Escritoriodearte.com > Artistas > Bernardo Caro

Bernardo Caro

OBRAS DO ARTISTA

Este artista não possui obras em nosso acervo.

Você possui uma obra deste artista e quer vender?

Após logar no site, clique em 'Avaliações' e envie sua obra.

BIOGRAFIA

Bernardo Caro (Itatiba SP 1931 - Campinas SP 2007)

Pintor, gravador, desenhista, escultor, cineasta, fotógrafo, educador e professor.

Muda-se para Campinas em 1933. Atua como professor secundário em diversas escolas estaduais do interior de São Paulo, entre 1954 e 1971. No mesmo ano integra, como gravador, o Grupo Vanguarda, em Campinas. Coordena, em 1968, o Curso Experimental de Arte Moderna do Museu de Arte Contemporânea de Campinas (Macc). Liga-se, em 1972, à Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC/Campinas), de cujo Departamento de Artes Plásticas foi chefe de 1979 a 1982. Sucessivamente, de 1983 a 1986, dirige o departamento de artes plásticas da Unicamp e, de 1986 a 1989, o Instituto de Artes da mesma universidade. De 1996 a 2006, atua como vice-cônsul da Espanha para Campinas e região. Nesse período, expõe em diversas cidades espanholas. O Instituto Cervantes, em São Paulo, dedica uma exposição retrospectiva à obra de Bernardo Caro em 2007, pouco depois de sua morte.

Comentário Crítico

Os trabalhos iniciais de Bernardo Caro, nos anos 1960, concentram-se na xilogravura. A produção desse período reúne exemplos de obras alinhadas com mais de uma tendência. Como observado pelo crítico Mário Schenberg (1914-1990), Caro faz em 1964 uma série de xilogravuras tendendo ao realismo fantástico, mas ainda mostrando afinidade com a geometria, caso de Composição D. Numa outra série da mesma época, a tendência à fantasia já se desprende da forma geométrica abstrata, enfatizando traços de aparência orgânica, como em Enigmas II e Enigmas III, de 1965. Há, além disso, trabalhos ligados à abstração informal, exemplificados por Gravura VII, de 1966. No fim dos anos 1960 e início da década de 1970, Caro realiza xilogravuras que se ligam à linguagem da arte pop. Algumas misturam cultura de massa e engajamento social, como Homens/Protesto, de 1967. Outras obras desse grupo tratam de temas voltados à sexualidade e à vida urbana, como Mulheres x Noite (1967) e Parado com Elas (1970). Os primeiros trabalhos de Caro no campo da instalação - que ele denomina conceitual-ambiental - datam também do início dos anos 1970. O Altar e Isolados, ambos de 1971, são exemplos dessa fase.
Durante os anos 2000, realiza uma extensa série de pinturas intitulada Neonlúdio. Nesses trabalhos, figuras de mulheres sugeridas por linhas esquemáticas dividem a tela com cópias de mulheres presentes em obras-primas da história da arte, como Maja Desnuda de Goya, de 2003.

Exposições Individuais

1964 - Campinas SP - Individual, na Galeria Aremar
1966 - Campinas SP - Individual, no MACC
1976 - Campinas SP - Individual, no MACC
1983 - Campinas SP - Individual, na Galeria da Reitoria/Unicamp
1984 - Campinas SP - Proposições 1964-1984, no MACC
1986 - Campinas SP - Individual, na Galeria de Arte de Campinas
1986 - São Paulo SP - Individual, no MAB/Faap
1987 - Limeira SP - Individual, na Faculdade de Limeira
1990 - Campinas SP - Individual, no MACC
1994 - Campinas SP - Individual, no Silvia Mattos Ateliê de Criatividade
1994 - Campinas SP - Retrospectiva, no MACC

Exposições Coletivas

1964 - Campinas SP - Exposição das Doações de Artistas Campineiros para o Acervo do Colégio de Aplicação Pio XII, no Colégio de Aplicação Pio XII
1964 - Campinas SP - 1ª Experimental do Grupo Vanguarda, no Centro de Ciências, Letras e Artes de Campinas
1964 - Curitiba PR - 16º Salão de Belas Artes da Primavera
1964 - Curitiba PR - 21º Salão Paranaense de Belas Artes
1964 - Rio de Janeiro RJ - 13º Salão Nacional de Arte Moderna
1965 - Belo Horizonte MG - 20º Salão Municipal de Belas Artes - 3º prêmio de desenho nacional
1965 - Brasília DF - 2º Salão de Arte Moderna do Distrito Federal
1965 - Campinas SP - 1º Salão de Arte Contemporânea - menção honrosa
1965 - Campinas SP - 1º Salão de Natal, no MACC
1965 - Campinas SP - Coletiva, na Galeria do Centro de Ciências, Letras e Artes de Campinas
1965 - Campinas SP - Coletiva, na PUC/Campinas
1965 - Curitiba PR - 17º Salão de Belas Artes da Primavera
1965 - Curitiba PR - 22º Salão Paranaense de Belas Artes, na Biblioteca Pública do Paraná
1965 - Rio de Janeiro RJ - Artistas de Campinas, na Galeria Ibeu Copacabana
1965 - Rio de Janeiro RJ - Coletiva, na Galeria Ibeu/Copacabana
1965 - São Paulo SP - 14º Salão Paulista de Arte Moderna, na Galeria Prestes Maia - medalha de bronze
1965 - São Paulo SP - 2ª Exposição do Jovem Desenhos Nacional, no MAC/USP
1965 - São Paulo SP - Coletiva, na Galeria da Aliança Francesa
1966 - Amparo SP - 1ª Feira Científica/Industrial de Amparo
1966 - Araras SP - Coletiva, União Universitária Ararense
1966 - Barretos SP - Coletiva, na Faculdade de Tecnologia de Barretos
1966 - Belo Horizonte MG - 21º Salão Municipal de Belas Artes
1966 - Brasília DF - 3º Salão de Arte Moderna do Distrito Federal
1966 - Campinas SP - 2º Salão de Arte Contemporânea
1966 - Campinas SP - 2º Salão de Natal, no MACC
1966 - Campinas SP - Coletiva, na Galeria de Arte da Aliança Francesa
1966 - Campinas SP - Grupo Vanguarda, na Galeria Aremar
1966 - Campinas SP - Grupo Vanguarda, no MACC
1966 - Curitiba PR - 23º Salão Paranaense de Belas Artes, na Biblioteca Pública do Paraná
1966 - Rio de Janeiro RJ - 15º Salão Nacional de Arte Moderna
1966 - Salvador BA - 1ª Bienal Nacional de Artes Plásticas
1966 - São Paulo SP - 15º Salão Paulista de Arte Moderna, na Galeria Prestes Maia - prêmio aquisição
1966 - São Paulo SP - 1º Salão de Pesquisas Operacionais das Folhas - Prêmio Folha de Prata
1966 - São Paulo SP - 2ª Exposição da Jovem Gravura Nacional, no MAC/USP
1966 - São Paulo SP - Exposição de Gravadores de São Paulo, na Galeria 4 Planetas
1967 - Americana SP - Salão de Arte de Americana
1967 - Belo Horizonte MG - 22º Salão Municipal de Belas Artes - 2º prêmio de gravura nacional
1967 - Biella (Itália) - Bienal de Gravura
1967 - Campinas SP - 3º Salão de Arte Contemporânea, no MACC - prêmio aquisição
1967 - Campinas SP - Coletiva, na Galeria de Arte Klassik
1967 - Curitiba PR - Exposição 12 + 1
1967 - Santos SP - 10º Salão Oficial de Arte Contemporânea
1967 - São Paulo SP - 16º Salão Paulista de Arte Moderna
1967 - São Paulo SP - 9ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal - Prêmio Aquisição Itamaraty
1968 - Belo Horizonte MG - 23º Salão Municipal de Belas Artes
1968 - Campinas SP - 4º Salão de Arte Contemporânea de Campinas, no MACC
1968 - Campinas SP - Coletiva, no MACC
1968 - Londrina PR - 4º Salão de Arte Religiosa Brasileira
1968 - Piracicaba SP - 1º Salão Oficial de Piracicaba - medalha de ouro
1968 - Quito (Equador) - 1ª Bienal de Gravura
1968 - Rio de Janeiro RJ - 2º Salão Esso de Artistas Jovens, no MAM/RJ
1968 - Rio de Janeiro RJ - A Gravura Brasileira, no Museu Histórico Nacional
1968 - São Paulo SP - 17º Salão Paulista de Arte Moderna - medalha de prata
1968 - São Paulo SP - Exposição Internacional de Gravuras
1968 - São Paulo SP - Exposição Internacional de Gravuras, na FAAP
1969 - Campinas SP - 5º Salão de Arte Contemporânea de Campinas - prêmio aquisição
1969 - Campinas SP - Exposição de Rua
1969 - Campinas SP - Exposição na Casa Grande, na Galeria Girassol
1969 - Curitiba PR - 26º Salão Paranaense. na Federação das Indústrias do Estado do Paraná
1969 - Piracicaba SP - 2º Salão Oficial de Piracicaba - prêmio aquisição
1969 - São Paulo SP - 1º Salão Paulista de Arte Contemporânea
1969 - São Paulo SP - Exposição do Núcleo de Gravadores de São Paulo
1970 - Campinas SP - 1ª Exposição do Grupo Caipira, no MACC
1970 - Campinas SP - 6º Salão de Arte Contemporânea, no MACC
1970 - Campinas SP - Exposição de Natal, no MACC
1970 - Campinas SP - Exposição do Grupo Hoje, no MACC
1970 - Campinas SP - Mostra, na Galeria Girassol
1970 - São Paulo SP - 10ª Bienal Nacional de São Paulo, na Fundação Bienal
1970 - São Paulo SP - 2º Salão Paulista de Arte Contemporânea
1970 - São Paulo SP - Bienal Nacional
1970 - São Paulo SP - A Gravura Brasileira, no Paço das Artes
1970 - São Paulo SP - Pré-Bienal de São Paulo, na Fundação Bienal
1971 - Biella (Itália) - Bienal de Gravura
1971 - Campinas SP - 7º Salão de Arte Contemporânea de Campinas - prêmio aquisição
1971 - Campinas SP - Exposição do Grupo Hoje, no MACC
1971 - Campinas SP - Retrospectiva do Grupo Vanguarda, no MACC
1971 - Curitiba PR - 28º Salão Paranaense, na Biblioteca Pública do Paraná - prêmio aquisição
1971 - Rio de Janeiro RJ - Exposição do Núcleo de Gravadores de São Paulo, no MAM/RJ
1971 - São Paulo SP - 11ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
1971 - São Paulo SP - 3º Salão Paulista de Arte Contemporânea
1972 - Campinas SP - 1º Festival de Informação Artística
1972 - Campinas SP - 8º Salão de Arte Contemporânea - prêmio aquisição
1972 - Campinas SP - Exposição do Grupo Hoje, no MACC
1972 - São Paulo SP - 4º Salão Paulista de Arte Contemporânea
1972 - São Paulo SP - Brasil Plástica 72, na Fundação Bienal
1972 - São Paulo SP - 2ª Exposição Internacional de Gravuras, no MAM/SP
1972 - São Paulo SP - Mostra de Arte Sesquicentenário da Independência e Brasil Plástica - 72, na Fundação Bienal
1973 - Campinas SP - Exposição do Grupo Hoje, no Centro de Ciências
1973 - Rio de Janeiro RJ - O Rosto e a Obra, na Galeria Grupo B
1973 - São Paulo SP - 12ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
1974 - Campinas SP - 10 Anos de Arte Contemporânea, no MACC
1974 - Campinas SP - Exposição do Grupo Hoje, no Centro de Ciências
1974 - Santo André SP - 7º Salão de Arte Contemporânea de Santo André, na Paço Municipal
1974 - São Paulo SP - Bienal Nacional 74, na Fundação Bienal - Prêmio Bienal Nacional de Escultura
1975 - São Paulo SP - 13ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
1975 - São Paulo SP - Calendário 80 SCH, no Masp
1976 - Belo Horizonte MG - 8º Salão Nacional de Arte - prêmio aquisição
1976 - São Paulo SP - Bienal Nacional 76, na Fundação Bienal
1977 - Belo Horizonte MG - 9º Salão Nacional de Arte
1977 - São Paulo SP - 14ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
1978 - Buenos Aires ( Argentina) - 2º Festival Latino-Americano de Super-8
1978 - Campinas SP - Exposição Artistas Campineiros, na Galeria BNH
1978 - Campinas SP - Exposição Equipe Pesquisa 8, no Centro de Convivência
1978 - São Paulo SP - 1ª Bienal Latino-Americana de São Paulo, na Fundação Bienal
1979 - Buenos Aires ( Argentina) - 3º Festival Latino-Americano de Super-8
1980 - Barcelona (Espanha) - 19º Prêmio Internacional de Desenho Joan Miró
1980 - Curitiba PR - 37º Salão Paranaense, no Teatro Guaíra
1981 - Campinas SP - Grupo Vanguarda: 1958-1966, no MIS
1981 - Campinas SP - Projeto Vanguarda, no MACC
1981 - Campinas SP - Propostas, no Instituto de Artes e Comunicações da PUC/Campinas
1981 - São Paulo SP - Foto/Idéia, no MAC/USP
1982 - Curitiba PR - 5ª Mostra Anual de Gravura Cidade de Curitiba, na Casa da Gravura Solar do Barão
1982 - Kanagawa (Japão) - 8ª Mostra Independente de Gravura
1982 - Rio de Janeiro RJ - 5º Salão Nacional de Artes Plásticas, no MAM/RJ
1984 - Campinas SP - Arte Contemporânea de Campinas 1958/1978, na Galeria de Arte da Unicamp
1984 - Campinas SP - Proposições: 1964-1984, no MACC
1985 - Granada (Espanha) -1ª Exposição Internacional de Arte Postal em Homenagem a Federico García Lorca
1987 - São Paulo SP - Foto/Idéia, no MAC/USP
1988 - São Paulo SP - 6º Salão Paulista de Arte Contemporânea
1993 - Málaga (Espanha) - Grupo Cultural Trabuco
1995 - Campinas SP - Panorama Cultural de Campinas, no MACC
1996 - Málaga ( Espanha) - Coletiva, na Galeria de Arte del Ayuntamiento de Archidona
2002 - Coletiva, na Villanueva del Trabuco

Fonte: Itaú Cultural

VEJA TAMBÉM

Clóvis Graciano - Bandeirante
Bandeirante
Mário Gruber - Fantasiado Nº3 (Chapéu)
Fantasiado Nº3 (Chapéu)
Gregório Gruber - Palácio do Governo
Palácio do Governo