Escritoriodearte.com > Artistas > Augusto Luiz de Freitas

Augusto Luiz de Freitas

OBRAS DO ARTISTA

Este artista não possui obras em nosso acervo.

Você possui uma obra deste artista e quer vender?

Após logar no site, clique em 'Avaliações' e envie sua obra.

BIOGRAFIA

Augusto Luiz de Freitas (Rio Grande RS 1868 - Roma, Itália 1962)

Pintor, ilustrador, cenógrafo. Estuda escultura e arquitetura com Marques de Oliveira, Soares dos Reis e Sardinha, além de desenho histórico, na Academia de Belas Artes do Porto, Portugal, entre 1875 e meados de 1893. De volta ao Brasil, fixa residência em Porto Alegre, durante o período de 1893 a 1895. Neste ano, muda-se para o Rio de Janeiro onde torna-se aluno de Henrique Bernardelli na Escola Nacional de Belas Artes - Enba. Em 1898, recebe o prêmio de viagem ao exterior, do Salão Nacional de Belas Artes; vai para a Itália onde, em 1911, é encarregado pelo governo brasileiro de decorar a cúpula do Pavilhão do Brasil na Exposição Internacional de Turim. É professor do Instituto de Belas Artes de Porto Alegre, de 1916 a 1918.

Críticas

"Porque, por mim falo, o que de mais importante seus estudos e telas me demonstram é a consciência, a seriedade, o interesse do verdadeiro no seu trabalho. Nenhum dos seus quadros deixou de ser estudado em detalhe, nenhum foi composto por acaso. Ele ´sentia-o´ em primeiro lugar, e depois tratou de o realizar, mas com paciência e tenacidade. " (...) "Mas, Luiz de Freitas é, antes de tudo, um paisagista. Tem a sua maneira própria de sentir a Natureza, de transmiti-la por seus processos de arte. Não se abalança à ´originalidades´ de feitura, nem se atormenta com o modo de interpretá-la; faz como a sente, e para comunicá-la, com a mesma intensidade com que a recebeu, procura cingir-se à cópia no que lhe é possível à harmonia do quadro. Daí a sinceridade da sua pintura. E quem a vê compreende que está se comunicando com uma alma pura, com um artista que o não ilude, que tem o amor da sua arte e a probidade da sua profissão. É, em toda a extensão da palavra, um artista honesto".
Gonzaga Duque
DUQUE, Gonzaga. Contemporâneos: pintores e esculptores. Rio de Janeiro: Benedicto de Souza, 1929.

Exposições Individuais

1901 - Brasil, Itália, Portugal, Argentina - Individual
1933 - Brasil, Itália, Portugal, Argentina - Individual
1957 - Roma (Itália) - Individual, no Palácio Antici Mattei

Exposições Coletivas

1896 - Rio de Janeiro RJ - 3ª Exposição Geral de Belas Artes, na Enba
1897 - Rio de Janeiro RJ - 4ª Exposição Geral de Belas Artes, na Enba
1898 - Rio de Janeiro RJ - 5ª Exposição Geral de Belas Artes, na Enba - prêmio de viagem ao exterior
1900 - Rio de Janeiro RJ - Exposição Comemorativa do IV Centenário da Descoberta do Brasil - medalha de ouro
1901 - Rio de Janeiro RJ - 8ª Exposição Geral de Belas Artes, na Enba - medalha de prata de 2ª classe
1904 - Rio de Janeiro RJ -11ª Exposição Geral de Belas Artes, na Enba
1905 - Rio de Janeiro RJ - 12ª Exposição Geral de Belas Artes, na Enba
1907 - Rio de Janeiro RJ - 14ª Exposição Geral de Belas Artes, na Enba - medalha de prata de 1ª classe
1908 - Rio de Janeiro RJ - 15ª Exposição Geral de Belas Artes, na Enba
1909 - Rio de Janeiro RJ - 16ª Exposição Geral de Belas Artes , na Enba
1910 - Rio de Janeiro RJ - 17ª Exposição Geral de Belas Artes, na Enba
1913 - Rio de Janeiro RJ - 20ª Exposição Geral de Belas Artes, na Enba
1940 - São Paulo SP - Exposição Retrospectiva: obras dos grandes mestres da pintura e seus discípulos
1958 - Roma (Itália) - Feira de Arte da Via Margutta
1961 - Porto Alegre RS - Arte Rio-Grandense do Passado ao Presente, na Galeria do Instituto Brasil-Estados Unidos

Exposições Póstumas

1964 - Campinas SP - Pinacoteca Circulante, no Teatro Municipal
1968 - Roma (Itália) - Exposição comemorativa do centenário do seu nascimento, organizada pela Embaixada do Brasil em Roma
1998 - Porto Alegre RS - Acervo: Instituto de Artes 90 Anos, na UFRGS. Instituto de Artes

Fonte: Itaú Cultural

VEJA TAMBÉM

Burle Marx - Figura Masculina
Figura Masculina
Amilcar de Castro - Sem Titulo (p45)
Sem Titulo (p45)