Escritoriodearte.com > Artistas > Georges Racz

Georges Racz

OBRAS DO ARTISTA

Este artista não possui obras em nosso acervo.

Você possui uma obra deste artista e quer vender?

Após logar no site, clique em 'Avaliações' e envie sua obra.

Leilão de Artes Online

BIOGRAFIA

Georges Racz (Budapeste, Hungria 1937)

Fotografo, professor, crítico.

Forma-se em ciências sociais pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro em 1964, quando já praticava a fotografia, passando a atuar como cineasta a partir de 1966. Desenvolve intensa atividade didática, como professor de sociologia, de fotografia, de cinema e de artes visuais, tendo sido o responsável pela implantação dos cursos de fotografia do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, que coordena entre 1972 e 1976. Teve papel importante na afirmação da fotografia como meio de expressão artística no país, em virtude da criação do grupo Photogaleria, em 1973, do qual foi presidente, e de sua atuação como crítico de arte, sobretudo na revista Visão, para a qual trabalha entre 1976 e 1990. Expõe com freqüência nas décadas de 70 e 80, tendo seu trabalho representado nas coleções do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro e do Museu Nacional de Belas Artes, no Rio de Janeiro (RJ), e do The Art Museum of Chicago (Estados Unidos).

Críticas

"Enquanto tenta, na sua pintura, afastar-se da representação naturalista tradicional, a fotografia, para ele, representa não a transcrição do real, mas antes a possibilidade de revelar o invisível à vista, o ato de revelar mais e mais um caminho em direção a uma arte que não vem da retina. 
E é, entre todos os assuntos que lhe chamam a atenção, sempre em nome do jogo de sombra e de luz, que ele vai se interessar fatalmente, como Brassai, pelas fissuras, pelas asperezas, pelos grafites. "
Charles Henri Favrod
Favrod, Charles Henri. A descoberta da fotografia. In: Barros, Geraldo de. Fotoformas: Geraldo de Barros: fotografias = photographies. p. 7.

Depoimentos

"Comecei aos 14 anos de idade com máquina simples. A partir de 1960 liguei-me ao movimento fotoclubista, ganhando técnica, prêmios e ocupando cargos de direção. A partir de 1969 profissionalizei-me, principalmente na área de fotos industriais e de publicidade. Nos anos 70 intensifiquei a minha participação em fotojornalismo. O meu principal interesse sempre foi a fotografia autoral, o que me fez participar de movimentos e exposições. Fui um dos fundadores e presidi a Photogaleria, uma cooperativa nacional em prol da fotografia autoral. Mais por solicitação que vocação, fui um pioneiro do ensino da fotografia no Brasil. "
Georges Racz

Acervos

Acervo Masc - Florianópolis SC
Acervo MAM/RJ - Rio de Janeiro RJ
Coleção The Art of Chicago - EUA
Acervo MNBA - Rio de Janeiro RJ
Acervo Solar Grandjean de Montigny/Centro Cultural da PUC - Rio de Janeiro RJ
Acervo Departamento de Artes da PUC - Rio de Janeiro RJ
Banco de Dados Informatizado Itaú Cultural - São Paulo SP

Exposições Coletivas

1967 - Rio de Janeiro RJ - ACM
1967 - São Paulo SP - 9ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
1968 - Vitória ES - 5ª Bienal Brasileira de Fotografia, representando o Rio de Janeiro
1969 - Évora (Portugal) - 5ª Bienal Internacional de Fotografia de Évora
1969 - Rio de Janeiro RJ - 4ª Exposição Individual, na Galeria Bar Varanda
1969/1970 - Suíça - 3ª Coupe Mondial de la Photographie
1970 - São Paulo SP - 6ª Bienal Brasileira de Arte Fotográfica
1971 - Rio de Janeiro RJ - Nova Fotografia Brasileira, na Galeria do Instituto Brasil-Estados Unidos
1972 - Campinas SP - Salão Internacional de Arte Fotográfica, no MAC/Campinas - menção honrosa e medalha de prata
1972 - Rio de Janeiro RJ - 1º Salão Internacional de Fotografia da Sociedade Brasileira de Belas Artes
1973 - Rio de Janeiro RJ - 1ª Exposição de Fotografias da Photo Galeria, na Galeria Tora
1973 - São Paulo SP - 2ª Exposição de Fotografias da Photo Galeria, na Galeria Bonfiglioli
1974 - Salão Internacional de Fotografia da Sociedade Brasileira de Belas Artes - medalha de ouro
1974 - Rio de Janeiro RJ - Uma Cidade em Grito, no Museu Nacional de Belas Artes
1974 - Rio de Janeiro RJ - 2ª Exposição de Fotografias da Photo Galeria, na Celina Decorações
1978 - Rio de Janeiro RJ - Galeria Macunaíma/Funarte/Museu Nacional de Belas Artes
1978 - João Pessoa PB - Galeria Pedro Américo/UFPB
1979 - Recife PE - Retiro Galeria/Casa Ateliê de João Batista Queiroz
1979 - Rio de Janeiro RJ - Duas Cidades Barrocas, dois fotógrafos: Zaluar e Georges Racz, na Galeria Fesp
1980 - São Paulo SP - 1ª Trienal de Fotografia, no MAM/SP
1980 - Rio de Janeiro RJ - 30 Anos de Reminiscências, retrospectiva na Galeria Rodrigo M. F. de Andrade da Funarte/Museu Nacional de Belas Artes
1980 - Rio de Janeiro RJ - Sonho Ancestral, na Galeria Luz e Sombra
1981 - Florianópolis SC - Retrospectiva de 30 Anos de Fotografia, no Museu de Arte de Santa Catarina
1983 - Rio de Janeiro RJ - Galeria Matias Marcier
1985 - Rio de Janeiro RJ - Lazer, na Funarte
1986 - Rio de Janeiro RJ - Salão Internacional de Fotoarte - Medalha de Bronze
1987 - Rio de Janeiro RJ - Solar Grandjean de Montigny
1988 - Rio de Janeiro RJ - Orquestra de Câmara, no "Jornal do Brasil"
2001 - São Paulo SP - 10ª Coleção Pirelli/Masp de Fotografias, no Masp

Fonte: Itaú Cultural

VEJA TAMBÉM

Tomie Ohtake - Abstração
Abstração