Escritoriodearte.com > Artistas > Fúlvia Gonçalves

Fúlvia Gonçalves

OBRAS DO ARTISTA

Este artista não possui obras em nosso acervo.

Você possui uma obra deste artista e quer vender?

Após logar no site, clique em 'Avaliações' e envie sua obra.

Leilão de Artes Online

BIOGRAFIA

Fúlvia Gonçalves (Pedreira SP 1937)

Pintora, desenhista, gravadora, professora.

Faz comunicação visual na Escola de Artes Plásticas, em Ribeirão Preto, entre 1960 e 1968; freqüenta o ateliê de Leonello Berti, Bassano Vacarini e Francisco Amendola. Atua como professora da Universidade de Ribeirão Preto e trabalha com cinema de animação, participando do Festival Cinema de Animação, no Museu de Arte Moderna de São Paulo, MAM/SP, em 1962. Em 1966, tem aulas de ateliê em comunicação visual com Wesley Duke Lee. Durante dezesseis anos, de 1976 a 1992, participa da criação e implantação dos cursos de graduação e pós-graduação em artes plásticas da Universidade de Campinas, Unicamp, onde assume o cargo de chefe do Departamento de Artes Plásticas do Instituto de Artes, nas áreas de Comunicação Visual e Artes Gráficas. Nessa mesma universidade, defende tese de doutorado em artes em 1988.

Críticas

"(...) Nas pinturas presentes a figura humana ao lado de elementos orgânicos, a representação de uma e dos outros, em escala variada, os mesmos elementos focalizados de pontos diferentes transformam a humanidade num desfile mágico visto de um carrossel e de uma gangorra ao mesmo tempo. Não um quadro, mas a sequência de suas obras introduz tempo e movimento no fruidor.  (...) A sala de anatomia ora nos mostra um olho enorme como um globo, ora uma barriga que envolve seu dono, mais adiante de um crânio cortado saem outros crânios e das secções praticadas nos seres, em lugar de sangue, parece um jogo de bonecas russas, brinquedo inesperado, nos salvando à beira do colapso. A repetição parece a coexistência geradora de repulsa e atração que marca e desgasta mas nos mantém vivos. Vivos nos expandimos com os desenhos nas linhas limpas, nas aguadas luminosas, onde grupos humanos redescobrem seu planeta em caminhos ampliados pela dimensão cósmica dos astros que se elevam sobre o horizonte. Cabeças rodam como satélites em volta da estrela vermelha de acrílico, na sugestão de uma nova viagem para a busca de uma visão mais profunda do cosmos que cresce."
Pedro Manuel
FÚLVIA Gonçalves. Apresentação de Bernardo Caro e Teixeire Leite. São Paulo: Museu de Arte Brasileira, 1988.

Exposições Individuais

1967 - Ribeirão Preto SP - Primeira individual, na Galeria da Escola de Artes Plásticas
1968 - Ribeirão Preto SP - Individual, na Galeria Sociedade Recreativa
1969 - São Paulo SP - Individual, no Sesc
1976 - Genebra (Suíça) - Desenhos e Pintura, na Galérie du Theatre
1978 - Montevidéu (Uruguai) - Individual, no Instituto de Cultura Uruguaio-Brasileño
1979 - Rio de Janeiro RJ - Individual, na Galeria Sérgio Milliet - Funarte
1982 - Brasília DF - Individual, na Itaú Galeria
1984 - Campinas SP - Individual, Fases, na Galeria de Arte Unicamp
1985 - Campinas SP - Entranhas da Vida Vegetal, no MACC
1988 - Campinas SP - Individual - Tese de Doutorado em Artes - Instalação: Mona Lisa à Luz das Sombras, na Galeria do Instituto de Artes/Unicamp
1988 - São Paulo SP - Paralela, na Faap

Exposições Coletivas

1963 - Araraquara SP - Salão Oficial de Arte - prêmio aquisição
1965 - Campinas SP - 1º Salão de Arte Contemporânea, no MACC
1966 - Campinas SP - 2º Salão de Arte Contemporânea, no MACC
1966 - Jaboticabal SP - 6º Salão de Artes - medalha de prata
1966 - Ribeirão Preto SP - Mostra, na Galeria 4 Artes
1970 - Santo André SP - 3º Salão de Arte Contemporânea de Santo André, no Paço Municipal
1974 - Milão (Itália) - Mostra, no Centro Cultural Italobrasiliano
1974 - Ribeirão Preto SP - Coletiva, na Galeria Teatro Municipal
1975 - Milão (Itália) - Resegna Internazionale di Pittura - Prêmio Presence, no Museu Leonardo da Vinci
1975 - Ouro Preto MG - Festival de Inverno de Ouro Preto, na Casa dos Contos
1976 - São Paulo SP - 8º Bienal Nacional de São Paulo, no MAC
1976 - Como (Itália) - Salão Oficial - 8º Prêmio Lario Cadorago
1977 - Lausanne (Suíça) - Coletiva com Antonio Peticov e Anísio Dantas, na Galeria Vieu x Caveau
1978 - Genebra (Suíça) - 8 Tendências Artísticas, na Avry Galerie
1978 - São Paulo SP - 13º Salão Portinari
1979 - Campinas SP - Mostra, com Egas Francisco, na Galeria de Arte Senac
1979 - Rio de Janeiro RJ - 2º Salão Nacional de Artes Plásticas, no MAM/RJ
1980 - Campinas SP - Anacrônicos da Madrugada, MACC
1980 - Ituiutaba MG - Anacrônicos da Madrugada
1981 - Altinópolis SP - Anacrônicos da Madrugada
1981 - Campinas SP - Artistas de Campinas, na Tendência Galeria de Arte
1981 - Campinas SP - Mostra, no MACC
1981 - Cravinhos SP - Anacrônicos da Madrugada
1981 - Matão SP - Anacrônicos da Madrugada
1981 - Milão, Trieste (Itália) - Mostra, na Galeria Ítalo-Brasiliana
1981 - São Carlos SP - Anacrônicos da Madrugada, na Itaugaleria
1982 - Belo Horizonte MG - Anacrônicos da Madrugada, no Itaú Cultural
1982 - Ribeirão Preto SP - Fúlvia Gonçalves: Vida Oceânica, na Galeria Jardim Contemporâneo
1982 - Brasília DF - Anacrônicos da Madrugada, na Itaú Galeria
1983 - Catanduva SP - Anacrônicos da Madrugada, na Itaugaleria 
1983 - Catanduva SP - Mostra, na Itaugaleria
1983 - São Paulo SP - Parabienal Ecológica
1984 - Campinas SP - Arte Contemporânea de Campinas 1958/1978, na Galeria de Arte da Unicamp
1985 - Calgary (Canadá) - Off Center - Mail Art Exhibition
1985 - Dallas (Estados Unidos) - Mostra, na Gallery Realism Modern - Mail Art
1985 - México - 2ª Bienal Internacional Poesia Alternativa - Mail Art
1985 - Texas (Estados Unidos) - Very Special Arts Armour
1986 - Roma (Itália) - Brazilians Shapes, na Universidade de Roma
1987 - Andeville (França) - Happy Birthday Marcel Duchamp - 1887-1987
1987 - Oslo (Noruega) - First International Mail Art Manifest, na Onstad Art Center
1987 - São Paulo SP - Arte Postal - A Trama do Gosto, na Fundação Bienal
1987 - São Paulo SP - Projeto para 6 painéis do conjunto Mater CAISM/Unicamp
1988 - São Paulo SP - Fúlvia Gonçalves, no MAB/Faap
1992 - Campinas SP - 1972/1992: O Contemporâneo em Campinas, no Itaú Cultural
1992 - Ribeirão Preto SP - Modernidade/Experimentalismo: Artes Plásticas em Ribeirão Preto, na Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto/USP
1994 - Rosário (Argentina) - 1ª Mostra Latino-americana Miniprint
1995 - Campinas SP - Panorama Cultural de Campinas, no MACC
1997 - Campinas SP - Relendo Morandi, na Galeria de Arte da Unicamp

Fonte: Itaú Cultural

VEJA TAMBÉM

León Ferrari - Sem Título
Sem Título
Tuneu - Reflexo
Reflexo