Escritoriodearte.com > Artistas > Arnaldo Baptista

Arnaldo Baptista

OBRAS DO ARTISTA

Este artista não possui obras em nosso acervo.

Você possui uma obra deste artista e quer vender?

Após logar no site, clique em 'Avaliações' e envie sua obra.

BIOGRAFIA

Arnaldo Baptista de Souza Battalhini (São Paulo SP 1953)

Escultor, gravador, desenhista, designer de jóias.

Muda-se para Londres em 1975, onde faz uma série de cursos relacionados às artes visuais. Estuda pintura, desenho e gravura na Wimbledon School of Art, entre 1976 e 1977; história da arte na Middlesex Polytechnic, gravura na Morley College, sob a orientação de Birgit Sköld; e desenho na Sir John Cass School of Art e no Camden Arts Centre, entre 1978 e 1979. De volta ao Brasil, em 1980, estuda no Centro de Estudos e Artes Visuais Aster, com orientação de Regina Silveira (1939) e freqüenta o ateliê de Sérgio Fingermann (1953), entre 1981 e 1982, ambos em São Paulo. Entre 1984 e 1989 é coordenador do Atelier de Livre Expressão em Artes Plásticas do Museu Lasar Segall - projeto de grande alcance social - e idealizador e coordenador do 1º e 2º Circuito Atelier Aberto, evento paralelo às 19ª e 20ª edições da Bienal Internacional de São Paulo. Em 1994 concebe e coordena o 1º Intercâmbio de Artistas Gravadores Brasileiros e Britânicos. Elabora o tapete Arnaldo para a Cia. de Tapetes Ocidentais, São Paulo, em 1997. De 1997 a 1999 desenvolve jóias de prata para o Cerimonial do Palácio do Itamaraty, em Brasília. Premiado no 1º Concurso Nacional de Arte Pública Tridimensional de Guairá, em 2006.

Comentário Crítico

Arnaldo Battaglini começa a expor em 1976, quando reside em Londres, e dedica-se especialmente à gravura e ao desenho. Sua obra é marcada pela relação entre a gravura, a escultura e o desenho. Battaglini utiliza a gravura em metal, trabalhando, na década de 1980, com desenhos de folhagens, elementos marinhos, formas orgânicas e linhas sobre a chapa. Nos anos 1990 o artista recorta a chapa de metal com base nesses desenhos e molda arames de diferentes espessuras, gerando pequenas matrizes de formas e linhas diversas que são combinadas e impressas em um mesmo papel. Trabalha as matrizes entintadas ou como relevo seco. A pesquisa do artista com base na combinação espacial das formas e linhas na gravura leva-o a produzir esculturas baseadas nas relações entre linha e espaço e a elaborar jóias de prata.

Suas esculturas são formas geométricas, por vezes baseadas no cubo, realizadas com latão, cobre ou ferro, compostas de diferentes planos e densidades de linhas. Tais esculturas são mostradas na parede, sobre fundo branco, a fim de ressaltar os jogos de perspectiva que se constroem a partir do ângulo em que o espectador a observa. Esses jogos são multiplicados com a atuação da luz sobre a obra, gerando sombras das linhas na parede. A partir de 2000, Battaglini produz tanto esculturas mais volumétricas, com mais planos e sólidos geométricos, quanto estruturas simples, como escadas e portas, referências recorrentes em gravuras do artista.

Críticas

"A mostra de Arnaldo Battaglini, na Galeria Itaú, é um dos mais eloqüentes exemplos da vitalidade da gravura em metal brasileira. Paulista, (...) ele estudou em Londres e desenvolve atividades didáticas em São Paulo com desenho e pintura. Porém, é na gravura que o artista vê a síntese de sua ação: as pequenas formas, linha e plano, harmonizam-se nos silenciosos espaços de sua obra. Há, na verdade, clareza de método, há uma evidência na pesquisa que parte de chapas recortadas que se armam no espaço oferecido pelo suporte em permanente diálogo com a linha criada através da impressão com arame, técnica não tradicional que vem permitindo ao artista obter resultado de alto valor estético.

(...) Trata-se de um artista com perfeito domínio da técnica: isso, no entanto, não o transforma num virtuoso perigo onde tombam diversos artistas gravadores. Arnaldo trabalha tendo por meta a simplicidade e a clareza sem perder, em nenhum momento, uma certa elegância, um investimento na arte como exercício de sedução e de beleza.

O caráter intimista da técnica é reforçado pela opção do artista. Aqui não há espaço para a vibração expressionista, esse não é o mundo da multidão, da gritaria. Ao contrário, o artista afirma que a inteligência caminha paralela à clareza: a obra de Arnaldo é um exercício que pesquisa relações de arte harmônicas, em concórdia com a vida. A relação figurativa estabelece-se a partir de uma espécie de otimismo humanista que aflora na sua produção. Arnaldo parece acreditar que, apesar de tudo, ainda há esperança, ainda haverá futuro. Nada mais natural, portanto, que ele não mergulhe no universo tenso e desesperado da crise da arte desse final de século ao mesmo tempo que recuse a esterilidade fria e já convencional da geometria.

Há, além de tudo isso, muito mais: a essência da arte elaborada por Arnaldo evidencia a sua disposição em unir a tradição objetiva da modernidade com os aspectos da fantasia, da criação e da subjetividade. A arte, enfim, só se explica e se justifica para o mundo enquanto ela for um instrumento da libertação, enquanto for um exercício permanente da dúvida, enquanto for uma 'revelação'. (...)"
Marcus de Lontra Costa
COSTA, Marcus de Lontra. A gravura como exercício de sedução. Correio Braziliense, Brasília, 22 de ago. 1989. Dois, p. 7.

Acervos

MAC/PR - Curitiba PR
Museu da Gravura - Curitiba PR
Coleção Gilberto Chateaubriand - MAM/RJ - Rio de Janeiro RJ
MAM/SP - São Paulo SP
Masp - São Paulo SP
London Print Studio - Londres (Inglaterra)

Exposições Individuais

1978 - Londres (Inglaterra) - Individual, na The Loggia Gallery
1979 - Londres (Inglaterra) - Individual, no The New End Theatre
1982 - São Paulo SP - Individual, na Paulo Figueiredo Galeria de Arte
1985 - São Paulo SP - Arnaldo Battaglini: desenhos, no Paço das Artes
1987 - São Paulo SP - Individual, no Ateliê Arnaldo Battaglini, Julio Minervino e Laurita Salles
1989 - Brasília DF - Arnaldo Battaglini: gravuras, na Itaugaleria
1990 - São Paulo SP - Individual, na Mônica Filgueiras Galeria de Arte
1992 - Porto Alegre RS - Individual, no Margs
1994 - Curitiba PR - Individual, no Museu da Gravura Cidade de Curitiba
1994 - São Paulo SP - Individual, na Mônica Filgueiras Galeria de Arte
1997 - Roma (Itália) - Individual, no Centro de Estudos Brasileiros
1997 - São Paulo SP - Individual, no Masp
1999 - São Paulo SP - Individual, no Galpão de Design
2002 - Florianópolis SC - Arnaldo Battaglini: esculturas, no Masc
2004 - São Paulo SP - Individual, no Centro Brasileiro Britânico

Exposições Coletivas

1976 - Londres (Inglaterra) - Chelsea Open Air Exhibition
1976 - Londres (Inglaterra) - Coletiva, na The Alpine Gallery
1979 - Londres (Inglaterra) - The 31st Chelsea Annual Exhibition
1980 - Curitiba PR - 3ª Mostra Anual de Gravura Cidade de Curitiba, na Casa da Gravura Solar do Barão
1981 - Curitiba PR - 4ª Mostra Anual de Gravura Cidade de Curitiba, na Casa da Gravura Solar do Barão - prêmio aquisição
1981 - Rio de Janeiro RJ - 4º Salão Nacional de Artes Plásticas, no MAM/RJ
1981 - São Paulo SP - Gravura Jovem, no MAC/USP
1981 - Seul (Coréia do Sul) - 3rd Seoul International Print Biennial
1982 - Curitiba PR - 5ª Mostra Anual de Gravura Cidade de Curitiba, na Casa da Gravura Solar do Barão
1983 - San Juan (Puerto Rico) - 6ª Bienal de San Juan del Grabado latino-americano y del Caribe
1983 - São Paulo SP - Salão Paulista de Arte Contemporânea
1983 - Seul (Coréia do Sul) - 4th Seoul International Print Biennial
1984 - Curitiba PR - 6ª Mostra da Gravura Cidade de Curitiba
1986 - São Paulo SP - 4º Salão Paulista de Arte Contemporânea, na Fundação Bienal
1986 - São Paulo SP - Da Música da Linha, na Pinacoteca do Estado
1987 - São Paulo SP - 5º Salão Paulista de Arte Contemporânea, na Pinacoteca do Estado
1988 - Taipé (Taiwan) - International Biennial Print Exhibition
1989 - Curitiba PR - 46º Salão Paranaense, no MAC/PR - premiado
1989 - São Paulo SP - 20ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
1990 - Amadora (Portugal) - 2ª Bienal de Gravura
1990 - São Paulo SP - 21º Panorama de Arte Atual Brasileira, no MAM/SP - prêmio em gravura
1990 - Uberaba MG - Acervo do Espaço Cultural Oficina, na Fundação Cultural de Uberaba
1994 - Curitiba PR - 11 Artistas Gravadores Brasileiros e Britânicos, no Museu da Gravura
1994 - Londres (Inglaterra) - 5 Contemporary Brazilian Printmakers, na Hardware Gallery
1994 - Londres (Inglaterra) - 5 Contemporary Brazilian Printmakers, no London Print Workshop
1994 - Porto Alegre RS - 11 Artistas Gravadores Brasileiros e Britânicos, no Margs
1994 - São José dos Campos SP - 1ª Bienal Nacional da Gravura de São José dos Campos, no Senac
1994 - São Paulo SP - 11 Artistas Gravadores Brasileiros e Britânicos, no MAB/Faap
1994 - São Paulo SP - Poética da Resistência: aspectos da gravura brasileira, na Galeria de Arte do Sesi
1995 - São Paulo SP - Gravura Paulista, na Galeria de Arte São Paulo
1999 - São Paulo SP - Traço, no Galpão de Design
2001 - São Paulo SP - Móbile, no Galpão de Design
2003 - São Paulo SP - Entre Aberto, na Gravura Brasileira
2004 - São Paulo SP - A Gravura Paulista, na Gravura Brasileira

Fonte: Itaú Cultural

VEJA TAMBÉM

Burle Marx - Sem Título
Sem Título
João Rossi - Urbânia
Urbânia
Wega Nery - Sinfonia
Sinfonia