Escritoriodearte.com > Artistas > Ciro Cozzolino

Ciro Cozzolino

OBRAS DO ARTISTA

Este artista não possui obras em nosso acervo.

Você possui uma obra deste artista e quer vender?

Após logar no site, clique em 'Avaliações' e envie sua obra.

BIOGRAFIA

Ciro Cozzolino (São Paulo SP 1959)

Pintor, gravador, desenhista e ilustrador.

Estuda no Instituto de Artes e Decorações - Iadê entre 1975 e 1979. Em paralelo, participa de salões em diversas cidades brasileiras, sendo premiado no 1º Salão da Escola Art Pop, em 1976. No ano seguinte, participa do Festival de Cinema de Gramado, na categoria Animação Experimental. Em 1979, freqüenta o ateliê de litogravuras de Paulo Menten. Ingressa na Faculdade de Belas Artes de São Paulo em 1980, mas parte para a Europa no ano seguinte, fixando-se em Madri (Espanha) e, entre 1982 e 1985, em Paris (França). Nesta cidade, torna-se assistente de Piza em 1982, aluno da École Supérieure de Beaux-Arts em 1983, e colaborador da Galerie de Bellechasse, entre 1982 e 1984. De volta ao Brasil, integra o projeto Arte na Rua 2, em 1984, e participa da mostra Como Vai Você, Geração 80?, na Escola de Artes Visuais do Parque Lage - EAV/Parque Lage, no Rio de Janeiro. Em 1985 retorna a Paris, mas no ano seguinte, fixa-se novamente em São Paulo, onde realiza a sua primeira individual em 1987, na Subdistrito Comercial de Arte. Em 1990, ingressa no grupo Tupinãodá e em 1992, ao lado de Arthur Lara e Carlos Delfino, funda o grupo Rastronautas. Em 1997, participa da mostra Infláveis, realizada em São Paulo, Salvador e Belo Horizonte. Em 2002, expõe na coletiva Rendam-se, Terráqueos!, na Casa das Rosas, em São Paulo.

Críticas

"(...) Surge então a pintura integrada ao ambiente, espaço bidimensional que recebe a pintura e no qual a ausência de moldura confere uma intermediação insinuante como em todos os artistas que se utilizam deste 'artifício' desmistificador, entre o espaço real e o virtual de seu trabalho pictórico. Transparece assim uma pintura desnuda de seu naturismo, independente do fato de ser figurativa ou não, porém como comunicação visual plástica em si, sem a pose da 'grande pintura', embora substancialmente pintura".
Aracy Amaral
AMARAL, Aracy. Uma jovem pintura em São Paulo. In PINTURA como meio. São Paulo : MAC/USP, 1983. il., p&b.

Depoimentos

"Pausa para escrever, enquanto seca o vermelho da tela esticada no chão da cozinha. A rádio já anunciou o último rock da noite... Decididamente minha forma de expressão não é a palavra: é a imagem e o conceito da imagem. Levanto a tela do chão e deixo algumas poças de tinta escorrerem, um pouco mais, agora sim. É fascinante essa relação tinta superfície. O preto delimitando tudo trop vite. Pincéis-panos-coca-cola-bisnagas, coisas do metier. O verão parisiense esquentou, então cortei as pernas da calça preta e se transformou num short. Das sobras, com um corte aqui ali, um morcego em Gotham City. Relacionar, transistorizar, transformar. (o chão eu limpo amanhã). Boa noite".
Ciro Cozzolino
PINTURA como meio. São Paulo : MAC/USP, 1983. il., p&b.

Exposições Individuais

1987 - São Paulo SP - Space Tarsila, na Galeria Subdistrito
1987 - São Paulo SP - Individual, no Ateliê Antonio Sergio de Souza, Ciro Cozzolino, Sergio Niculitcheff
1989 - São Paulo SP - Zás, na Galeria Suzanna Sassoun

Exposições Coletivas

1976 - São Paulo SP - 1º Salão da Escola Art Pop - prêmio aquisição
1977 - Taubaté SP - 7º Salão de Artes Plásticas de Taubaté
1980 - Curitiba PR - 37º Salão Paranaense, no Teatro Guaíra
1980 - Santo André SP - 3º Salão Jovem de Arte Contemporânea de Santo André
1980 - São Bernardo do Campo SP - 23º Salão ASBA - pequena medalha de bronze
1980 - São Paulo SP - 12º Panorama de Arte Atual Brasileira, no MAM/SP
1980 - São Paulo SP - Desenho Jovem, no MAC/USP
1981 - Madri (Espanha) - 2 Pintores Brasileños, na Casa do Brasil
1981 - Santo André SP - 4º Salão Jovem de Arte Contemporânea de Santo André
1982 - Paris (França) - 4 Artistes Brésiliens à l'Espace, no Espace Latin-American
1983 - Havana (Cuba) - 1ª Bienal Internacional de Havana
1983 - Paris (França) - Coletiva, na Galeria Debret
1983 - Santo André SP - 11º Salão de Arte Contemporânea de Santo André, no Paço Municipal
1983 - São Paulo SP - Avenida Paulista, na Galeria Sesc Paulista
1983 - São Paulo SP - Pintura como Meio, no MAC/USP
1984 - Madri (Espanha) - Arco/84
1984 - Rio de Janeiro RJ - Arte na Rua 2
1984 - Rio de Janeiro RJ - Como Vai Você, Geração 80?, na EAV/Parque Lage
1984 - Rio de Janeiro RJ - Stand 320 : jovem pintura brasileira, na Thomas Cohn Arte Contemporânea
1984 - São Paulo SP - Leda Catunda, Sérgio Romagnolo, Ciro Cozzolino e Leonilson, na Galeria Luisa Strina
1985 - Paris (França) - Atelier Ouvert, no Atelier L'Hermitage
1986 - Porto Alegre RS - Coleção Rubem Knijnik: arte brasileira anos 60/70/80, no Margs
1986 - São Paulo SP - 4º Salão Paulista de Arte Contemporânea, na Fundação Bienal
1986 - São Paulo SP - Doze Anos da Galeria Luisa Strina, na Galeria Luisa Strina
1986 - São Paulo SP - Mostra Comemorativa 65 Anos da Folha de S.Paulo
1987 - São Paulo SP - Trip, na Galeria Subdistrito
1988 - Curitiba PR - 45º Salão Paranaense, no MAC/PR
1988 - São Paulo SP - Lojas Bacanas, na Galeria Sesc Paulista
1989 - Florianópolis SC - Submarino, no Masc
1989 - São Paulo SP - 7º Salão Paulista de Arte Contemporânea
1989 - Valparaíso (Chile) - 9ª Bienal Internacional de Valparaíso
1990 - Rio de Janeiro RJ - Tupinãodá, na Galeria Cândido Mendes
1990 - São Paulo SP -  Oswideo, na Galeria São Paulo
1991 - São Paulo SP - Uma Intervenção Paulista, na Companhia do Metropolitano de São Paulo
1992 - Rio de Janeiro RJ - 1ª A Caminho de Niterói: Coleção João Sattamini, no Paço Imperial
1992 - São Paulo SP - Coletiva, na Galeria Montesanti Roesler
1993 - Genebra (Suíça) - Migrations à Travers les Codes Internationaux, na Galeria Aphone
1994 - São Paulo SP - Migrações, no MAC/USP
1994 - São Paulo SP - Os Rastronautas da 5ª Dimensão, no Restaurante A Lanterna
1995 - São Paulo SP - Coletiva 34, na Adriana Penteado Arte Contemporânea
1996 - São Paulo SP - Ubu, no MAB/Faap
1997 - Belo Horizonte - Infláveis, no MAP
1997 - Salvador BA - Infláveis, na Galeria ACEBEU
1997 - São Paulo SP - Infláveis, no Vão Livre da Caixa Econômica Federal
1998 - São Paulo SP - Axéuai
2001 - Porto Alegre RS - Coleção Liba e Rubem Knijnik: arte brasileira contemporânea, no Margs
2002 - São Paulo SP - Ópera Aberta: celebração, na Casa das Rosas
2002 - São Paulo SP - Rendam-se, Terráqueos!, na Casa das Rosas
2003 - São Paulo SP - 2080, no MAM/SP
2004 - Rio de Janeiro RJ - Onde Está Você, Geração 80?, no CCBB

Fonte: Itaú Cultural

VEJA TAMBÉM

Escola Cusquenha - Sem Título
Sem Título
Artur Barrio - Sem Título
Sem Título