Escritoriodearte.com > Artistas > Fábio de Bittencourt

Fábio de Bittencourt

OBRAS DO ARTISTA

Este artista não possui obras em nosso acervo.

Você possui uma obra deste artista e quer vender?

Após logar no site, clique em 'Avaliações' e envie sua obra.

Leilão de Artes Online

BIOGRAFIA

Fábio de Bittencourt (São Paulo SP 1964)

Performer, desenhista, professor, pintor, gravador e escultor.

Conclui licenciatura e bacharelado em artes plásticas pela Unicamp em 1990. Antes de iniciar o curso superior em arte, faz curso de desenho, pintura e teatro, na Biblioteca Viriato Corrêa, de 1972 a 1975, estuda desenho e modelagem, no Museu Lasar Segall, de 1980 a 1982, e desenho com Cássio Michelany (1949) e Inácio Justo, em 1983 e 1984. Em 1986, após se mudar para Campinas, freqüenta o Ateliê de Gravura em Metal do Museu Lasar Segall orientado por Arnaldo Bataglini (1953), seguindo seus estudos acadêmicos na Unicamp em paralelo. Em 1987 realiza a performance Capacíclopes contra a pintura retiniana. Nos anos 90 dedica-se intensamente aos estudos de novos meios nas artes plásticas, participando de cursos de história da arte com Agnaldo Farias (1955), Aracy Amaral (1930) e Tadeu Chiarelli (1956). No mesmo período participa do curso Imagem Eletrônica - Tempo e Espaço em Vídeo, com Kiko Goifman (1968), no MIS/Campinas, do curso sobre instalação com Mary Dritschel (1934), na Unicamp e do projeto Oficinas Interativas com artistas e críticos de arte como Agnaldo Farias (1955), Carlos Fajardo (1941), Iole de Freitas (1945), Nelson Leirner (1934) e Rodrigo Naves (1955). Ainda no anos 90, forma a dupla performática +0-0 com o artista Marco Serra, realizando a performance Ação-Urso, em 1991, e uma intervenção performática na exposição de Arte Erótica no MAC/ Campinas em 1993. Participa como performer no vídeo A hidra de lerna - os doze trabalhos de Hércules, em 1994. Neste ano faz a cenografia para os vídeos Clones, Bárbaros e Replicantes e Toshimi, e produz o vídeo Ditados Populares.

Críticas

"Acompanhando a trajetória de Fábio de Bittencourt pode-se reconhece no conjunto de sua obra um diálogo com a arte expressionista, não só pelas distorções degenerativas feitas a partir de um certo figurativismo latente e a constante presença de um eu em conflito, mas principalmente pela angustia auto-referente e a crítica social presentes em seu traço. (...) Em torno de uns poucos tons pastéis Bittencourt logrou dar força expressiva a suas obras. Esta expressividade centrou-se principalmente nas experiências vividas pelo artista, que simbolizou sua individualidade angustiada e em transformação na figura do morcego e em outras imagens antropomórficas e despedaçadas. (...) Fábio desvinculou-se gradativamente de uma estética do terror e passou gradativamente à evocação de objetos crus. Não se trata apenas da representação deste objetos, mas da criação de um novo mundo de símbolos a partir da forma, do gesto, da composição e da luz, já sem nenhuma responsabilidade social ou auto-biográfica".
Álvaro Faleiros
BENUTTO, Marcos Euner (org.). Reprografia 96: exposição coletiva. Campinas: Galeria de Arte Vera Ferro, 1996.

Exposições Individuais

1987 - Campinas SP - Desenhos, na Galeria de Arte da Unicamp
1989 - Campinas SP - Individual, no MACC
1989 - Americana SP -Desenhos, no MAC/Americana
1990 - São José do Rio Pardo SP - 3 Anos, no Museu de Arte de São José do Rio Pardo
1991 - Campinas SP - Mulheres da Noite, no Espaço Luz del Fuego
1991 - São José do Rio Pardo SP - Imaginário Popular, no Museu de Arte de São José do Rio Pardo
1991 - Campinas SP - O Cristo, no MAC/Campinas 
1992 - Campinas SP - The Bats , na Galeria do Centro de Convivência Cultural - prêmio estímulo
1995 - Campinas SP - Pinturas, na Galeria de Artes do Tênis Clube
1996 - São Paulo SP - Individual, no Sesc Paulista
1996 - São Paulo SP  - Construções de Confronto, na Galeria Sesc Paulista
1997 - Campinas SP - Gravuras, na Galeria Losango Caqui
1997 - Campinas SP - Trajetória, na Galeria de Arte da Unicamp
1997 - Campinas SP  - Luz e Cor, na Galeria Pirâmide 
1998 - Campinas SP - Macula, no Centro de Convivência Cultural
1998 - Piracicaba SP - Pinturas, na Gaia Galeria de Arte - Espaço Cultural
2000 - São Paulo SP - Ronda, na sala Mário Pedrosa - Secretaria Municipal da Cultura
2001 - Campinas SP - Preto e Branco, no Centro Cultural Evolução
2003 - Campinas SP - Tributo, no Centro Cultural Evolução

Exposições Coletivas

1983 - São Paulo SP - O Freqüentador Ativo, no Museu Lasar Segall
1985 - São Paulo SP - 1ª Mostra de Desenho do jornal Folha de São Paulo
1987 - Campinas SP - 1ª Mostra de Arte Xerox Infotec, na Unicamp - Reitoria
1987 - Piracicaba SP - 20º Salão de Arte Contemporânea de Piracicaba
1987 - São José do Rio Pardo - Outrosuportes, no Museu Rio Pardense
1987 - Belo Horizonte MG - 6º Salão Brasileiro Universitário de Artes
1987 - Campinas SP - Projeto Out-door do MACC
1987 - Campinas SP - Coletiva, no Centro de Ciências, Letras e Artes
1987 - Campinas SP - Torre de Babel, na Unicamp - Reitoria
1988 - Belo Horizonte MG  - 6º Salão Nacional Universitário, no MAP
1988 - Campinas SP - Linguagens em Confronto, no MACC
1988 - Americana SP - 4º Salão de Arte Contemporânea de Americana, no MAC/Americana - prêmio aquisição
1988 - São Paulo SP - 6º Salão Brasileiro Universitário de Artes
1988 - São Paulo SP - 6º Salão Paulista de Arte Contemporânea, na Galeria Prestes Maia - prêmio aquisição
1988 - São Paulo SP  - 6º Salão Paulista de Arte Contemporânea
1988 - São Paulo SP - 4º Salão Nacional Universitário de Artes Plásticas
1988 - Belo Horizonte MG  - 20º Salão Nacional de Arte Contemporânea da Cidade de Belo Horizonte, no MAP 
1988 - Piracicaba SP  - 20º Salão de Arte Contemporânea de Piracicaba
1988 - São Paulo SP - Arte Têxtil, na Rhodia
1989 - São José do Rio Pardo - 3 Anos, no Museu Rio Pardense
1989 - Curitiba PR - 46º Salão Paranaense de Artes Plásticas, no MAC/PR
1989 - Ribeirão Preto SP - 14º Salão de Arte de Ribeirão Preto
1989 - São Paulo SP - 7º Salão Paulista de Arte Contemporânea, na Galeria Prestes Maia - prêmio aquisição
1989 - São Paulo SP - 5º Salão Nacional Universitário de Artes Plásticas
1990 - São Paulo SP - Coletiva, na Galeria Kramer
1990 - Campinas SP - Names Project, na Prefeitura Municipal de Campinas
1990 - Curitiba PR - 47º Salão Paranaense de Artes Plásticas, no MAC/PR
1990 - Ribeirão Preto SP - 14º Salão de Arte Contemporânea de Ribeirão Preto
1990 - Belo Horizonte MG - 22º Salão Nacional de Artes Plásticas do Museu de Belo Horizonte, no MAP
1990 - Limeira SP - 17º Salão de Arte Contemporânea de Limeira - menção honrosa
1990 - Belo Horizonte MG - 7º Salão Nacional de Arte Contemporânea, no Museu de Arte da Pampulha
1991 - Vitória ES - Porto 91, no Porto de Vitória
1991 - Piracicaba SP - Instalação no Engenho Central, no Engenho Central de Piracicaba
1991 - Campinas SP - Instalação no Museu da Cidade, no Museu da Cidade de Campinas
1991 - Campinas SP - Artistas pela Paz, no MACC
1991 - São José do Rio Pardo - Imaginário Popular, no Museu Rio Pardense
1991 - Campinas SP  - Imaginário Popular, na Galeria Aquarela de Arte Contemporânea
1991 - Campinas SP - O Cristo, no MACC
1992 - Ribeirão Preto SP - 16º Salão de Arte Contemporânea de Ribeirão Preto
1992 - Campinas SP - Projeto Out-door, no MACC
1992 - Ribeirão Preto SP  - 17º Salão de Arte de Ribeirão Preto, na Casa da Cultura de Ribeirão Preto
1993 - Americana SP - Jovem Arte, no MAC/Americana
1994 - Campinas SP - In Extremis, no MACC
1995 - Campinas SP - Panorama Cultural de Campinas, no MACC
1995 - Campinas SP - Instalação no Parque Ecológico, no Parque Ecológico
1995 - Campinas SP - Prêmio Business, no MACC
1995 - Limeira SP - 20º Salão de Arte Contemporânea de Limeira - prêmio aquisição
1996 - Campinas SP - Reprografia, na Galeria de Artes Vera Ferro
1996 - Campinas SP - Processo de trabalho, no Centro de Comunicação e Artes In Touch
1996 - Campinas SP - Atelier 3, no Mercado Mundo Mix
1997 - Campinas SP -15 anos, na Galeria de Arte Aquarela de Arte Contemporânea
1997 - Campinas SP - Luz e Cor, na Galeria de Arte Pirâmide
1997 - Campinas SP - Tributo a Carlos Gomes, no Centro de Convivência Cultural de Campinas
1997 - Campinas SP  - Artistas Pela Paz, no MACC
1997 - São Paulo SP - Heranças contemporâneas, no MAC/USP
1998 - Campinas SP - Pinturas, no Banco Francês e Brasileiro
1998 - Piracicaba SP - 30º Salão de Arte Contemporânea de Piracicaba, na Casa das Artes Plásticas 'Miguel Dutra
1998 - Campinas SP - Retratos do 28º BIB, no Círculo Militar de Campinas
1998 - Piracicaba SP - Coletiva, na Gaia Galeria de arte
1998 - Campinas SP - Happy Arte, no Scala Espaço Cultural
1998 - Piracicaba SP - O Casal, na Casa do Povoador
1998 - Campinas SP - O Gato, no MACC
1998 - Campinas SP - Mácula, no MACC
1998 - Piracicaba SP - Mapa Cultural Paulista, no Engenho Central
1998 - São Paulo SP - Arte em Movimento, no Sesc Pompéia
1999 - Campinas SP - Coletiva, no Espaço Nosso Escritório
1999 - Piracicaba SP - Coletiva, no Espaço Ecológico da Rua do Porto
1999 - Limeira SP - Coletiva oficial Cultural Regional Carlos Gomes, da Secretaria de estado da Cultura
1999 - Americana SP - Lugar de qualquer lugar, no MAC/Americana
1999 - São Paulo SP - Olho Seco, no Atelier Daora Brandão
1999 - Americana SP  - Oficina Cultural Regional Carlos Gomes, na Secretaria Municipal de Educação e Cultura
1999 - Piracicaba SP - 31º Salão de Arte Contemporânea de Piracicaba, no Engenho Central
1999 - São Paulo SP - Retralha, na Funarte
1999 - Curitiba PR - 56º Salão de Arte Contemporânea, no MAC/PR
2000 - São Bernardo do Campo SP - Salão de Arte Contemporânea
2000 - São Paulo SP - Iniciativas, no CCSP
2001 - Campinas SP - Coletiva, na Galeria Casa da Arte
2001 - Limeira SP - 3ª Mostra de Artes Visuais, na Secretaria de Estado da Cultura
2001 - Piracicaba SP - 1ª Bienal Nacional de Gravura, no Sesc
2002 - Campinas SP - Acervo, na Galeria de Arte Unicamp
2002 - Limeira SP - Coletiva, nas Oficinas Regionais de Cultura Carlos Gomes
2003 - Campinas SP - Cafe Concerto, no Centro Cultural Evolução
2003 - Limeira SP - Mickeys, nas Oficinas Regionais de Cultura Carlos Gomes

Fonte: Itaú Cultural

VEJA TAMBÉM

Aldemir Martins - Macambira (Sertão)
Macambira (Sertão)
Alex Vallauri - Vestido Longo
Vestido Longo
Burle Marx - Cidade
Cidade
Calasans Neto - Cadeira e Cachorro
Cadeira e Cachorro