Escritoriodearte.com > Artistas > Jenner Augusto

Jenner Augusto

OBRAS DO ARTISTA

Jenner Augusto - Vaso de Flor

Vaso de Flor

óleo sobre tela
1982
40 x 30 cm
ass. inf. dir.


Preço: Sob Consulta
Jenner Augusto - Natureza Morta

Natureza Morta

óleo sobre tela
1965
35 x 37 cm
ass. inf. dir.


Preço: Sob Consulta
Jenner Augusto - Paisagem

Paisagem

óleo sobre tela
1969
22 x 16 cm
ass. inf. dir.

Preço: Sob Consulta
Jenner Augusto - Marinha

Marinha

óleo sobre tela
1969
22 x 16 cm
ass. inf. esq.

Preço: Sob Consulta

BIOGRAFIA

Jenner Augusto da Silveira (Aracaju SE 1924 - Salvador BA 2003)

Pintor, cartazista, ilustrador, desenhista, gravador.

Reside em diversas cidades de Sergipe. Na cidade de Lagarto realiza cartazes para o cinema local. Em Laranjeiras, por volta de 1940, estuda a pintura de Horácio Hora. Volta a morar em Aracaju em 1944, quando se dedica à pintura e trabalha no comércio. Em 1949, realiza gratuitamente painéis, em estilo modernista, para a decoração do Bar Cacique. Em 1949, muda-se para Salvador, e trabalha como assistente no ateliê de Mario Cravo Júnior. Nessa época, participa com Lygia Sampaio e Rubem Valentim da polêmica mostra Novos Artistas Baianos, realizada no Instituto Histórico e Geográfico da Bahia. Desenvolve na cidade alguns trabalhos plásticos sob encomenda, destacando-se o afresco Evolução do Homem, para o Centro Educacional Carneiro Ribeiro, realizado entre 1953 e 1954. Viaja ao Rio de Janeiro para expor individualmente, e conhece Candido Portinari e José Pancetti, que o recomendam à crítica e aos colecionadores. Conhece ainda James e Jorge Amado. Na década de 1960, pinta constantemente o bairro de Alagados e paisagens de Salvador. Em 1966, recebe convite para inaugurar a mostra Baianos na Filadélfia. No ano seguinte, viaja por França, Itália, Holanda, Inglaterra e Bélgica, onde conhece Paul Delvaux. Nas viagens, faz anotações, estudos e desenhos, editando-os em um álbum, publicado em 1970. Ilustra o livro de Jorge Amado Tenda dos Milagres. Há pelo menos três livros sobre sua obra: Jenner: A Arte Moderna da Bahia, de Roberto Pontual, editado pela Editora Civilização Brasileira, Os Alagados de Jenner, um álbum com cinco serigrafias e texto de Adonias Filho, editado pela Ranulpho Editora de Arte, e um livro-álbum denominado Jenner, com reproduções de sua obra, em cores e preto-e-branco, desde os primeiros trabalhos, publicado pela Imprensa Oficial da Bahia.

Críticas

"Quando rompe de repente, portanto, com as águas paradas do academismo (...) e pinta os panéis do Cacique, Jenner começa a transpor para a sua obra, de maneira agressiva e comprometida, a vivência direta que tivera da miséria sertaneja. É daí que sua passagem rumo ao modernismo se faz, nos primeiros instantes (...) pela retomada do espírito socialmente engajada que se vinha acrescentando entre nós, ao longo de todo esse tempo, das contribuições de um Segall, de uma Tarsila, de um Lívio Abramo e, com poder sedutor especial, de um Portinari. (...) Atrai-lhe desde logo a pintura de corpos volumosos do mestre, como a indicar uma continuidade da terra à carne, paralelamente a um conflito entre o mundo ideal e o mundo possível: as figuras pesam por seus problemas e se impõem anatomicamente grosseiras por querer resolvê-los. Atrai-lhe também uma temática concentrada em dados particulares da história mais próxima, das gentes mais chegadas, das tradições mais de perto consumidas. Atrai-lhe por fim até mesmo a fórmula de geometrização quase abstrata do espaço de fundo do pintor de Brodósqui, a fundir influências do expressionismo e do cubismo".
Roberto Pontual
PONTUAL, Roberto. Jenner: a arte moderna na Bahia. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1974. (Arte: Multicosmo, 2).

"Outros dirão as palavras justas e certas, analisando a pintura do moço sergipano, do artista da Bahia. Eu direi apenas que poucos fizeram tanto de maneira tão séria e dominaram assim completamente o ofício e dignificaram a arte da pintura. Direi que Jenner Augusto é uma presença estimulante na cidade e que dele nascem mesmo aqueles que o negam nas futricas do amadorismo provinciano pois em cada um de nós está algo da luz, da emoção, da beleza que ele criou. No incêndio da Feira de Água dos Meninos, no entardecer dos Alagados, no casario, na paisagem azul, no tabuleiro da cidade de Lagarto, onde menino, ele jogava futebol, em cada quadro seu, Jenner Augusto é o irmão do homem, traz o sal e o pão".
Jorge Amado
AMADO, Jorge. In: GALERIA DE ARTE ANDRÉ. Jenner Augusto: catálogo. São Paulo, 1987.

Exposições Individuais

1945 - Aracaju SE - Individual
1948 - Aracaju SE - Individual
1952 - Salvador BA - Individual, na Galeria Oxumaré
1955 - Rio de Janeiro RJ - Individual, na Galeria Exclusividades
1956 - Salvador BA - Individual, no Belvedere da Sé
1958 - Salvador BA - Individual, no Belvedere da Sé
1959 - Rio de Janeiro RJ - Individual
1960 - Salvador BA - Individual, no MAM/BA
1963 - Salvador BA - Individual, na Galeria Quirino
1964 - Rio de Janeiro RJ - Individual, na Galeria Bonino
1965 - São Paulo SP - Individual, na Galeria Astréia
1967 - Bruxelas (Bélgica) - Individual, no Museu de Bruxelas
1967 - Paris (França) - Individual, na Galeria Debret
1968 - São Paulo SP - Individual, na Galeria Astréia
1969 - São Paulo SP - Individual, na Galeria Astréia
1970 - Recife PE - Individual, na Ranulpho Galeria de Arte
1971 - São Paulo - Individual, na A Galeria
1971 - São Paulo SP - Individual, na Galeria Astréia
1972 - Belo Horizonte MG - Individual, na Galeria da Associação Mineira de Imprensa
1972 - Fortaleza CE - Individual, na Galeria Ignez Fiuza
1974 - Rio de Janeiro RJ - Jenner Augusto: retrospectiva, no MAM/RJ
1974 - Salvador BA - Jenner Augusto: retrospectiva, no MAM/BA
1974 - São Paulo SP - Jenner Augusto: retrospectiva, no MAM/SP
1975 - Rio de Janeiro RJ - Individual, na Galeria da Praça
1976 - Recife PE - Individual, na Ranulpho Galeria de Arte
1976 - Rio de Janeiro RJ - Individual, na Galeria da Praça
1977 - Porto Alegre RS - Individual, na Oficina de Arte
1977 - São Paulo SP - Individual, na A Galeria
1978 - Belo Horizonte MG - Individual, na Galeria de Arte Ami
1979 - Salvador BA - Individual, na Kattya Galeria de Arte
1979 - São Paulo SP - Individual, na Ranulpho Galeria de Arte
1980 - Recife PE - Individual, na Ranulpho Galeria de Arte
1980 - Rio de Janeiro RJ - Individual, na Bahiart Galeria
1981 - São Paulo SP - Individual, na A Galeria
1982 - Recife PE - Individual, na Ranulpho Galeria de Arte
1982 - Rio de Janeiro RJ - Individual, na Escala Galeria
1982- Salvador BA - Individual, na Época Galeria de Arte
1983 - Porto Alegre RS - Individual, na Masson Galeria de Arte
1984 - Aracaju SE - Individual, na J. Inácio Galeria de Arte
1984 - Belo Horizonte MG - Individual, na Galeria Guignard
1984 - Curitiba PR - Individual, na Galeria Ida e Anita
1984 - Rio de Janeiro RJ - Individual, na Vila Bernini Galeria
1984 - Salvador BA - Individual, na Época Galeria de Arte
1984 - São Paulo SP - Individual, na Ranulpho Galeria de Arte
1985 - São Paulo SP - Individual, na Galeria de Arte André
1986 - Porto Alegre RS - Individual, na Galeria Alencastro Guimarães
1986 - Salvador BA - Individual, na Época Galeria de Arte
1987 - São Paulo SP - Individual, na Galeria de Arte André
1988 - Salvador BA - Jenner Augusto: pinturas recentes, na Paulo Darzé Galeria de Arte
1991 - Salvador BA - Individual, na Galeria Atrium
1998 - Feira de Santana BA - Individual, na Galeria de Arte Carlo Barbosa

Exposições Coletivas

1949 - Salvador BA - 1º Salão Baiano de Belas Artes, no Hotel Bahia
1950 - Salvador BA - Novos Artistas Baianos, no Museu do Instituto Histórico e Geográfico
1951 - São Paulo SP - 1ª Bienal Internacional de São Paulo, no Pavilhão do Trianon
1952 - Feira de Santana BA - 1ª Exposição de Arte Moderna de Feira de Santana, no Banco Econômico
1953 - Rio de Janeiro RJ - 2º Salão Nacional de Arte Moderna, no MNBA
1955 - Rio de Janeiro RJ - 4º Salão Nacional de Arte Moderna
1955 - Salvador BA - 5º Salão Baiano de Belas Artes, no Belvedere da Sé - Prêmio de Viagem da Universidade Federal da Bahia
1956 - Rio de Janeiro RJ - 5º Salão Nacional de Arte Moderna
1956 - Salvador BA - 6º Salão Baiano de Belas Artes, na Galeria Oxumaré - medalha de ouro
1957 - Rio de Janeiro RJ - 6º Salão Nacional de Arte Moderna
1957 - São Paulo SP - Artistas da Bahia, no MAM/SP
1959 - Rio de Janeiro RJ - 8º Salão Nacional de Arte Moderna, no MAM/RJ - prêmio de viagem ao país
1960 - Rio de Janeiro RJ - 9º Salão Nacional de Arte Moderna, no MAM/RJ
1961 - Rio de Janeiro RJ - 10º Salão Nacional de Arte Moderna
1962 - Porto Alegre RS - 3º Salão de Artes Plásticas do Rio Grande do Sul, na UFRGS. IA - grande prêmio em pintura
1962 - Rio de Janeiro RJ - 11º Salão Nacional de Arte Moderna
1963 - Dallas (Estados Unidos) - Arte Nova, no Dallas Museum of Art
1963 - Rio de Janeiro RJ - A Paisagem como Tema, na Galeria Ibeu Copacabana
1966 - Alemanha - Baianos na Alemanha
1966 - Filadélfia (Estados Unidos) - Baianos na Filadélfia
1966 - Barcelona (Espanha) - Artistas da Bahia, no Instituto de Cultura Hispânica
1966 - Madri (Espanha) - Artistas da Bahia, no Instituto de Cultura Hispânica
1966 - Salvador BA - 1ª Bienal Nacional de Artes Plásticas
1967 - São Paulo SP - Artistas da Bahia, na A Galeria
1970 - São Paulo SP - Pinacoteca do Estado de São Paulo 1970
1972 - Milão (Itália) - Baianos em Milão, na Gallerie Schettini
1972 - São Paulo SP - Arte/Brasil/Hoje: 50 anos depois, na Galeria da Collectio
1975 - Salvador BA - Feira da Bahia
1977 - São Paulo SP - Mostra de Arte, no Grupo Financeiro BBI
1980 - Penápolis SP - 4º Salão de Artes Plásticas da Noroeste, na Fundação Educacional de Penápolis. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Penápolis
1982 - Penápolis SP - 5º Salão de Artes Plásticas da Noroeste, na Fundação Educacional de Penápolis. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Penápolis
1983 - Rio de Janeiro RJ - 6º Salão Nacional de Artes Plásticas, no MAM/RJ
1983 - Rio de Janeiro RJ - Auto-Retratos Brasileiros, na Galeria de Arte Banerj
1984 - Aracaju SE - Artistas Baianos, na J. Inácio Galeria de Arte
1984 - São Paulo SP - Tradição e Ruptura: síntese de arte e cultura brasileiras, na Fundação Bienal
1985 - São Paulo SP - 100 Obras Itaú, no Masp
1985 - São Paulo SP - As Mães e a Flor na Visão de 33 Pintores, na Ranulpho Galeria de Arte
1986 - Brasília DF - Baianos em Brasília, na Casa da Manchete
1986 - São Paulo SP - Mostra do Acervo, no Sudameris Galleria
1987 - São Paulo SP - 20ª Exposição de Arte Contemporânea, na Chapel Art Show
1988 - Salvador BA - Os Ilustradores de Jorge Amado, na Fundação Casa de Jorge Amado
1988 - São Paulo SP - 15 Anos de Exposição de Belas Artes Brasil-Japão, na Fundação Mokiti Okada M.O.A.
1990 - Brasília DF - Figurativismo/Abstracionismo. O Vermelho na Pintura Brasileira, na Itaugaleria
1990 - São Paulo SP - Figurativismo/Abstracionismo. O Vermelho na Pintura Brasileira, na Itaugaleria
1991 - Belo Horizonte MG - Figurativismo/Abstracionismo. O Vermelho na Pintura Brasileira, na Itaugaleria
1991 - Santos SP - 3ª Bienal Nacional de Santos, no Centro Cultural Patrícia Galvão
1993 - Campinas SP - Figurativismo/Abstracionismo: o vermelho na pintura brasileira
1998 - Porto Alegre RS - Acervo: Instituto de Artes 90 Anos, na UFRGS. IA
1999 - Curitiba PR - Arte-Arte Salvador 450 Anos, na Fundação Cultural de Curitiba. Solar do Barão
1999 - Rio de Janeiro RJ - Arte-Arte Salvador 450 Anos, no Museu Histórico da Cidade do Rio de Janeiro
1999 - Salinas da Margarida BA - Arte-Arte Salvador 450 Anos, no MAM/BA
1999 - Salvador BA - 100 Artistas Plásticos da Bahia, no Museu de Arte Sacra
1999 - Salvador BA - Arte-Arte Salvador 450 Anos, no MAM/BA
2002 - São Paulo SP - Paisagens do Imaginário, na Nova André Galeria

Fonte: Itaú Cultural

VEJA TAMBÉM

Sachiko Koshikoku - Pássaro Azul
Pássaro Azul
Otto Stupakoff - la trougue, frança
la trougue, frança