Escritoriodearte.com > Artistas > Antônio Augusto Frantz Soares

Antônio Augusto Frantz Soares

OBRAS DO ARTISTA

Este artista não possui obras em nosso acervo.

Você possui uma obra deste artista e quer vender?

Após logar no site, clique em 'Avaliações' e envie sua obra.

BIOGRAFIA

Antônio Augusto Frantz Soares (Rio Pardo RS 1963)

Desenhista, pintor e gravador.

Muda-se para Porto Alegre na década de 1970. Na cidade, monta ateliê, onde leciona pintura. Estuda com Paulo Porcello e Danúbio Gonçalves em 1981. No ano seguinte, participa do Salão do Jovem Artista, em Porto Alegre, e recebe Menção Honrosa; ainda em 1982, realiza exposição individual no Margs. Em 2001, durante algumas dessas aulas, deixa uma lona no chão, de modo que a tinta que escorre dos quadros seus e dos alunos caia na lona. Estas lonas são aproveitadas pelo artista para a exposição individual Pinturas Não Realizadas, na Galeria Bolsa de Arte em Porto Alegre.

Críticas

"(...) Em relação à pintura, seu dever, e seu direito, Frantz já a manteve sobre papel, sobre tela, sobre paredes, calçadas, porcelanas, e sobre o efêmero (...). A consequência dessas atitudes pictóricas é uma produção que depende do desenvolvimento industrial não só para ceder-lhe (ao artista) pincéis e tintas, mas também para muni-lo de uma diversidade de materiais aos quais tece um culto alquímico qual aos tecidos ao óleo pelo Renascimento e pelo Impressionismo. Resinas, fibras, ceras, pigmentos, acrílicos, óleos, algodão (...) são materiais que na expressividade de Frantz adquirem um status técnico aglutinado, que em raros artistas de sua geração, materiais tradicionais isolados conseguem. Mas se por um lado a pintura industrial de Frantz reverencia o manufaturável, onde o ponto de atrito está radicalmente em seu ideário subjetivo tentando impôr-se sobre a técnica clássica, por outro lado ela atrela-se ao existencial, visanto o universal. Entendendo a própria disposição de pintar, como sendo, já, pintura; sua obra transcende o representado, e mostra também o ´pelo qual´ chegou à representação. O fotum que ilumina e emana de suas telas são, a um só tempo, a experiência existencial do artista (o particular), e a experiência de sua produção enquanto objeto (o universal). Frantz não é o único artista com a capacidade de exercer tal dicotomia com a carga efetiva com que exerce, mas o faz com atos tão irremediáveis, que em uma reflexão sobre sua obra, é justo que tal se evidencie."
Carlos Gallo
ARTE gaúcha contemporânea. Porto Alegre: Casa de Cultura Mário Quintana, Instituto Estadual de Artes Visuais, 1991.

Exposições Individuais

1982 - Porto Alegre RS - Individual, no Margs
1983 - Porto Alegre RS - Individual, no IAB Espaço Livros e Artes
1984 - Santa Maria RS - Individual, na Galeria Gaiger
1986 - Florianópolis SC - Individual, na Galeria da Casa da Cultura
1986 - São Leopoldo RS - Individual, na Gestual Galeria de Arte
1987 - Recife PE - Individual, na Galeria Aloísio de Magalhães
1987 - Rio de Janeiro RJ - Individual, na Galeria Macunaíma
1988 - São Leopoldo RS - Individual, na Gestual Galeria de Arte 
1988 - Porto Alegre RS - Individual, na Delphus Galeria de Arte
1989 - Porto Alegre RS - Individual, no Margs 
1989 - Porto Alegre RS - Individual, na Galeria da Caixa Econômica
1990 - Kiel (Alemanha) - Individual, na Galeria Werkstatt
1991 - São Leopoldo RS - Individual, na Gestual Galeria de Arte
1992 - Porto Alegre RS - Individual, na Galeria da Caixa Econômica

Exposições Coletivas

1982 - Porto Alegre RS - Salão do Jovem Artista - menção honrosa
1983 - Porto Alegre RS - 15 Desenhistas Gaúchos, na Toque Final Casa de Arte
1983 - Porto Alegre RS - Do Passado ao Presente: as artes plásticas no Rio Grande do Sul, no Cambona Centro de Artes
1984 - São Paulo SP - 15º Panorama de Arte Atual Brasileira, no MAM/SP
1984 - São Paulo SP - Pintura e Desenhos, no Paço das Artes
1984 - Rio de Janeiro RJ - Pintura e Desenhos, na Galeria de Arte do Ibeu
1985 - Belo Horizonte MG - Salão Nacional de Arte de Belo Horizonte, no MABH
1985 - Curitiba PR - 42º Salão Paranaense - prêmio Banco de Desenvolvimento
1985 - Porto Alegre RS - Arte Contemporânea do Rio Grande do Sul, no Margs
1985 - Rio de Janeiro RJ - 8º Salão Nacional de Belas Artes, no MAM/RJ
1985 - São Paulo SP - 3º Salão Paulista de Arte Contemporânea, na Fundação Bienal
1986 - Curitiba PR - 7ª Mostra do Desenho Brasileiro, no MAC/PR
1986 - Porto Alegre RS - 9º Salão Nacional de Artes Plásticas, no Margs
1986 - Rio de Janeiro RJ - 9º Salão Nacional de Belas Artes, na Funarte - premiado
1986 - São Paulo SP - Salão Paulista de Arte Contemporânea
1987 - Assunção (Paraguai) - 2ª Semana de Arte Brasileira
1988 - Porto Alegre RS - Salão da Câmara Municipal de Porto Alegre
1990 - São Paulo SP - Salão Paulista de Arte Contemporânea
1991 - Curitiba PR - 48º Salão Paranaense, no MAC/PR
1991 - Porto Alegre RS - Arte Gaúcha Contemporânea, na Casa de Cultura Mario Quintana
1991 - São Paulo SP - Gravura Brasileira e Portuguesa, na Faap
1991 - São Paulo SP - Gravura Brasileira e Portuguesa, no MAC/USP
1995 - Curitiba PR - 52º Salão Paranaense, no MAC/PR
1996 - Passo Fundo RS - Museu de Artes Visuais Ruth Schneider: exposição inaugural Museu de Artes Visuais Ruth Schneider

Fonte: Itaú Cultural

VEJA TAMBÉM

Ivan Serpa - Nu Feminino
Nu Feminino
Louis Icart - Champs Elysee
Champs Elysee
Lothar Charoux - Sem Título
Sem Título