Escritoriodearte.com > Artistas > João Fahrion

João Fahrion

OBRAS DO ARTISTA

Este artista não possui obras em nosso acervo.

Você possui uma obra deste artista e quer vender?

Após logar no site, clique em 'Avaliações' e envie sua obra.

BIOGRAFIA

João Fahrion (Porto Alegre RS 1898 - idem 1970)

Pintor, ilustrador, desenhista, gravador, professor e poeta.

Inicia-se na pintura por volta de 1916. Cursa escultura com Giuseppe Gaudenzi na Escola Parobé, em Porto Alegre, entre 1918 e 1920, e viaja para a Europa como pensionista do governo gaúcho, de 1920 a 1922, estudando em Berlim, Munique (Alemanha) e Amsterdã (Holanda), tendo como mestres Muller, Schoerfeld e Seek. Em 1936, ministra aulas no seu ateliê em Porto Alegre e, no ano seguinte, passa a lecionar desenho e pintura no Instituto de Belas Artes do Rio Grande do Sul, até 1970. Ilustra o livro Carlos Magno e seus Cavalheiros, em 1937, e funda com outros artistas a Associação dos Artistas Plásticos Francisco Lisboa, em 1938.

Críticas

"João Fahrion trouxe da Europa, em especial da Alemanha, o aperfeiçoamento do seu desenho, que viria adicionar-se a uma natural vocação artística, que o estimulava sobretudo em seu expressivo trabalho de ilustrador. De temperamento fechado e vida recolhida, seu trabalho é bastante reconhecido no Rio Grande do Sul (Margs) e em coleções particulares. As mulheres foram, indubitavelmente, o seu tema predileto e sobre o qual executou composições admiráveis. NOS BASTIDORES é um exemplo típico das características mencionadas. O realismo de seus pincéis ao registrar cenário e ambiente femininos, a firmeza do desenho aliado à sensível expressividade fisionômica de suas personagens, testemunham a qualidade da produção de Fahrion, que, sem dúvida, merece um destaque maior daquele que lhe foi atribuído até hoje".
Equipe de pequisa do MNBA
O MUSEU Nacional de Belas Artes. Prefácio de Alcidio Mafra de Souza. Editado por Alcidio Mafra de Souza. Textos de Abbadia Caparelli et al. São Paulo: Banco Safra, 1985.

"Entre esses diversos processos há, entretanto, a evidência de um mesmo projeto, de uma mesma maneira de ver e de expressar o mundo. Esta unidade do trabalho de João Fahrion nem sempre tem sido percebida pela crítica apressada que não consegue ver em seus retratos senão a temática da vida em sociedade e sequer se preocupa em verificar a significação do procedimento pictórico enquanto linguagem e processo de elaboração plástica. Tanto nas gravuras, como nos desenhos, nas pinturas ou nos projetos para cenários, indo um pouco além da simples percepção da imagem dos objetos figurados, veremos que há a mesma busca do equilíbrio compositivo que evita maiores ousadias; o mesmo caráter fortemente gráfico em que a linha, e de forma especial a linha sinuosa, se impõe como signo preferencial; a mesma figuração com algo de estilização; o mesmo caráter simbólico que se estabelece seja pela temática, seja pela utilização de certos elementos representativos como, por exemplo, o chapéu de arlequim; o mesmo aspecto requintado - seja no tratamento do tema, seja na elaboração formal - que esfria o apelo emotivo e parece convidar à reflexão".
José Luiz do Amaral
FAHRION: um mestre a relembrar. Apresentação de José Luiz do Amaral. Textos de Paulo do Couto e Silva e Paulo Raymundo Gasparotto. Porto Alegre: Portonovo, 1989.

Exposições Individuais

1920 - Porto Alegre RS - Fahrion, no Altos da Casa Esteves
1923 - Porto Alegre RS - Fahrion, s.l.
1932 - Porto Alegre RS - Fahrion, na Associação dos Empregados do Comércio
1948 - Porto Alegre RS - Fahrion, na Galeria de Arte Casa das Molduras
1951 - Porto Alegre RS - Fahrion, no Jornal Correio do Povo
1953 - Rio de Janeiro RJ - Fahrion, no Museu Nacional de Belas Artes
1955 - Porto Alegre RS - Individual, na Casa das Molduras
1955 - Porto Alegre RS - Individual, na Galeria do Clube da Chave
1956 - Porto Alegre RS - Fahrion, no Instituto Cultural Brasileiro Norte-Americano
1956 - Porto Alegre RS - Fahrion, na Livraria Kosmos em Porto alegre
1960 - Porto Alegre RS - Fahrion, no Bar e Galeria Van Gogh

Exposições Coletivas

1922 - Rio de Janeiro RJ - 29ª Exposição Geral de Belas Artes, na Enba  - medalha de bronze
1924 - Rio de Janeiro RJ - 31ª Exposição Geral de Belas Artes, na Enba  - medalha de prata
1925 - Porto Alegre RS - Salão de Outono, na Intendência Municipal
1926 - Rio de Janeiro RJ - 1º Salão de Outono
1926 - Rio de Janeiro RJ - 33ª Exposição Geral de Belas Artes, na Enba
1935 - Porto Alegre RS - Exposição do Centenário Farroupilha - Pavilhão Cultural do Instituto de Educação
1938 - Porto Alegre RS - 1º Salão da Associação de Artes Plásticas Francisco Lisboa, na Casa de Molduras
1940 - Porto Alegre RS - 2º Salão de Belas Artes do Rio Grande do Sul - medalha de ouro
1944 - Rio de Janeiro RJ - 50º Salão Nacional de Belas Artes, no Mnba - medalha de prata
1945 - Porto Alegre RS - Coletiva, na Associação dos Artistas Plásticos Francisco Lisboa
1950 - Rio de Janeiro RJ - Um Século da Pintura Brasileira: 1850-1950, no Mnba
1950 - Paraíba - Um Século de Pintura Brasileira: 1850-1950, s.l.
1950 - Pernambuco - Um Século de Pintura Brasileira: 1850-1950, s.l.
1952 - Rio de Janeiro RJ - Um Século de Pintura Brasileira: 1850-1950, no MNBA
1958 - Porto Alegre RS - 1º Salão Pan-Americano de Arte Comemorativa do Cinquentenário do Instituto de Belas Artes
1961 - Porto Alegre RS - Arte Rio Grandense, do Passado ao Presente, no Instituto de Belas Artes

Exposições Póstumas

1971 - Porto Alegre RS - João Fahrion, no Circulo Militar
1973 - Porto Alegre RS - 2º Salão de Artes Visuais, na UFRGS - Homenagem a Fahrion
1976 - Porto Alegre RS - Exposição Fahrion Revisado, no Margs
1976 - Porto Alegre RS - Retrospectiva J. Fahrion, na Galeria de Arte do Centro Comercial
1983 - Porto Alegre RS - Do Passado ao Presente: as artes plásticas no Rio Grande do Sul, na Cambona Centro de Artes
1985 - Porto Alegre RS - Iberê Camargo: trajetória e encontros, no Margs/Ado Malagoli
1986 - São Paulo SP - Iberê Camargo: trajetória e encontros, no Masp
1986 - Rio de Janeiro RJ - Iberê Camargo: trajetória e encontros, no MAM/RJ
1986 - Brasília DF - Iberê Camargo: trajetória e encontros,no Teatro Nacional Cláudio Santoro
1989 - Porto Alegre RS - Exposição Retrospectiva, na Da Vera Galeria de Arte
1989 - Porto Alegre RS - Fahrion: Um Mestre a Relembrar, no Portonovo
1994 - São Paulo SP - Bienal Brasil Século XX, na Fundação Bienal de São Paulo
1997 - Porto Alegre RS - Exposição Paralela, na Galeria da Vera
2000 - Caxias do Sul RS - Mostra Itinerante do Acervo do Margs
2000 - Pelotas RS - Mostra Itinerante do Acervo do Margs
2000 - Santa Maria RS - Mostra Itinerante do Acervo do Margs
2000 - Passo Fundo RS - Mostra Itinerante do Acervo do Margs
2002 - Porto Alegre RS - Artistas Professores, no Museu da UFRGS
2002 - São Paulo SP - Fahrion: um olhar sobre o universo feminino, na Associação Leopoldina Juvenil
2008 - Porto Alegre RS - Acervo do Margs - Expressividade na Arte Brasileira, no Museu de Artes Visuais Ruth Schneider
2009 - São Paulo SP - Arte na França 1860-1960: o Realismo, no Museu de Arte de São Paulo
2009 - São Paulo SP - Nus, na Galeria Fortes Vilaça
2010 - São Paulo SP - 6ª sp-arte, na Fundação Bienal
2011 - Porto Alegre RS - Labirintos da Iconografia, no Museu de Arte do Rio Grande do Sul Ado Malagoli

Fonte: Itaú Cultural

VEJA TAMBÉM

Vasco Prado - Torso Feminino
Torso Feminino
Inimá de Paula - Paisagem
Paisagem
Mira Schendel - Sem Título
Sem Título