Escritoriodearte.com > Artistas > Flávia Ribeiro

Flávia Ribeiro

OBRAS DO ARTISTA

Este artista não possui obras em nosso acervo.

Você possui uma obra deste artista e quer vender?

Após logar no site, clique em 'Avaliações' e envie sua obra.

BIOGRAFIA

Flávia Ribeiro (São Paulo SP 1954)

Pintora, gravadora e escultora.

Entre 1970 e 1974, Flávia Monteiro Ribeiro estudou na Escola Brasil:, em São Paulo. Faz curso de fotografia com Claudia Andujar (1931) e George Leary Love (1937 - 1995) e de gravura em metal com Babinski (1931). Estuda na Enfoco Escola de Fotografia, onde é aluna de Cristiano Mascaro (1944) e Maureen Bisilliat (1931), entre 1972 e 1974. Nos anos seguintes, é assistente de Dudi Maia Rosa (1946) e sua aluna de gravura e desenho. Recebe, em 1976, o prêmio aquisição no 6º Salão Paulista de Arte Contemporânea. Aperfeiçoa-se em gravura na Slade School of Fine Arts, em Londres, entre 1978 e 1980. Na década de 1980, começa a realizar trabalhos com encáustica (pigmentos misturados com cera) e asfalto sobre tela. Nesse período, atua com Daniela Thomas (1959) na confecção de cenários e figurinos das peças teatrais Carmem com Filtro, Eletra com Creta e O Navio Fantasma, de Gerald Thomas (1954). Em 1989, realiza mostra individual no Projeto Macunaíma, Funarte, no Rio de Janeiro. É artista residente da Slade School of Fine Arts, em Londres, entre 1991 e 1992. Dedica-se também à realização de esculturas de metal, trabalhando inicialmente com estanho e latão. Em 2002, apresenta pela primeira vez uma série de esculturas de bronze, na Galeria André Millan, em São Paulo.

Comentário crítico

Flávia Ribeiro, em suas primeiras produções, realiza trabalhos com encáustica (pigmentos misturados com cera) e asfalto sobre tela, em que apresenta uma geometria simples, com elementos como a cruz, o quadrado ou o losango. Para o historiador da arte Agnaldo Farias, essas peças, por sua forma, pelo material utilizado e por seu acabamento rudimentar, sugerem um caráter ancestral, marcado pela passagem do tempo.

Como nota o historiador da arte Tadeu Chiarelli, Flávia Ribeiro subverte os meios tradicionais de produção artística, utilizando com irreverência certos procedimentos do campo da gravura para a realização de trabalhos cuja forma final oscila entre os conceitos estabelecidos da própria gravura, da pintura e do campo tridimensional. Com ferramentas típicas do gravador, a artista trabalha com um bloco de cera no qual derrama látex líquido, que em seguida é retirado. Segundo Chiarelli, as peças resultantes solicitam do espectador, para a sua compreensão, um repertório de códigos da pintura, mas, por estarem estendidas próximas à parede, sugerem outras possibilidades de apreensão, remetendo ainda a velhas colchas e lençóis secando em varais domésticos. A dificuldade em definir os trabalhos dentro de um campo restrito coloca Flávia Ribeiro, para o autor, como uma das mais instigantes artistas contemporâneas.

Mais recentemente, a artista inicia a realização de esculturas em metal. Para Agnaldo Farias, apesar da brusca mudança de material, sua poética se mantém nas formas orgânicas, geradas pela irregularidade das superfícies, em que permanecem os vestígios da manipulação dos moldes pela artista.

Críticas

"(...) Flávia Ribeiro incita o espectador a uma contemplação renovadora a respeito da produção serial. Seus ´discos de matéria´ são bonitos e competentes e revelam uma seriedade ímpar(...)"
Lisette Lagnado
LAGNADO, Lisette. 6º Salão Paulista de Arte Contemporânea. Galeria: revista de arte, São Paulo: Area Editorial, n. 10, p. 54-55, 1988.

Exposições Individuais

1988 - São Paulo SP - Individual, na Galeria Millan
1989 - Rio de Janeiro RJ - Projeto Macunaíma, na Funarte
1991 - São Paulo SP - Individual, na Galeria Millan
1993 - São Paulo SP - Reliquiae Rerum, na Capela do Morumbi
1994 - São Paulo SP - Individual, na Galeria Millan
1995 - Rio de Janeiro - Frágeis, no Espaço Cultural Sérgio Porto
1996 - São Paulo SP - Floribus Explere, no Espaço OX
1997 - Barueri SP - Corpos Associados, ATC Alphaville
1999 - São Paulo SP - Corpus Consociatus, na Galeria Millan
2001 - Belo Horizonte MG - Individual, na Galeria Celma Albuquerque
2002 - São Paulo SP - Individual, na Galeria André Millan

Exposições Coletivas

1976 - São Paulo SP - 7º Salão Paulista de Arte Contemporânea, no Paço das Artes - prêmio aquisição
1977 - Santos SP - 5º Salão Jovem de Santos - prêmio aquisição
1978 - São Paulo SP - Coletiva Gravuras e Aquarelas, na Galeria Pindorama
1980 - Londres (Inglaterra) - Mostra de Gravura PPMC Print Show, na Graffiti Gallery
1981 - Londres (Inglaterra) - Mostra de Gravura Slade Print Show, na Greenwich Gallery
1985 - Rio de Janeiro RJ - 8º Salão Nacional de Artes Plásticas, no MAM/RJ
1987 - São Paulo SP - 5º Salão Paulista de Arte Contemporânea, na Pinacoteca do Estado - Prêmio Salão Paulista
1987 - São Paulo SP - A Trama do Gosto: um outro olhar sobre o cotidiano, na Fundação Bienal
1988 - Rio de Janeiro RJ - 10º Salão Nacional de Artes Plásticas - prêmio aquisição
1988 - São Paulo SP - 6º Salão Paulista de Arte Contemporânea
1988 - São Paulo SP - Coletiva 1981/1987, na Galeria Arco
1989 - Rio de Janeiro RJ - Projeto Macunaína, na Funarte
1989 - São Paulo SP - 20ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal - prêmio aquisição
1990 - Los Angeles (Estados Unidos) - Brazil Projects' 90, na Municipal Art Gallery
1990 - São Paulo SP - 21º Panorama de Arte Atual Brasileira, no MAM/SP
1990 - São Paulo SP - Brazil Projects' 90, no Masp
1991 - São Paulo SP - BR/80: pintura Brasil década 80, no Itaugaleria
1992 - São Paulo SP - Galeria Millan: mostra inaugural, na Galeria Millan
1993 - São Paulo SP - 23º Panorama de Arte Atual, no MAM/SP
1994 - Juiz de Fora MG - América, na Universidade Federal de Juiz de Fora - Reitoria
1994 - Rio de Janeiro RJ - Livro-Objeto: a fronteira dos vazios, no CCBB
1994 - Rio de Janeiro RJ - Via Fax, no Museu do Telephone
1994 - Rio de Janeiro RJ -  BR-UK, no MAM/RJ
1994 - São Paulo SP - Bienal Brasil Século XX, na Fundação Bienal
1994 - São Paulo SP - Espelhos e Sombras, no MAM/SP
1995 - Rio de Janeiro RJ - Espelhos e Sombras, no CCBB
1995 - Santos SP - 5ª Bienal Nacional de Santos, no Centro Cultural Patrícia Galvão
1995 - São Paulo SP - 1º United Artists, na Casa das Rosas
1995 - São Paulo SP - Livro-Objeto: a fronteira dos vazios, no MAM/SP
1996 - São Paulo SP - 23ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
1996 - São Paulo SP - 4º Studio Unesp Sesc Senai de Tecnologias de Imagens, no Sesc Pompéia
1997 - São Paulo SP - Arte Cidade: a cidade e suas histórias
1998 - São Paulo SP - Afinidades Eletivas I: o olhar do colecionador, na Casa das Rosas
1998 - São Paulo SP - Teoria dos Valores, no MAM/SP
1999 - Bergen (Noruega) - Claming the Clouds, na Foudation 3,14
1999 - São Paulo SP - Arte Brasileira sobre Papel na Coleção do Museu de Arte Moderna de São Paulo, no MAM/SP
1999 - São Paulo SP - United Artists: Viagens de Identidades, na Casa das Rosas
2000 - Ribeirão Preto SP - Coletiva, na Museu de Arte
2000 - São Paulo SP - Brasil + 500 Mostra do Redescobrimento, na Fundação Bienal
2001 - Rio de Janeiro RJ - O Espírito de Nossa Época, no MAM/RJ 
2002 - São Paulo SP - México Imaginário, na Casa das Rosas
2002 - São Paulo SP - Ópera-Aberta, Celebração, na Casa das Rosas
2002 - São Paulo SP - Territórios, no Instituto Tomie Ohtake
2003 - São Paulo SP - Pele e Alma, no Centro Cultural do Banco do Brasil

Fonte: Itaú Cultural

VEJA TAMBÉM

Evandro Carlos Jardim - Um dia de Vento
Um dia de Vento
Eduardo Sued - Sem Título
Sem Título
Inimá de Paula - Paisagem com Casas e Árvores
Paisagem com Casas e Árvores