Escritoriodearte.com > Artistas > José Damasceno

José Damasceno

OBRAS DO ARTISTA

Este artista não possui obras em nosso acervo.

Você possui uma obra deste artista e quer vender?

Após logar no site, clique em 'Avaliações' e envie sua obra.

BIOGRAFIA

José Damasceno (Rio de Janeiro RJ 1968)

José Damasceno Albues Júnior.

Escultor.

Estuda arquitetura na Universidade Santa Úrsula, no Rio de Janeiro, sem concluir o curso. No começo da década de 1990, volta-se para as artes plásticas. Recebe o Prêmio Cidade, no 14º Salão de Arte de Ribeirão Preto, São Paulo, em 1989, e o prêmio aquisição do 13º Salão Nacional de Artes Plásticas, na Fundação Nacional de Arte - Funarte, em 1993. Nesse ano, realiza sua primeira instalação, Método para Arranque e Deslocamento, na Galeria Sérgio Porto, no Rio de Janeiro. Damasceno cria objetos e instalações em que explora os limites da forma escultórica com materiais industriais, como a estopa, madeira, o concreto e o alumínio. Em 1995, recebe o Prêmio Unesco Pour la Promotion des Arts, em Paris, e o Price Waterhouse na mostra Panorama da Arte Brasileira, do Museu de Arte Moderna de São Paulo - MAM/SP. A partir de 2000, sua obra alcança grande destaque também no exterior. Em produção recente, o artista realiza séries de esculturas cuja disposição se relaciona diretamente com o espaço expositivo, como em Durante o Caminho Vertical, 2001. Participa, entre outras, da 25ª Bienal Internacional de São Paulo, em 2002, com a instalação Trilha Sonora, e da 51ª Bienal de Veneza, em 2005, com a instalação O Final do Eclipse.

Comentário Crítico

José Damasceno cria objetos e instalações que exploram os limites da forma escultórica por meio de materiais industriais, como a madeira, o concreto e o alumínio. Sua poética envolve questões de superfície e profundidade, de solidez e gravidade.

Para a crítica de arte Ligia Canongia, o principal ponto de interesse do artista é o das relações mentais que podem ser estabelecidas entre a idéia e a possibilidade de constituição formal de um objeto. O artista procura produzir no espectador uma sensação física, vivencial, por meio do contato com a obra. Segundo o historiador da arte Agnaldo Farias, Damasceno trabalha com o espaço da representação como uma dimensão móvel, e constantemente provoca a alteração da percepção que se tem dele. Seus trabalhos ligam-se, dessa forma, à obra de Sérgio de Camargo (1930 - 1990), Amilcar de Castro (1920 - 2002), Lygia Clark (1920 - 1988), Hélio Oiticica (1937 - 1980), entre outros.

Na instalação Cinemagma (1999/2001), Damasceno cria labirintos com pequenos tijolos quadrados de mármore e amontoa no chão do espaço expositivo grande quantidade  de estopa. No meio do monte, coloca uma porta aberta que permite entrever alguns frascos de vidro. Nas paredes da galeria, apresenta desenhos presos com pregos e elásticos. O trabalho, segundo o próprio artista, pode ser entendido como uma crítica a tudo aquilo que faz pensar de maneira rígida, a formas de pensamento com estruturas definidas.

Críticas

"Operando entre questões que remetem à forma e ao espaço, Damasceno constrói uma espécie de mundo cênico, que transita entre o virtual e o real. A suspensão entre a matéria e a ação ocorre numa tentativa de deslocamento da gravidade desafiando todo um sistema de representação. O lugar intangível a que nos leva, fazendo-nos contemplar a obra através do vidro, transforma a cena num espaço fantasmagórico e surreal, numa metáfora que constrói o sentido a partir de uma referência crítica ao ilusionismo e à arte como forma de espetáculo".
Vitoria Daniela Bousso
Bousso, Vitoria Daniela. José Damasceno. In: Intervalos: evento paralelo à Documenta de Kassel. p. 22.

Exposições Individuais

1993 - Rio de Janeiro RJ - Método para Arranque e Deslocamento, na Galeria Sérgio Porto
1994 - Rio de Janeiro RJ - Desenhos e Esculturas, na Galeria do Instituto Brasil-Estados Unidos, Ibeu Copacabana
1994 - Rio de Janeiro RJ - Perfuração, na Galeria do Ibeu Madureira
1994 - Lisboa (Portugal) - Reunião Imprevista, no Centro de Artes Calouste Gulbenkian
1995 - São Paulo SP - Octopus, na Galeria Camargo Vilaça
1998 - São Paulo SP - Individual, na Galeria Camargo Vilaça
2000 - Porto (Portugal) - Utopia Presente, na Galeria Presença
2001 - São Paulo SP- Correspondência, no CCSP
2001 - Vítória ES - Cinemagma, no Museu Ferroviário do Espírito Santo
2001 - Rio de Janeiro RJ - Cinemagma, no MAM/RJ
2001 - Salvador BA - Cinemagma, no MAM/BA
2001 - Recife PE - Cinemagma, no MAMAM
2001 - Brsília DF - Cinemagma, no Espaço Cultural Contemporâneo Venâncio
2002 - Nova York (Estados Unidos) - Individual, no The Project
2003 - Paris (França) - Individual, no Palais de Tokyo
2003 - Porto (Portugal) - Descubra as Diferenças, no Culturgest
2003 - Rio de Janeiro RJ - Ensaio sobre Observação com Lâmpada Relativa, no Paço Imperial
2003 - São Paulo SP - Contato, na Galeria Fortes Vilaça 
2004 - Chicago (Estados Unidos) - Observation Plan, no Museum of Contemporary Art
2004 - Rio de Janeiro RJ - Cinematograma - Projeto Respiração, na Fundação Eva Klabin
2005 - Nova York (Estados Unidos) - Beyond Circumstance, Project NY
2005 - Madri (Espanha) - Cine Moto Perpetuo, na Distrito Cu4tro Galeria de Arte
2005 - Los Angeles (Estados Unidos) - Imminent Circuit, The Project LA
2006 - Rio de Janeiro RJ - Projeto Objeto, na Galeria Artur Fidalgo

Exposições Coletivas

1989 - Ribeirão Preto SP - 14º Salão de Arte - Prêmio Cidade
1990 - Rio de Janeiro RJ - Coletiva, no Solar Grandjean de Montigny
1990 - Ribeirão Preto SP - 16º Salão de Arte de Ribeirão Preto
1992 - Rio de Janeiro RJ - Coletiva, no Atelier Vila Isabel e no Solar Grandjean de Montigny
1993 - Rio de Janeiro RJ - 13º Salão Nacional de Artes Plásticas, na Funarte - prêmio aquisição
1993 - Rio de Janeiro RJ - 17º Salão Carioca de Arte, na EAV/Parque Lage
1994 - Brasília DF - 2º VentoSul: mostra de artes visuais integração do Cone Sul, no Ministério das Relações Exteriores
1994 - Cascavel PR - 2º VentoSul: mostra de artes visuais integração do Cone Sul, no Centro Cultural Gilberto Mayer
1994 - Cascavel PR - 2º VentoSul: mostra de artes visuais integração do Cone Sul, no Paço das Artes
1994 - Rio de Janeiro RJ - 2º VentoSul: mostra de artes visuais integração do Cone Sul
1994 - Rio de Janeiro RJ - Escultura Carioca, no Paço Imperial
1995 - Paris (França) - Prix Unesco pour la Promotion des Arts
1995 - Rio de Janeiro RJ - 24º Panorama de Arte Brasileira, no MAM/RJ
1995 - Rio de Janeiro RJ - Situações Transitivas, na Joel Edelstein Arte Contemporânea
1995 - São Paulo SP - 24º Panorama de Arte Brasileira, no MAM/SP
1996 - Guadalajara (México) - Farco Expo Arte
1996 - Rio de Janeiro RJ - Mensa Mensae, na Funarte. Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular
1996 - Rio de Janeiro RJ - Panorama da Arte Brasileira, no MAM/RJ - Price Waterhouse
1996 - Rio de Janeiro RJ - Transparências, no MAM/RJ
1996 - São Paulo SP - Coletiva, na Galeria Camargo Vilaça
1996 - São Paulo SP - Antarctica Artes com a Folha, no Pavilhão Manoel da Nóbrega
1997 - Nova York (Estados Unidos) - Suspended Instants, no Sculpture Center
1997 - Nova York (Estados Unidos) - Art in General
1997 - Buenos Aires (Argentina) - Brasil: Novas Propostas, na Galeria Tuth Benzacar
1997 - Cidade do México (México) - Asi esta: arte objeto e instalaciones de America Latina, no Centro Cultural Arte Contemporaneo
1997 - Sydney (Austrália) - Material Immaterial, no The Art Gellery of new South Wales
1997 - Porto Alegre RS - 1ª Bienal de Artes Visuais do Mercosul, na Aplub; Casa de Cultura Mário Quintana; DC Navegantes; Edel; Usina do Gasômetro; Instituto de Artes da UFRGS; Fundação Bienal de Artes Visuais do Mercosul; Margs; Espaço Ulbra; Museu de Comunicação Social; Reitoria da UFRGS; Theatro São Pedro
1997 - Salvador BA - 4º Salão MAM-Bahia, no MAM/BA
1997 - São Paulo SP - Intervalos, no Paço das Artes
1997 - Sydney (Austrália) - Material Immaterial, na Art Gallery of New South Wales
1997 - São Paulo SP - Novos, na Galeria Camargo Vilaça
1998 - Rio de Janeiro RJ - Poéticas da Cor, no Centro Cultural Light
1998 - São Paulo SP - Antarctica Artes com a Folha: trabalhos recentes, na Galeria Casa Triângulo
1998 - São Paulo SP - City Canibal, no Paço das Artes
1998 - São Paulo SP - O Moderno e o Contemporâneo na Arte Brasileira: Coleção Gilberto Chateaubriand - MAM/RJ, no Masp
1998 - São Paulo SP - Camargo Vilaça BIS, na Galeria Camargo Vilaça
1999 - Curitiba PR - Inventário do Presente, na Galeria Casa da Imagem
1999 - Rio de Janeiro RJ - Cotidiano/Arte. O Objeto - Anos 60/90, no MAM/RJ
1999 - Rio de Janeiro RJ - Os 90, no Paço Imperial
1999 - São Paulo SP - Cotidiano/Arte. O Objeto - Anos 60/90, no Itaú Cultural
2000 - Buenos Aires (Argentina) - Brasil: plural y singular, no Museo de Arte Moderno
2000 - Lima (Peru) - 2ª Bienal Iberoamerica de Lima
2000 - Kraichtal (Alemanha) - Em Busca da Identidade, na Ursula Blickle Stiftung
2000 - Lisboa (Portugal) - Século 20: arte do Brasil, no Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão
2000 - Pontevedra (Espanha) - 26ª Bienal de Arte de Pontevedra, no Pazo da Cultura de Pontevedra
2000 - São Paulo SP - Brasil + 500 Mostra do Redescobrimento, na Fundação Bienal
2000 - São Paulo SP - Fim de Milênio: os anos 90 no MAM, no MAM/SP
2000 - Rio de Janeiro RJ - Novas Aquisições - Coleção Gilberto Chateaubriand, no MAM/RJ
2000 - Lisboa (Portugal) - Um Oceano Inteiro para Nadar, no Culturgest
2000 - Madri (Espanha) - Arco/2001, no Parque Ferial Juan Carlos I
2000 - Buenos Aires (Argentina) - Políticas de la Diferencia. Arte Iberoamericano Fin de Siglo,  no Museu de Belas Artes
2000 - São Paulo SP - Políticas de la Diferencia. Arte Iberoamericano Fin de Siglo,  na Pinacoteca do Estado de São Paulo
2000 - Caracas (Venezuela) - Políticas de la Diferencia. Arte Iberoamericano Fin de Siglo,  no Museo Sofia Imber
2000 - Cidade do México (México) - Políticas de la Diferencia. Arte Iberoamericano Fin de Siglo,  no Museo de Arte Contemporaneo de México
2000 - São Paulo SP - Idéia Coletiva, na Galeria Camargo Vilaça
2001 - Bolonha (Itália) - Em Busca da Identidade, na Galleria d'Arte Moderna di Bologna
2001 - Madri (Espanha) - El Final del Eclipse: el arte de América Latina en la transición al siglo XXI, na Fundación Telefonica
2001 - Oxford (Inglaterrra) - Experiment Experiência: art in Brazil 1958-2000, no Museum of Modern Art
2001 - Recife PE - Políticas de la Diferencia: arte iberoamericano fin de siglo, no Centro de Convenções de Pernambuco
2001 - Rio de Janeiro RJ - O Espírito de Nossa Época, no MAM/RJ
2001 - Salzburgo (Áustria) - Em Busca da Identidade, no Rupertinum
2001 - São Paulo SP - Espelho Cego: seleções de uma coleção contemporânea, no MAM/SP
2001 - São Paulo SP - O Espírito de Nossa Época, no MAM/SP
2001 - São Paulo SP - Programa Anual de Exposições de Artes Plásticas, no Centro Cultural São Paulo, CCSP
2001 - Porto (Portugal) - Squatters, no Museu Serraveles
2002 - Fortaleza CE - Ceará Redescobre o Brasil, no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura 
2002 - Londres (Inglaterra) - Vivências: dialogues between the works of Brazilian artists from the 1960s to 2002, na New Art Gallery Walsall
2002 - Madri (Espanha) - Arco/2002, no Parque Ferial Juan Carlos I
2002 - Porto Alegre RS - Violência e Paixão, no Santander Cultural
2002 - Rio de Janeiro RJ - 1ª Mostra Rio Arte Contemporânea, no MAM/RJ
2002 - Rio de Janeiro RJ - Arquipélagos: o universo plural do MAM, no MAM/RJ
2002 - Rio de Janeiro RJ - Caminhos do Contemporâneo 1952-2002, no Paço Imperial
2002 - São Paulo SP - 25ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
2002 - São Paulo SP - Paralela, no Galpão localizado na Avenida Matarazzo, 530
2002 - São Paulo SP - Rotativa Fase 2, na Galeria Fortes Vilaça
2002 - Porto Rico (Porto Rico) - Politica de la Diferencia. Arte Iberoamerica fin de siglo, no Museu de Porto Rico
2002 - Chicago (Estados Unidos) - Politica de la Diferencia. Arte Iberoamerica fin de siglo, no Chicago Cultural Center
2003 - Nova York (Estados Unidos) - Big Sur, no The Project
2003 - Porto Alegre RS - 4ª Bienal de Artes Visuais do Mercosul, no Cais do Porto
2003 - Rio de Janeiro RJ - 1º Projéteis de Arte Contemporânea, na Funarte
2003 - Rio de Janeiro RJ - Grande Orlândia: artistas abaixo da linha do Equador, na Rua Bela, 148 até Rua General Bruce, 230
2003 - São Paulo SP - 28º Panorama de Arte Brasileira, no MAM/SP
2004 - Rio de Janeiro RJ - Novas Aquisições 2003: Coleção Gilberto Chateubriand, no MAM/RJ
2004 - Rio de Janeiro RJ - 28º  Panorama de Arte Brasileira, no Paço Imperial
2004 - São Paulo SP - Bazar de Verão, na Galeria Fortes Vilaça
2004 - São Paulo SP - Paralela 2004
2004 - Rio de Janeiro RJ - Arte Contemporânea Brasileira nas Coleções do Rio, no MAM/RJ
2004 - Vila Velha ES - Casa - Poética do Espaço na Arte Brasileira, no Museu Vale do Rio Doce
2005 - Rio de Janeiro RJ - N_múltiplos, na Arte 21 Galeria
2005 - Padiglione (Itália) - L'Esperienza Dell'Arte
2005 - Veneza (Itália) - 51ª Esposizione Internazionale d'Arte della Biennale di Venezia
2005 - Paris (França) - O Corpo Onde não Há, no Espace Topographie de L'Art
2005 - Salzburg (Áustria) - De Sculptura, no Ruzicska
2005 - São Paulo SP - 10 Anos de um Novo MAM: Antologia do Acervo, na Grande Sala - MAM/SP
2005 - Nova York (Estados Unidos) - Living Inside The Grid, no New Museum of Contemporary Art
2006 - São Paulo SP - Geração da Virada 10+1: os anos recentes da arte brasileira, no Instituto Tomie Ohtake
2006 - São Paulo SP - Paralela 2006, no Pavilhão dos Estados

Fonte: Itaú Cultural

VEJA TAMBÉM

Tarsila do Amaral - Estudo de Ilustração para capa do livro "O Futuro Pianista" de Souza Lima
Estudo de Ilustração para capa do livro "O Futuro Pianista" de Souza Lima
Emeric Marcier - Igreja de Ouro Preto
Igreja de Ouro Preto
Amilcar de Castro - Sem Titulo(p.30)
Sem Titulo(p.30)