Escritoriodearte.com > Artistas > Marcel Gautherot

Marcel Gautherot

OBRAS DO ARTISTA

Este artista não possui obras em nosso acervo.

Você possui uma obra deste artista e quer vender?

Após logar no site, clique em 'Avaliações' e envie sua obra.

Leilão de Artes Online

BIOGRAFIA

Marcel Gautherot (Paris, França 1910 - Rio de Janeiro RJ 1996)

Fotógrafo.

Marcel André Félix Gautherot realiza inicialmente estudos de arquitetura, passando depois a se dedicar à fotografia. Vem para o Brasil em 1940. O interesse pelo país fora despertado pela leitura do romance Jubiabá, de Jorge Amado (1912 - 2001). Após uma breve passagem pela região amazônica, se fixa no Rio de Janeiro. Realiza trabalhos de documentação fotográfica para o recém-criado Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - Sphan. Aproxima-se de intelectuais e arquitetos brasileiros, com quem trabalha com freqüencia, produzindo séries documentais sobre a nova arquitetura no Brasil. Nos anos 1940, viaja pelo Rio São Francisco, registrando os tipos humanos e as festas populares e religiosas com um olhar quase antropológico. Com o fotógrafo Pierre Verger (1902 - 1996), que conhece em Paris, realiza viagens pelo país, documentando, entre outros assuntos, a arquitetura colonial e moderna. Ao longo de sua carreira, colabora com revistas especializadas brasileiras e européias. Grande parte de sua produção é em preto-e-branco. Passa a utilizar também os filmes coloridos a partir da década de 1970. Nessa época, sua produção destina-se principalmente a livros editados no país e no exterior. É autor, entre outros, dos livros Pernambuco/Recife/Olinda, 1970, Congonhas do Campo, 1973, e Bahia, Rio São Francisco, Recôncavo e Salvador, 1995. Em 1999, o acervo de cerca de 25 mil imagens do fotógrafo é adquirido pelo Instituto Moreira Salles - IMS, no Rio de Janeiro.

Comentário Crítico

O conhecimento especializado confere ao fotógrafo Marcel Gautherot sensibilidade para os melhores ângulos da arquitetura. Revela grande interesse pela ocorrência da luminosidade, que ao incidir sobre edifícios, destaca espaços e volumes. A visão da arquitetura é valorizada por sua integração à paisagem e pelo contraste desta com o céu. Depoimentos de contemporâneos revelam que Gautherot esperava horas pela melhor nuvem, para convertê-la em uma presença marcante na fotografia.

Na década de 1940, viaja pelo Rio São Francisco, percorrendo principalmente o Recôncavo Baiano. Retrata os tipos humanos com um olhar quase antropológico. Tem interesse especial por locais como a orla do mar e as margens de rios, onde fotografa a atividade da população humilde, o trabalho de lavadeiras, pescadores e barqueiros. Revela a espontaneidade das festas populares e religiosas, como a de Nosso Senhor dos Navegantes e do Senhor do Bonfim. Amigo do fotógrafo Pierre Verger (1902 - 1996), que conhecera em Paris, compartilha com ele algumas viagens pelo país.

Ao longo de sua carreira, colabora em revistas especializadas brasileiras, como Módulo e O Cruzeiro e em publicações européias, como L'Oeil e Connaissance des Arts. Grande parte de sua produção é em preto-e-branco. A partir da década de 1970, utiliza também os filmes coloridos. Nessa época, sua produção destina-se principalmente a livros editados no país e exterior.

Marcel Gautherot traça, com suas fotografias, um sensível retrato do povo brasileiro. Realiza um trabalho que ultrapassa a mera documentação fotográfica, conferindo às imagens uma atmosfera que aguça a imaginação do espectador. Deixa, assim, importante registro de manifestações culturais brasileiras, inovando também no registro do patrimônio arquitetônico do país.

Críticas

"(...) Gautherot compartilhou do experimentalismo dos seus contemporâneos, na busca da luz natural e na fixação instantânea da vida popular em sua espontaneidade. E nas décadas que se seguem à de 40, ele estará sempre em dia com todos os recursos técnicos da fotografia. Além de continuar utilizando o preto-e-branco, a partir de 70 já com uma Hasselblad, Marcel usará a cor em viagens à Amazônia, ao Nordeste e ao Sudeste. Suas fotos agora se destinam quase exclusivamente a livros editados no Brasil e no exterior. Além de serem objetos de exposições sobre o país, como as organizadas pela Divisão Cultural do Itamaraty, a partir da década de 40. (...)"
Lélia Coelho Frota
FROTA, Lélia Coelho. Marcel Gautherot: francês do Brasil. In: GAUTHEROT, Marcel. Retratos da Bahia: fotografias. São Paulo: Pinacoteca do Estado, 1996. p. 11.

Exposições Individuais

1996 - São Paulo SP - Retratos da Bahia: fotografias, na Pinacoteca do Estado

Exposições Coletivas

1937 - Paris (França) - Exposição Internacional de Paris - premiado
1958 - Bruxelas (Bélgica) - Pavilhão Brasil, na Exposição Internacional de Bruxelas
1958 - Paris (França) - Coletiva, no Grand Palais
1992 - Zurique (Suíça) - Brasilien: entdeckung und selbstentdeckung, no Kunsthaus Zürich

Exposições Póstumas

1996 - Rio de Janeiro RJ - Bahia: São Francisco, Recôncavo, Salvador, na Fundação Casa França-Brasil
1996 - São Paulo SP - Bahia: São Francisco, Recôncavo, Salvador, na Pinacoteca do Estado
1997 - São Paulo SP - 7ª Coleção Pirelli/Masp de Fotografias, no Masp
1998 - Brasília DF - Brasileiro que nem Eu, que nem Quem?, no Ministério das Relações Exteriores
1999 - São Paulo SP - Brasileiro que nem Eu, que nem Quem?, no Museu da Casa Brasileira. Salão Cultural
2000 - Valência (Espanha) - De la Antropofagia a Brasilía: Brasil 1920-1950, no IVAM. Centre Julio Gonzáles
2000 - São Paulo SP - Brasil + 500 Mostra do Redescobrimento, na Fundação Bienal
2001 - Rio de Janeiro RJ - O Brasil de Marcel Gautherot, no Instituto Moreira Salles
2002 - São Paulo SP - O Brasil de Marcel Gautherot
2002 - São Paulo SP - Da Antropofagia a Brasília: Brasil 1920-1950, no MAB/Faap
2003 - Poços de Caldas - O Brasil de Marcel Gautherot, no Instituto Moreira Salles
2003 - Rio de Janeiro RJ - Fotografias da Fundação Oscar Niemeyer sobre a Construção de Brasília (1959-1961), na Pequena Galeria 18   
2004 - São Paulo SP - São Paulo 450 Anos: a imagem e a memória da cidade no acervo do Instituto Moreira Salles, no Centro Cultural Fiesp
2007 - São Paulo SP - Circuito de Fotografia, no Shopping Iguatemi 
2007 - São Paulo SP - O olho fotográfico: Marcel Gautherot e seu Tempo, no Museu de Arte Brasileira 
2009 - São Paulo SP - À procura de um olhar: fotógrafos franceses e brasileiros revelam o Brasil, na Pinacoteca do Estado
2009 - São Paulo SP - SP-Arte/Foto, no Shopping Iguatemi
2010 - Poços de Caldas MG - Marcel Gautherot - Norte, no Instituto Moreira Salles
2010 - São Paulo SP - SP-Arte, na Fundação Bienal 
2010 - São Paulo SP - O Futebol no Acervo do Instituto Moreira Salles, na Galeria IMS - Unibanco Arteplex
2010 - São Paulo SP - SP-Arte/Foto, no Shopping Iguatemi

Fonte: Itaú Cultural

VEJA TAMBÉM

Vik Muniz - Lovebugs 1
Lovebugs 1
Joaquín Torres García - Constructivo con Corazón
Constructivo con Corazón
Arcangelo Ianelli - Parque com Lago
Parque com Lago