarte
1995 - Londres (Inglaterra) - New Brazilian Art, na The October Gallery
1996 - Rostock (Alemanha) - Seinsichten aus Welten, na Portcenter-Kunstmeile
1997 - Berlim (Alemanha) - Intersecções, na Kunstlerwerkstatt Bahnhof Westend
1997 - Berlim (Alemanha) - Klasse Stöhrer, na Hochschule der Künste
1997 - Berlim (Alemanha) - Malerei - Klasse Stöhrer, na Berliner Rathaus
1997 - São Paulo SP - Temporada de Projetos, no Paço das Artes
1998 - Berlim (Alemanha) - Misterschülerausstellung, na Hochschule der Künste

Fonte: Itaú Cultural

VEJA TAMBÉM

Candido Portinari - Trabalhadores - Colheita de Cana
Trabalhadores - Colheita de Cana
Aldo Bonadei - Vaso de Flores
Vaso de Flores